Posts Tagged ‘Adão Iturrusgarai’

Aline em nova fase

quinta-feira, 3 abril 2014

O cartunista Adão Iturrusgarai volta a publicar as tirinhas com as histórias da Aline no caderno Ilustrada da Folha de S. Paulo, em comemoração aos 20 anos de existência da personagem. A nova série se chama “Aline, 40″ e ela passa a ter 40 anos de idade e uma fila chamada Luna – que não sabe ao certo quem é seu pai, se é Pedro ou se é Otto.

luna

Aline foi criada em 1993 e em sua última aparição, em 2009, ela mantinha seus 20 e poucos anos e dividia o apartamento – e a cama – com seus dois namorados. “A ideia é tratar do relacionamento deles. Ela está mais poliamor do que antes”, conta Adão. Sobre a nova personagem, Luna, o cartunista lava as mãos: “O legal é que ninguém sabe quem é o pai. Eu não sei se isso vai ser contado um dia. Nem eu sei de quem ela é”, ri o autor.

A L&PM publica as tirinhas da Aline em 5 volumes na Coleção L&PM Pocket e, em 2011, publicou Antrologia, uma seleção das melhores séries de tiras da personagem publicadas entre 2003 e 2010 nos jornais Folha de São Paulo e O Liberal (Americana-SP), inéditas em livro até então.

Aline quarentona

quinta-feira, 13 março 2014

por Adão Iturrusgarai*

Faz 20 anos que criei a Aline. Hoje ela teria uns 40 anos. Como ela, Otto e Pedro estariam hoje? Ela, quase igual, mas com um pouco menos de cintura e os seios não tão redondos. Mas com seu tradicional sex-appeal. Otto com uma barriguinha e Pedro com uma careca. Além disso, ela teria uma filha de uns 5 anos. E os pais seriam os dois, já que ela nunca quis fazer teste de paternidade.

aline_40

*Adão Iturrusgarai é o criador das tirinhas da Aline da Coleção L&PM Pocket e este post foi publicado originalmente em seu perfil no Facebook.

Aleluia!!! Os quadrinhos foram reabilitados!!!

terça-feira, 28 fevereiro 2012

Bons ventos sopram pela chamada “academia”; finalmente foram “descriminalizadas” as histórias em quadrinhos nas escolas. Aqueles que são jovens há mais tempo lembram muito bem que, num passado bem recente, as HQs eram proibidas em sala de aula. Professores de literatura e português faziam sinal da cruz diante de um álbum de quadrinhos, como se estivessem em frente ao demônio.

Mas, como tudo passa, esta onda também passou. Uma geração mais arejada de professores absolveu as HQs dos pecados da superficialidade dos quais era acusada e colocou finalmente nas mãos dos jovens leitores algumas obras-primas de arte e literatura.

Nós aqui da L&PM, que mourejamos nesta área desde os anos 70 – e que tivemos que abandonar temporariamente o barco devido à profunda rejeição - estamos de volta já há algum tempo e com um extraordinário cardápio de lançamentos. Na Coleção L&PM POCKET, os quadrinhos já conquistaram milhares de novos leitores com títulos dos consagrados Garfield, Snoopy, Hagar, Dilbert e o timaço de autores brasileiros composto por Laerte, Angeli, Adão Iturrusgarai, Glauco, Edgar Vasques, Paulo Caruso, Mauricio de Sousa, Santiago entre outros. Todos por R$ 11,00.

Além do quadrinho em livros de bolso, a editora voltou a investir em grandes projetos, como Peanuts Completo, uma série em capa dura e acabamento luxuoso que publicará todo o magnífico trabalho de Charles Schulz. Já foram editados 4 volumes e o quinto sai em março. Publicamos também belas adaptações a cores das histórias de Agatha Christie, o clássico pacifista Valsa com Bashir, cuja versão em animação foi finalista ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2010 e iniciamos a publicar a festejada série afro-francesa Aya de Margarite Abouet, que trata da vida dos jovens nos países africanos. Recomeçamos também a publicar álbuns para adultos como o clássico Erma Jaguar do craque do desenho erótico Alex Varenne.

