Novos poemas de Bukowski

8 outubro 2018

o melhor da raça

não há nada para
discutir
não há nada para
lembrar
não há nada para
esquecer

é triste
e
não é
triste

parece que a
coisa
mais sensata
que uma pessoa pode
fazer
é
sentar
com bebida na
mão
enquanto as paredes
acenam
seus sorrisos
de adeus

a gente sobrevive
a
tudo
com certa
dose de
eficiência e
bravura
e aí
se manda

alguns aceitam
a possibilidade de que
Deus
os ajude
a
superar

outros
encaram
de frente

e à saúde destes

eu bebo
esta noite.

Novo livro de poemas de Bukowski que acaba de chegar

Novo livro de poemas de Bukowski que acaba de chegar

Clique aqui para saber mais sobre “Você fica tão sozinho às vezes que até faz sentido“.

Charles Aznavour Entre Aspas e para sempre entre nós

1 outubro 2018

O incansável Charles Aznavour descansou. Morreu nesta segunda-feira, 1 de outubro, aos 94 anos, em sua casa na serra das Alpilles, no sul da França. Mas mesmo com a idade avançada, o cantor continuava fazendo shows.

Nascido Chahnour Vaghinag Aznavourian, ele se tornou um dos maiores nomes da música francesa, “autor de mil canções”.

No livro “Entre Aspas – 2“, o jornalista Fernando Eichenberg conversou com Aznavour -  filho de modestos artistas de origem armênia e que foi secretário, amigo e confidente de Edith Piaf -  sobre as vezes que esteve no Brasil e, aos 90 anos (idade que tinha ao conceder a entrevista) também sobre sua relação com a morte: “A morte é mais jovem do que eu, não penso nela. Ela tem 17 anos a menos do que eu. É ela que deve ter medo de mim , não eu dela.”

Charles Aznavour foto

Leia aqui a entrevista completa (clique nas imagens para ampliá-las):

AZNAVOUR ENTRE ASPAS pg1 AZNAVOUR ENTRE ASPAS pg2 AZNAVOUR ENTRE ASPAS pg3 AZNAVOUR ENTRE ASPAS pg4 AZNAVOUR ENTRE ASPAS pg5 AZNAVOUR ENTRE ASPAS pg6 AZNAVOUR ENTRE ASPAS pg7

M de Martha no YouTube

26 setembro 2018

A escritora Martha Medeiros lança nesta quarta-feira, 26 de setembro, às 21:30, o seu canal no YouTube: M de Martha. Toda a semana, Martha vai abordar um tema com a letras M. O primeiro episódio é “Muitas”, e nele a best seller vai falar sobre a necessidade de se renovar constantemente.

“Meu nome é Martha Mattos de Medeiros. Um dia, pensando nisso, vi que o mundo feminino tem muito presente a letra M: menina, moça, mulher, musa, menopausa, menstruação… Fiquei com isso na cabeça e acabei indo para além do mundo feminino, mas com a ideia da letra na cabeça. Eu já tinha a ideia de fazer algo para me aproximar do mundo digital, para ampliar as possibilidades do meu público” — contou a escritora ao repórter Gustavo Foster, de GaúchaZH.

Essa primeira temporada de M de Martha terá 13 episódios, com seis minutos cada, no ar sempre às 21h30min das quartas.

 

Mil vidas em uma única biografia

19 setembro 2018

Se você curte cinema, deve conhecer (ou já ter ouvido falar) em Jean-Paul Belmondo. O ator francês que estreou na tela grande no filme Acossado de Jean-Luc Godard. Há dois anos, Belmondo lançou sua autobiografia, “Mil vidas valem mais do que uma“, que agora chega ao Brasil pela L&PM Editores. Em 2016, o jornal O Globo publicou uma matéria sobre o ator e seu livro, escrita por Fernando Eichenberg. Leia aqui na íntegra:

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Seu relato vai dos tempos tenebrosos da Segunda Guerra, quando aos onze anos o jovem Jean-Paul e seus amigos recolhiam cadáveres de aviadores abatidos nas terríveis batalhas no interior da França, até a consagração nas grandes telas do mundo inteiro. Neste período, mil vidas foram vividas e são narradas com maestria e emoção. Alguns dos mais famoso e importantes nomes da literatura e das artes plásticas e do cinema desfilam pelas páginas, protagonizando histórias dramáticas ou hilariantes. Há a presença forte da mãe, as lembranças do atelier do pai, escultor, e seus amores. Há encontros, desencontros, gargalhadas, lágrimas, amores e acrobacias. Há mil vidas a serem descobertas pelo leitor.

