Arquivo de janeiro, 2018

Os jovens Romeu e Julieta de 80 anos

quinta-feira, 25 janeiro 2018

Na peça “Romeu e Julieta 80″, os jovens protagonistas do clássico de Shakespeare são vividos por dois atores na casa dos 80 anos: Renato Borghi (80) e Miriam Mehler (82). Avaliada com quatro estrelas pela Folha de S. Paulo (que significa “muito bom”), a peça fica em cartaz no Teatro do Sesc Ipiranga em São Paulo de 25 de janeiro a 18 de fevereiro. “O aspecto aberto da encenação cria um efeito de distanciamento crítico que faz com que o fascínio pela trama amorosa não se sobreponha à razão viva de quem lhe assiste.” escreveu Paulo Bio Toledo em sua crítica à Folha.

Ficha técnica

Direção, adaptação e iluminação: Marcelo Lazzaratto
Elenco: Renato Borghi, Miriam Mehler, Elcio Nogueira Seixas e Carolina Fabri
Direção de Arte: Simone Mina
Trilha Sonora: Daniel Maia

Serviço: 

Quando: sex. e sáb. às 21h, dom. e dia 25/1 às 18h
Onde: Sesc Ipiranga – Teatro – Rua Bom Pastor, 822 – São Paulo
Quanto: R$ 9 a R$ 30
Classificação: 12 anos

 

Quem tem medo de Virginia Woolf?

quinta-feira, 25 janeiro 2018

Ninguém teve mais medo de Virginia Woolf do que a própria Virginia Woolf. Nascida em 25 de janeiro de 1882, foi uma das maiores figuras da literatura inglesa, autora de Mrs. Dalloway, As ondas, Orlando… Criadora da célebre editora Hogarth Press, foi líder do influente grupo literário de Bloomsbury. Sua vida cultural intensa, no entanto, jamais conseguiu afastar seus fantasmas. Virginia era atormentada por sucessivas crises depressivas e, sentindo-se cansada e impotente na luta contra a demência, aos 59 anos, encheu os bolsos do casaco com pedras e deixou-se levar pelas águas geladas do rio Ouse.

virginia_bela

A vida de Virginia começa com um fascínio. Não a vida real, mas a vida imaginária, à qual a romancista dedicará toda a sua existência. Desde a infância, há, de um lado, a vida e, de outro, os sonhos. Mais tarde, haverá a realidade e os livros. No começo, uma cidadezinha da província inglesa de Cornwall onde Virginia passa suas férias de verão em família. St. Ives: o nome desse lugar é por si só um convite ao sonho. A promessa de partir. ( Trecho de Virginia Woolf, de Alexandra Lemasson, Série Biografias L&PM)

De Virginia Woolf, a L&PM publica Mrs. Dalloway, Ao farolFlush Profissões para mulheres e outros artigos feministas.

Agatha Christie On Demand

segunda-feira, 22 janeiro 2018

Que tal assistir a filmes baseados em obras de Agatha Christie sem sair da poltrona? A Casa Torta, por exemplo, já está disponível no NOW que oferece conteúdo exclusivo aos assinantes da NET.

A adaptação do livro homônimo de Agatha Christie, publicado pela L&PM (em formato convencional, pocket e e-book), foi adaptado para o cinema por Julian Fellowes, o criador da série Downton Abbey. Entre os atores principais estão Glenn Close, Gillian Anderson, Terence Stamp e Christina Hendricks.

Já o Globo Sat Play oferece aos seus assinantes a primeira temporada da série E não sobrou nenhum, baseada em um dos livros mais famosos da Rainha do Crime e também a série Sócios no Crime que traz aventuras dos detetives Tommy e Tuppence.

Lou Andreas-Salomé em livro e filme

segunda-feira, 15 janeiro 2018

Já está em cartaz em todo Brasil o filme “Lou”, cinebiografia de Lou Andreas-Salomé (1861-1937), romancista, e ensaísta que foi, acima de tudo, um espírito livre. Aos vinte anos, ela começa uma amizade filosófica com Nietzsche e brinca com o fogo de seu amor. Aos trinta, companheira do poeta Rainer Maria Rilke, guia-o no caminho da criação e foge de sua paixão. Aos quarenta, é acolhida por Freud como sua discípula mais brilhante. Mulher entre homens, ela sonha com um “mundo de irmãos”, de casamento sem sexualidade, de maternidade sem procriação, de inconsciente sem instintos destrutivos. Filosofia, poesia e psicanálise são os instrumentos da única afirmação que interessa a essa provocante mulher: o laço indissolúvel do indivíduo com a vida como um todo.

O filme “Lou” tem direção da alemã Cordula Kablitz-Post e traz as atrizes Katharina Lorenz e Nicole Heesters nos papéis principais (em duas fases da vida da personagem). Veja o trailer:

A Coleção L&PM Pocket publica a biografia de Lou Andreas-Salomé. Vale a pena conhecer melhor essa mulher.

Lou Salome

A Rainha do Crime e a Rainha da Inglaterra

sexta-feira, 12 janeiro 2018

Agatha Christie faleceu em 12 de janeiro de 1976, aos 85 anos, deixando um legado de histórias que segue fazendo sucesso pelo mundo afora.

Em 1971, a escritora britânica foi condecorada “Dama” (uma honra que equivalente a “Sir”) pela rainha Elizabeth II. Sua Majestade e a Rainha do Crime também se encontraram em novembro de 1974, na premiere do filme Assassinato no Expresso Oriente, aliás a última aparição pública de Agatha Christie antes de sua morte.

Agatha Christie cumprimenta a Rainha da Inglaterra na premiére de "Assassinato no Expresso Oriente"

Agatha Christie cumprimenta a Rainha da Inglaterra na premiére de “Assassinato no Expresso Oriente”

Em sua autobiografia, Christie escreveu sobre seu primeiro encontro com a Rainha da Inglaterra:

Vou confessar aqui e agora que as duas coisas que me empolgaram na vida, a primeira foi meu carro: um Morris Cowley cinza. A segunda foi jantar com a rainha no palácio de Buckingham, cerca de quarenta anos mais tarde. Ambos os acontecimentos pertenciam à categoria dos contos de fadas. Eram coisas que jamais imaginei que me aconteceriam, a mim: ter meu próprio carro e jantar com a rainha da Inglaterra!

(…)

Tão pequena e esbelta em seu vestido simples de veludo vermelho-escuro, com uma única e linda joia — e sua bondade e simplicidade no falar. Lembro-me de que nos contou a história de uma noite em que estavam conversando numa salinha e tiveram que sair às pressas, porque, de repente, desceu pela chaminé uma enorme crista de fuligem. É bem animador saber que desastres domésticos também acontecem nos mais elevados e requintados círculos sociais.

Em sua biografia, Agatha Christie conta outras passagens com membros da realeza, como o fato e ter escrito a peça Os três ratos cegos a pedido da rainha Mary (avó da Rainha Elizabeth II) ou o fato de, aos seis anos de idade, sonhar em casar com o príncipe Edward (a quem ela chama de príncipe Eddy), aquele que abdicou do trono para casar-se com uma mulher divorciada.

Como você pode perceber, não apenas os livros, mas também a vida de Agatha Christie, são recheados de histórias interessantes.

 

Exposição em Porto Alegre relembra Josué Guimarães

quinta-feira, 11 janeiro 2018

Via Publishnews

A próxima terça-feira (16) marcará a abertura da exposição Tempo de ausência: 30 anos sem Josué Guimarães, que ocupará o Espaço Memória da Cultura (Rua dos Andradas, 1.234 – Sala 1003), em Porto Alegre. Josué foi uma das figuras mais atuantes no jornalismo gaúcho no século XX, tendo trabalhado como repórter, editor, correspondente internacional, ilustrador e colunista em jornais influentes como o Diário de Notícias, A Hora, Folha da Tarde, Zero Hora e Folha de S.Paulo. Na literatura, descoberta por ele apenas no fim dos anos 1960, Josué compôs, por meio de livros como Camilo Mortágua, Os tambores silenciosos Dona Anja e da trilogia inacabada A ferro e fogo, um fiel retrato da sociedade da qual foi observador implacável. A exposição foi montada originalmente em 2016, na Universidade de Passo Fundo, que sedia a cada dois anos, a Jornada Literária de Passo Fundo, da qual Josué foi um dos principais colaboradores. Na mostra, estão, por exemplo, a máquina de escrever de Josué Guimarães e os originais de A ferro e fogoÉ tarde para saber As muralhas de Jericó. O primeiro livro do autor, Os ladrões, e o esboço da capa da obra Um corpo estranho entre nós dois também fazem parte da exposição. Além disso, há preciosidades, como cartas trocadas entre Josué e o escritor Érico Veríssimo.

Máquina de escrever usada por Josué Guimarães compõe a mostra em sua homenagem | ©Arquivo/UPF

Máquina de escrever usada por Josué Guimarães compõe a mostra em sua homenagem | ©Arquivo/UPF

Clique aqui e leia no blog da L&PM o texto “30 anos de saudades de Josué Guimarães”, escrito pelo editor (e amigo de Josué Guimarães) Ivan Pinheiro Machado.

Crônica de Martha Medeiros é tema de redação do vestibular da UFRGS

terça-feira, 9 janeiro 2018

O tema do ano da prova de redação do vestibular da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), aplicada na segunda-feira, 8 de janeiro, foi um texto de Martha Medeiros, Pai da Pátria, publicado em agosto de 2017 na Revista Donna, do Jornal Zero Hora, e que estará no próximo livro de crônicas da escritora s ser publicado pela L&PM em 2018.

“Quem me dera ser crédula, confiante. Do tipo que admite estarmos em meio a uma crise medonha, mas que dela brotará um Estado maior, melhor. Já fui assim otimista, mas o tempo passou e me cobrou alguma lucidez e coragem para encarar a realidade”. (Trecho de Pai da Pátria)

Na prova, foi solicitado que os candidatos escrevessem sua opinião sobre o texto, posicionando-se contra ou à favor do que Martha Medeiros escreveu. O enunciado pedia, inclusive, que os candidatos escrevessem como se a própria autora fosse ler a resposta, para que ela entendesse claramente o posicionamento adotado.

“É um grande prestígio. Tenho a impressão de que deve ter sido muito bacana para eles, pois não precisam falar sobre o que eu falei, e sim sobre o que eles pensam do assunto, muito atual, com suas próprias palavras.” declarou a cronista ao jornal Zero Hora em matéria publicada no dia seguinte à prova do vestibular.

Conheça todos os livros de Martha Medeiros publicados pela L&PM Editores.

martha_medeiros_5 (1)

Woody Allen em novo filme e novas edições

terça-feira, 2 janeiro 2018

2018 inicia com novidades assinadas por Woody Allen chegando aos cinemas e às livrarias. Seu novo filme, “Roda Gigante”, estreou no Brasil em 28 de dezembro trazendo no elenco Kate Winslet, Justin Timberlake, James Belushi e Juno Temple.

O longa dirigido e roteirizado por Allen está sendo super elogiado e o trailer sugere uma trama um tanto mais densa do que os filmes anteriores do cineasta. Tudo gira em torno de Ginny (Kate Winslet), a esposa de um operador de carrossel, Humpty (Jim Belushi), que trabalha em um parque na praia de Coney Island. Ela se apaixona pelo salva-vidas Mickey (Justin Timberlake). Mas as coisas ficam confusas quando a filha (Juno Temple) de Humpty volta para casa fugindo de gângsters e também se apaixona por Mickey.

E enquanto “Roda Gigante” encanta as plateias, a L&PM coloca na roda uma nova edição de Insanidade Mental, livro de Woody Allen. Trata-se de um conjunto de contos e artigos publicados na célebre revista novaiorquina New Yorker que chegam agora ao catálogo L&PM. Pra completar, em fevereiro, chega Pura Anarquia, um livro de contos de Allen que encontrava-se inédito no Brasil e que ganha nova edição e nova capa.

WOODY ALLEN DUAS CAPAS