Como estamos livres para publicar o que de melhor se faz no mundo e para recomendar às escolas que usem e abusem das histórias em quadrinhos (já que não é mais pecado), um dos grandes destaques da programação de HQ da L&PM Editores é sem dúvida a série de Clássicos da literatura em quadrinhos. Um coleção espetacular feita por roteiristas e desenhistas belgas e franceses, publicada originalmente pela Editora Glénat com o apoio da UNESCO, órgão cultural da ONU que só chancela projetos de alto valor pedagógico. Estes livros possuem, além da história em quadrinhos a cores, um “dossier” que traça um rico painel sobre o livro, o autor, sua vida e seu tempo. Já foram lançados Volta ao mundo em 80 dias de Júlio Verne, A Ilha do Tesouro de Robert Louis Stevenson, Um conto de Natal de Charles Dickens, Dom Quixote de Miguel de Cervantes, Odisseia de Homero e Robinson Crusoé de Daniel Defoe. Deverão sair nos próximos meses Guerra e Paz de Leon Tolstoi e Os miseráveis de Victor Hugo.

Mangás

Mas a grande novidade de 2011 foi a nossa entrada no mundo dos mangás. Iniciamos com os dois volumes de Solanin de Inio Asano e Aventuras de menino de Mitsuru Adashi, os três livros disponíveis nos mais de 2 mil pontos de venda da coleção L&PM Pocket pelo Brasil inteiro. Com a colaboração e a consultoria do tradutor e especialista em mangás Alexandre Boide, a L&PM está preparando novos títulos para 2012.

Enfim, a editora está definitivamente retomando uma de suas vocações que sempre foi a de editar HQs. E a prova disso é que, justamente o primeiro título da L&PM Editores, foi um livro de quadrinhos: Rango 1 de Edgar Vasques. (Ivan Pinheiro Machado)

Os malditos Laerte, Angeli, Adão, Glauco e Nani

quarta-feira, 27 julho 2011

Estreou em São Paulo, no último final de semana, o documentário Malditos cartunistas, que traça um panorama sobre a profissão de desenhista de humor no Brasil, desde o inesquecível O Pasquim, nos anos 60, até hoje. Dirigido e produzido de forma independente pelos também “malditos” Daniel Paiva e Daniel Garcia, este é o primeiro longa metragem feito sobre o assunto no Brasil. Foram 40 entrevistados, dos quais 25 entraram na versão final, entre eles Laerte, Angeli, Adão Iturrusgarai, Glauco e Nani.

Os realizadores tiraram do próprio bolso a verba para a produção do longa, mas a falta de recursos não interferiu na qualidade do trabalho. Malditos cartunistas já ganhou o prêmio do júri popular no festival de cinema Íbero Americano CineSul no Rio e participou do Cine Ouro Preto, onde teve excelente aceitação do público e crítica.

O filme já foi exibido em sessões especiais em algumas cidades, como São Paulo e Porto Alegre. Enquanto o longa não entra no circuito comercial (se entrar), dê uma olhada no trailer:

Estão disponíveis no canal oficial no Youtube algumas cenas inéditas que não entraram na versão final do longa. Vale conferir os depoimentos de Laerte, Angeli, Adão Iturrusgarai, Glauco e Nani (clique sobre o nome para abrir o respectivo vídeo). Outros nomes de peso no universo dos quadrinhos no Brasil também participaram do documentário, como Allan Sieber, Chiquinha, Fábio Zimbres, Schiavon, Reinaldo, Leonardo, Ziraldo, Arnaldo Branco, Jaguar, Guazzelli, Ota e André Dahmer.

Beijos em quadrinhos

quarta-feira, 13 abril 2011

Dia do Beijo é tão bom que tem duas datas: 13 de abril e 6 de julho (este último chamado de “Kissing Day” no mundo). E vale tudo: “beijoca”, “bitoca”, “selinho”, “beijo de esquimó”, “ósculo santo”… Pra comemorar, separamos algumas tirinhas. Divirta-se e… Feliz Dia do Beijo!