mil_vidas_valem_mais_do_que_uma

Dia de lembrar, homenagear e ler Caio Fernando Abreu

12 setembro 2018

Caio Fernando Abreu nasceu em 12 de setembro de 1948. Estaria completando 70 anos hoje. Seus textos, às vezes crus, outras vezes extremamente poéticos, seguem encantando, emocionando, fazendo vibrar. Sua obra é considerada tão marcante que até o Google está prestando sua homenagem:

CAIO DUDDLE

Para marcar a data postamos aqui um trecho do livro O ovo apunhalado que traz 21 contos que como diz Lygia Fagundes Telles no prefácio são “inseparáveis na sua alquimia profunda”.

 antes que tentes aviso que já disse tudo não sou nada além de meu nome meu nome é minha essência mais profunda assim como a tua talvez seja a que vivas no momento talvez sejas além destas paredes descascadas destes móveis poucos esta bacia de louça naquele canto mas não te julgo pelo que vejo em ti externamente não julgo a ninguém nem a mim mesmo vim duma coisa que ainda não conheces vim duma coisa enorme da escuridão e de luz mais absolutas que possas imaginar a um só tempo vim duma coisa sem medo mas não sabes que trago em mim o princípio e o fim de todas as coisas

Caio_Fernando_Abreu_trio

Mais duas adaptações de “Mulherzinhas”, o célebre livro de Louisa May Alcott

28 agosto 2018

O livro “Mulherzinhas“, no original “Little Women”, chegou aos 150 anos cheio de energia. Lançado originalmente em 1868, o livro de Louisa May Alcott, baseado na sua própria infância e adolescência, tornou-se um sucesso da noite pro dia, apresentando uma personagem feminina que desconstruía todos os estereótipos da literatura norteamericana de até então.

“Mulherzinhas” ganhou algumas adaptações para o cinema e TV ao longo das últimas décadas. O filme mais famoso (até agora) que conta a história das irmãs March é o de 1933 com Katharine Hepburn no papel de Jo e que levou o Oscar de melhor roteiro, além de ter concorrido às estatuetas de melhor filme e melhor direção:

Outra adaptação que também ficou conhecida foi a de 1994 – que no Brasil ganhou o título de “Adoráveis Mulheres” – com Winona Rider, Kirsten Dunst, Christian Bale e Susan Sarandon no elenco.

Agora, mais dois filmes estão vindo por aí, ambos dirigidos por mulheres.

Um deles é uma adaptação da história para os dias atuais. Dirigido e roteirizado por Clare Niederpruem e com previsão de estreia para setembro de 2018:

Mas o mais esperando é o remake dirigido por Greta Gerwig, atriz que foi ovacionada com seu longa de estreia, “Lady Bird: é hora de voar”, e concorreu aos Oscars de melhor direção e roteiro original. A adaptação de Greta está em pré-produção e pretende ser fiel ao original no que se refere à época em que se passa: os Estados Unidos pós Guerra Civil. O elenco contará com nomes como Saoirse Ronan, Emma Watson e Meryl Streep. A previsão é que o filme de Greta chegue aos cinemas no Natal de 2019.

Enquanto isso, que tal ler o livro? A L&PM publica “Mulherzinhas” em pocket.

Dicas de Bill Gates para uma boa leitura

14 agosto 2018

Bill Gates é um dos gênios dos nossos tempos. O criador do Windows e responsável pela democratização do uso do computador pelo mundo informou ao canal Quartz, no Youtube, que lê cerca de 50 livros por ano, e deu algumas dicas para realizarmos uma boa leitura.

Quanto mais livros surgem nas estantes das livrarias, mais a gente quer ler, certo? Às vezes dá até vontade de se multiplicar para poder acompanhar todas as obras adquiridas (e até as boas e velhas leituras de criado-mudo). Para isso, foram reunidas essas quatro dicas de Bill Gates, um assíduo leitor.

BILL GATES LENDO

1. “Faça notas nas margens”.

Segundo Gates, quando você está lendo, deve ter cuidado com o que está prestando atenção. Principalmente em um livro de não-ficção (como Sapiens: uma breve história da humanidade, por exemplo). Logo, fazer notas nas margens o ajuda o leitor a se concentrar ainda mais nas informações.

2. “Termine o que você começou”.

Bill Gates explica que ele nunca começa um livro se sabe que irá largá-lo. Isso porque, quando você abandona uma leitura, você pode ter pensamentos inacabados sobre algo, e deixar sua compreensão sobre ele incompleta.

3. “Livros impressos ou digitais? Qual é a melhor opção?”

O empresário admite que com o tempo fará a troca do impresso para o digital, porém ainda está acostumado a ler uma revista ou livro, à noite. Aqui, a gente aproveita para deixar a nossa dica: Leia da forma como se sentir bem e confortável, certo?

4. “Fique ausente por pelo menos 1 hora”

Bill Gates sugere que o leitor concentre seu tempo de leitura em pelo menos uma hora, para livros que requerem mais atenção.  “Esse não é o tipo de coisa que você pode fazer 5 minutos aqui, 10 minutos lá. Alguns artigos de revistas ou vídeos curtos de Youtube podem se encaixar nesses pequenos tempos.” Isso porque, para Gates, é importante que você pense enquanto lê, não apenas absorva as palavras.

Você pode conferir as dicas de leitura aqui no vídeo original.

Anotou tudo nas margens do seu livro e está pronto para colocar em prática? Bem, a nossa única dica é: leia!

Bill Gates já indicou o livro “Sapiens: uma breve história da humanidade” da Coleção L&PM Editores e L&PM Pocket.

 

Luz, câmera e ainda mais ação em “O Papai é Pop”

13 agosto 2018

O livro O Papai é Pop de Marcos Piangers é um super sucesso. Isso porque ele conta a história de um homem comum, casado e pai de duas filhas, que descobre a aventura da paternidade. O mérito da obra é justamente esse: a forma como Piangers consegue divertir e comover, enquanto revela as percepções de um pai sobre o desenvolvimento das filhas, suas dificuldades, vitórias e vivências do cotidiano.

Foto Tiago Ghizoni

Foto Tiago Ghizoni

Pois eis que agora as histórias de O Papai é Pop vão ganhar a tela grande. Foi confirmado que a obra de Piangers vai virar filme com produção da Prodigo Films e roteiro de Ricardo Tiezzi (Qualquer Gato Vira Lata e O Outro Lado do Paraíso). As filmagens devem começar em 2019 e ainda não há previsão de estreia, mas estamos loucos para assistir!

O Papai é Pop e O Papai é Pop 2 são publicados na Coleção L&PM Pocket.

Contatos imediatos com Hilda Hilst

1 agosto 2018

Um portão antigo, um gravador, microfones e Hilda Hilst. É assim que começa o documentário Hilda Hilst Pede Contato, que estreia nesta quinta-feira, 2 de agosto, nos cinemas nacionais. Com direção e roteiro de Gabriela Greeb, o filme apresenta a sensibilidade de Hilda e sua busca por inspiração no cósmico literário, utilizando um velho gravador. A escritora paulista, que foi homenageada da FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty deste ano, apresentava um misticismo curioso ao realizar suas criações tentando se conectar com os mortos, e é retratada de forma sensível e ao mesmo tempo arrepiante.

Segundo relatos da produção, alguns eventos sobrenaturais aconteceram durante as gravações na Casa do Sol, morada de Hilda em Campinas. Objetos que se mexiam, direcionamentos da luz repentinos e ruídos estranhos compuseram o cenário de gravações que permitiram que a escritora, dessa vez, tivesse uma comunicação inversa: do mundo dos mortos para os vivos.

A Coleção L&PM Pocket está publicando o Teatro Completo de Hilda Hilst. Os dois primeiros volumes já estão nas livrarias e apresentam, cada um deles, duas peças. O volume 1 traz O Verdugo e A Noite do Patriarca e o volume 2 oferece As Aves da Noite e O Visitante. Os volumes 3 e 4 estão previstos para chegarem ainda em 2018.

Van Gogh vem aí

23 julho 2018

Segundo a coluna de Mônica Bergamo no Jornal Folha de S. Paulo, o MASP (Museu de Arte de São Paulo), planeja para 2023 uma exposição com obras de Van Gogh. A única questão é que o museu se preocupa com as taxas aeroportuárias de armazenamento que antes eram calculadas pelo peso e agora são cobradas sobre o valor das obras. Se fosse assim, o MASP teria que pagar, numa expectativa otimista, cerca de de US$ 7,5 milhões pela vinda de 20 obras de Van Gogh. O valor inviabilizaria a exposição. Até agora, o museu tem conseguido mandados de segurança na Justiça para evitar que a cobrança seja feita desta forma. Vamos torcer para que dê tudo certo.

A L&PM Editores publica Vincent – A História de Vincent Van Gogh em quadrinhos, Van Gogh na Série Biografias L&PM, Cartas a Theo em pocket e Cartas a Theo e outros documentos sobre a vida de Van Gogh em formato grande. Além disso, será publicado, ainda em 2018, o livro O capital de Van Gogh – Ou como os irmãos Van Gogh foram mais espertos do que Warren Buffet, de Wounter Van Der Veen, livro que mostra que, através da aquisição de obras de muitos artistas, bem como a criação de pinturas de Vincent, os dois irmãos pacientemente reuniram uma coleção de valor inestimável. Ao fazê-lo, criaram uma empresa inigualável que até hoje emprega milhares de pessoas em todo o mundo e assegura bilhões de dólares.

Van Gogh Capital capa primeira