Arquivo de outubro, 2017

O trailer de “A Casa Torta”, filme baseado no livro de Agatha Christie

segunda-feira, 30 outubro 2017

Baseado no romance de Agatha Christie, A Casa Torta, produzido pela Sony Pictures, apresenta uma nova adaptação cinematográfica dirigida por Gilles Paquet-Brenner e escrita por Julian Fellowes e Tim Rose Price. Não conseguimos descobrir quando vai estrear no Brasil, mas provavelmente será em 2018. O elenco é poderoso e inclui Gillian Anderson, Terence Stamp, Glenn Close e Max Irons.

CASA TORTA POSTER ok

 

A Casa Torta foi considerado pela própria Agatha Christie como um de seus melhores livros. Nos arredores de Londres há uma mansão com uma inusitada característica: ela é torta. É ali que o milionário octogenário Aristide Leonides mora com a esposa, cinquenta anos mais jovem, além de filhos, noras, netos e uma cunhada, irmã da primeira mulher. Quando a polícia descobre que o patriarca foi envenenado, todos os moradores da casa se tornam suspeitos, e a discórdia passa a imperar entre os membros da família – sobretudo, olhares desconfiados recaem sobre a jovem viúva. A neta mais velha de Aristide, Sophia, junta-se ao namorado para investigar o que há por trás da misteriosa morte do avô.

Assista ao trailer:

A L&PM publica A Casa Torta em formato convencional, pocket e e-book.

Morte de Pablo Neruda segue sendo um mistério

segunda-feira, 23 outubro 2017

A morte do poeta chileno Pablo Neruda (1904-1973) voltou a ganhar destaque pelo mundo afora. Isso porque a suspeita de que ele não tenha morrido de câncer ganhou um novo capítulo. Em 2011, uma denúncia levantou a hipótese de que Neruda teria sido envenenado no hospital pelos homens de Pinochet, mas a exumação concluiu que não havia indícios de envenenamento.

Agora, um grupo internacional de peritos divulgou, na sexta-feira, 20 de outubro, que de câncer de próstata Neruda também não morreu — apesar dele ter sofrido da doença. A questão é que eles ainda não sabem especificar qual foi a causa da morte do ganhador do Prêmio Nobel de Literatura de 1971

A equipe de especialistas informou em entrevista coletiva que o poeta, opositor ao golpe militar liderado pelo general Augusto Pinochet de 11 de setembro de 1973, não morreu por causa de uma caquexia cancerosa provocada pelo câncer que sofria, como aparece em seu atestado de óbito.

O juiz Mario Carroza, que lidera as investigações, afirmou que as conclusões da equipe apontam para um assunto que fundamentalmente “tem relação com uma outra toxina, que por sua vez requer outros estudos que nos permitirão ter uma conclusão definitiva”.

O médico forense espanhol Aurelio Luna disse aos jornalistas que o que é “categoricamente certo” é que o atestado de óbito “não reflete a realidade do falecimento”.

De acordo com Luna, se tudo correr bem, dentro de um ano será possível obter uma resposta concreta e clara aos estudos de genômica bacteriana.

Neruda morreu em uma clínica de Santiago em 23 de setembro de 1973, poucos dias após o golpe de Estado que derrubou o governo de Salvador Allende.

Neruda dedo

Um passeio por Rimbaud

sexta-feira, 20 outubro 2017

Era 20 de outubro de 1854 quando Vitalie Rimbaud, uma católica fervorosa, pariu seu segundo filho, o qual batizaria de Jean-Nicolas Arthur Rimbaud. O menino, que ficaria conhecido simplesmente como Arthur Rimbaud, nasceu de forma pouco poética, na cidade de Charleville, nas Ardenas francesas, mais precisamente na Rue Napoleón, número 12.

Atualmente, na cidade natal do autor de Uma temporada no inferno, há um lindo museu que leva seu nome. O Museu Rimbaud está localizado no antigo moinho de Charleville, uma bela e elegante construção erguida em 1626 e renovada em 1896 pelo arquiteto Petitfils que redistribuiu seus espaços interiores. Atualmente, o local apresenta a vida e o trabalho de Arthur Rimbaud através de manuscritos, objetos pessoais, fotos e documentos. Além disso, o museu também expõe o trabalho de muitos artistas que homenageiam os escritos do poeta como Fernand Léger, Jean Cocteau ou Sonia Delaunay.

RIMBAUD MUSEU CHARLEVILLE OUTRO

RIMBAUD MUSEU CHARLEVILLE COLUNA

RIMBAUD MUSEU CHARLEVILLE FOTO