Beijo de amigo em Snoopy 9 – Pausa para uma soneca, de Charles Schulz:

Beijo de amante italiano em Rê Bordosa – Do começo ao fim, de Angeli:

Beijo exagerado em Aline 5 – Numas de colegial, de Adão Iturrusgarai:

Beijo de língua em Garfield 9 – Um gato em apuros, de Jim Davis:

Aline X BBB

sexta-feira, 4 março 2011

Por Paula Taitelbaum

Aline tem dois maridos. Mas não se contenta só com eles. Ela é tarada e totalmente pirada, anda nua na rua, faz suruba, faz de tudo, faz o diabo (e até com o diabo!). Aline é a personagem criada pelo talentosíssimo Adão Iturrusgarai. E quando a gente lê as tirinhas com ela, só tem vontade de fazer uma coisa: rir. Mesmo assim, apesar dos pedidos insistentes da minha filha de nove anos, eu prefiro deixá-la afastada da personagem. Melhor esperar mais um tempo… Pois a Globo adaptou a Aline para a TV e colocou no ar a série homônima que estreou no dia 3 de fevereiro com a promessa de que seriam exibidos oito episódios. A Aline global, vivida pela atriz Maria Flor, ficou muito mais light do que a Aline dos quadrinhos. Os maridos viraram namorados, ela deixou de ser tarada e ficou romântica, as pernas de fora deram lugar a meias-calças coloridas e ela praticamente virou uma menina de família.

Eis que essa semana foi divulgada a notícia de que Aline estava se despedindo da programação e que, no lugar de oito, a segunda temporada da série teria apenas cinco episódios. A matéria dizia que a razão para o adiantamento do fim teria sido uma baixa audiência. Fazer o quê… nem tudo o que é bom agrada a todos. A questão é que, hoje, a Folha de S. Paulo traz um texto cujo título é “Cena de suposto suingue fez Globo encurtar série ‘Aline’”. Hein???!!!! A nota diz ainda que “Segundo fontes ligadas à produção, a direção do canal teria ficado incomodada com cena do capítulo em que os pais de Aline (Maria Flor) e seus respectivos marido e mulher (eles são separados na história) se encontram no motel e vão para a cama, o que de alguma forma sugere um suingue (troca de casais).”. Confesso que fiquei com vontade de rir. Pra não chorar… Porque não posso acreditar que a mesma emissora que exibe o Big Brother, a novela das nove e mais uma penca de programas recheados de “sugestões” eróticas explícitas possa ter tirado a Aline do ar por causa de uma suposta cena de suingue exibida após às 23h20min. A assessoria da Globo negou que o motivo do fim da série tenha sido a tal cena. Mesmo assim, fica a pulga atrás da orelha… Felizmente, pra compensar, as tirinhas continuam aí, sem censura, para quem quiser se divertir com a Aline original.

Aline em nova temporada e em cores

segunda-feira, 31 janeiro 2011

Em primeira mão, algumas das novas histórias da Aline, só para dar um gostinho do que vem por aí. E o mais bacana: todas as tirinhas serão coloridas! Nesta nova fase, ela descobre o inferno, vira blogueira e dispensa Otto e Pedro por uns tempos, inaugurando a fase “Aline alone”.

Várias Alines à escolha do leitor :)

E na próxima quinta, dia 3, estreia a nova temporada da série “Aline” na Rede Globo. Não dá pra perder!

“Aline” em cores e novo formato

segunda-feira, 3 janeiro 2011

A série Aline, inspirada nos quadrinhos de Adão Iturrusgarai (Coleção L&PM Pocket), vai estrear sua 2ª temporada na telinha em 2011. E a L&PM aproveita a entrada de ano para contar duas novidades: vem aí o volume 5 da série na versão pocket e mais uma edição especial com tirinhas coloridas em novo formato.

Aline é uma jovem contemporânea, tem 20 e poucos anos, trabalha fora, odeia cozinhar e arrumar a casa e tem DOIS namorados. Por causa disso, alguns dizem que ela é tarada e “maníaca sexual”, enquanto outros acham que ela é uma mulher normal que simplesmente deixa  seus instintos sexuais agirem livremente.

Rótulos à parte, vale acompanhar a série e dar uma olhada nas tirinhas. É diversão na certa!

O 5º volume de Aline e a edição especial colorida ainda não têm data definida para publicação. A data de estreia da nova temporada também não foi divulgada pela Rede Globo, mas enquanto isso dá pra ir matando a saudade da Aline, do Pedro e do Otto: