Receita do dia

Uma receita para encarar o verão de frente

sábado, 15 outubro 2011

A chegada do calor trás consigo uma preocupação: o verão está a dois passos, a praia e a pouca roupa também. Um dos um dos alertas mais urgentes, entretanto, que diz que é preciso mudar de hábitos e passar a viver uma vida mais leve é o início do horário de verão. Ele prenuncia a temporada que está por vir. A mudança acontece neste domingo às 0h, portanto, é tempo de ir em busca das baixas calorias. Mas pode esquecer aquela ideia de que dieta se faz à base de grelhados e saladinha. A dica deliciosa é de Helena Tonetto, no livro 100 receitas de massas light.

ESPAGUETE DE RÚCULA SELVAGEM E CHILLI

A pimenta chilli é excelente fonte de betacaroteno e vitamina C. Estudos recentes comprovam que esse tipo de pimenta acelera o metabilismo.

Ingredientes:

500g de espaguete grano duro (1 pacote)
1 colher (chá) de azeite de oliva extravirgem  (100ml)
1 dente de alho picado (3g)
Pimenta chilli picada a gosto
1 lata de atum (200g)
1 molho de rúcula (100g)
Raspas de limão
Suco de 1/2 limão
1g de sal light
Pimenta moída na hora a gosto
50g de queijo parmesão ralado (1 pacotinho)

Modo de preparo:

1. Cozinhe o macarrão até ficar al dente.
2. Prepare o molho: aqueça o azeite numa panela, acrescente o alho, a pimenta chilli e o atum. Junte também as raspas de limão. Retire do fogo e acrescente o suco de limão  e parte da rúcula.
3. Escorra o espaguete e misture-o com o molho. Prove e corrija com o sal light, se precisar.
4. Despeje-o num prato, arrume por cimao punhado restante de rúcula fresca, salpique o queijo parmesão ralado e a pimenta.


Sábado tem sempre uma “Receita do dia” vinda diretamente dos livros da Série Gastronomia L&PM.

sábado, 8 outubro 2011

Criança costuma fazer manha para comer. Alface, brócolis, beterraba e abobrinha ocupam os primeiros lugares na lista de inimigos dos baixinhos. Criança gosta de bolo, chocolate, batata frita e… SORVETE! Na semana das crianças vale o agrado. É o momento dos pais baixarem a guarda e deixarem os pequenos se deliciarem com todas as gostosuras que a cozinha pode oferecer. O sorvete de leite condensado que Celia Ribeiro ensina em 100 receitas de sobremesa é perfeita para comemorar a data. E o melhor: é tão fácil que as próprias crianças podem colocar a mão na massa!

SORVETE DE LEITE CONDENSADO

Ingredientes:
4 xícaras de leite, 1 lata de leite condensado, 3  colheres rasas de chocolate em pó, 1 colherzinha de maizena.
Rendimento: 8 porções

Como preparar:
Ferva o leite com o leite condensado. Agregue o chocolate e a maisena e retorne ao fogo para engrossar o creme. Depois de frio, despeje o creme numa forma e leve ao freezer.

Dica:
Uma ótima combinação para servir sorvete é o waffle que se adquire pronto em lojas de delicatessen.  Aqueça os waffles no forno, coloque um em cada pratinho de sobremesa ou num prato individual maior e apresente ao convidado. Na mesa, uma bandeja com molhos de chocolate, de morango e caldas quentes, creme chantilly, nozes e cerejas ao maraschino em potinhos.

O sorvete é apresentado numa cremeira, em bolas. O convidado prepara então sua própria sobremesa, com o sorvete sobre o waffle e os complementos desejados. Tal sobremesa se come com colher e garfinho e, por ser muito consciente, é adequada como fecho de um cardápio de comidas salgadas leves como peixe ou frango.


Sábado tem sempre uma “Receita do dia” vinda diretamente dos livros da Série Gastronomia L&PM.

O risoto da primavera

sábado, 24 setembro 2011

A primavera chegou! Junto com ela, chegaram as flores, os passarinhos, o ar fresco, o vinho branco e as comidinhas leves. Aninha Comas, no livro 100 receitas de arroz, oferece aos seus leitores uma belíssima e deliciosa receita que não poderia ser nada mais nada menos que o próprio risoto primaveril. E que fica ainda melhor se degustado em um belo jardim.

RISOTO PRIMAVERA (4 pessoas)

Ingredientes:

2 xícaras de arroz arbório ou carnaroli; 1/2 xícara de cebola picada ou ralada; 3 dentes de alho picadinho; 1/4 de xícara de azeite; 1/2 xícara de vinho branco; 1 litro de caldo de galinha; 1 xícara de cenoura crua em cubos; 1 xícara de ervilhas naturais; 1 pimentão vermelho cortado em tirinhas finas; 50g de manteiga; 1 pitada de pimenta; 1 colher (chá) de sal; 100g de queijo parmesão ralado.

Como preparar:

Numa panela média, coloque o azeite, leve ao fogo e aquela bem. Depois adicione a cebola e o alho e frite até que fiquem levemente dourados. Junte os vegetais, frite mais um pouco e coloque o arroz, mexendo sempre. Frite por mais dois minutos, tempere com sal, adicione o vinho branco e então comece a agregar o caldo de galinha. Quando o caldo terminar, coloque a manteiga, mexa mais um pouco, adicione a pimenta, misture o queijo ralado e sirva imediatamente.

Sábado tem sempre uma “Receita do dia” vinda diretamente dos livros da Série Gastronomia L&PM.

Ele não pode faltar no churrasco!

sábado, 17 setembro 2011

Um belo churrasco pressupõe um final de semana feliz. Muitos amigos, família, carne suculenta saindo a todo minuto. Uma cena clássica. Antes das carnes principais, espera-se sempre os acepipes. Salsichão, linguicinha, pão com alho, queijo provolone. Esse é, na opinião de muitos, o ponto alto do churrasco. Leon Hernandes Dziekaniak, no livro Mais de 100 dicas de churrasco, nos brinda com alguns macetes que deixam a hora do aperitivo ainda mais gostoso. Você sabe como preparar um bom salsichão? Mãos à obra!

SALSICHÃO

É o preferido e quase obrigatório. Ultimamente vem mudando de nome e tem sido chamado de linguiça toscana ou linguiça para churrasco. O legítimo é todo de carne de porco, mas agora já temos o misto, porco e rês, e o de frango. E há os famosos, de Erexim, que agregam os temperos verde, que lhe dão outro sabor. O importante é escolher uma boa marca, de confiança. E cuide que não tenha gordura em excesso. Na hora de assar, o salsichão exige poucos cuidados. Basta usar um espeto fino, melhor um duplo, estreito, atravessá-lo e apresentar ao calor das brasas. Como a carne é de porco, demora um pouco mais. O cuidado maior é de não queimá-lo muito pelo lado de fora. Como em outros casos que já vimos, o que deve assar é o calor. Quando estiver quase na hora de servir, convém dar algumas espetadas com a ponta da faca, para que pingue fora a gordura que se liquefez.
Recomenda-se baixar bem o espeto para uma última e rápida tostada, que o fará chegar à mesa bem quente, crepitante. Aí é só cortá-lo em rodelas, com a farinha de mandioca à disposição e… bom apetite.

Sábado tem sempre uma “Receita do dia” vinda diretamente dos livros da Série Gastronomia L&PM.

Dê asas a sua lasanha

sábado, 10 setembro 2011

Que tal uma lasanha de frango tão leve que nem massa ela tem entre seus ingredientes? Pois a receita de hoje é isso. A “Lasanha voadora” voou diretamente das páginas de Dieta Mediterrânea – Com sabor brasileiro para este blog. O livro inclui pratos cheios de sabor e saúde organizados pelo Dr. Fernando Lucchese e por Anonymus Gourmet.

LASANHA VOADORA (4 pessoas)

Ingredientes: 700g de peito de frango; 1 cebola; 1 tomate; 1 batata; folhas de espinafre; fatias de presunto; fatias de queijo; queijo ralado grosso.

Como preparar: Corte o peito de frango em filés, separando em duas metades como se fossem bifes. Bata-os com um batedor de bifes. Tempere-os com suco de limão, sal e pimenta. Num refratário untado, organize várias camadas, como se fosse uma lasanha convencional: primeiro, cubra o fundo do refratário com finas fatias de batata (crua e com casca); por cima, arrume uma camada de fatias de filé de frango; a seguir, uma camada de fatias finas de cebola; por cima dela, uma camada de presunto; a seguir, folhas de espinafre; depois uma camada de queijo fatiado e, por último, finas fatias de tomate. Leve ao forno por, aproximadamente, 40 minutos.

- Dica do Anonymus: As diversas camadas podem ser repetidas. Monte a sua lasanha voadora do seu jeito.

- Pílula do Doutor: O forno tem uma participação importante na cozinha mediterrânea. Nele são assadas as carnes, as pizzas e os pães. O frango é onipresente, utilizado na dieta de várias formas: assado, em molho, ou em risotos e massas.

Sábado tem sempre uma “Receita do dia” vinda diretamente dos livros da Série Gastronomia L&PM.

Para fazer de olhos fechados

sábado, 3 setembro 2011

Uma das coisas mais gostosas de se fazer no fim de semana é preparar (e degustar!) uma bela sobremesa. Se for uma torta, melhor ainda. E se, pra completar, for fácil de se fazer em casa e você puder chamar os amigos ou a família para dividir, não há palavras para descrever a alegria. Eis a “Torta preguiçosa”, uma receita que tem a alma do final de semana. A dica é de Célia Ribeiro e foi extraída do livro 100 receitas de sobremesas. Imperdível!

TORTA PREGUIÇOSA

Ingredientes (rende oito porções): 4 maçãs, 1 xícara de açúcar, 2 xícaras de farinha de trigo, 1 colher de fermento em pó, 1 colher de canela em pó, 4 ovos, 1/2 pacote de margarina, 2 colheres de manteiga para untar a forma.

Como preparar: Descasque, retire as sementes e corte as maçãs em fatias finas. Espalhe-as no fundo da forma previamente untada com manteiga. Por cima, pulverize o açúcar misturado com a canela. Cubra com a farinha peneirada junto com o fermento. Bata os ovos, acrescente a margarina derretida e distribua a mistura por cima da torta. Movimente a forma em sentido horizontal para distribuir a gordura. Com um garfo faça furos na preparação até atingir as maçãs.
Leve a torta ao forno moderado (170 a 180 graus) por mais ou menos 30 minutos. Abra a lateral da forma com a torta ainda quente, coloque-a sobre o prato e sirva imediatamente.

Dica: Fica ótima com creme chantilly gelado.

Sábado tem sempre uma “Receita do dia” vinda diretamente dos livros da Série Gastronomia L&PM.

Minestrone: uma receita inesquecível

sábado, 27 agosto 2011

Minestrone é uma receita que alimentou inúmeras gerações. Silvio Lancellotti recupera esse prato e o eterniza em 100 receitas de macarrão, um livro com receitas imperdíveis.

MINESTRONE

Ingredientes (para quatro pessoas):

50g de manteiga. 100g de pancetta de porco, a sua barriguinha já curtida, cortada em lasquinhas delicadíssimas. 2 dentes de alho micrometricamente picadinhos. 100g de cebola branca, micrometricamente batidinha. 100g de rodelinhas bem delicadas de cenoura. 2 folhas de salsão, talhados em tirinhas finérrimas, na sua transversal. 100g de rodelinhas bem delicadas de abobrinha, com as casca. 100g de vagens, livre de suas pontinhas, cortadas em pedaços de 2cm de comprimento. 100g de feijões brancos, frescos. 4 tomates, sem as pele, sem as sementes e sem os seus brancos internos, em dadinhos. 2 litros de água fresca e declorada. 300g de macarrão do tipo argolinhas ou estrelinhas. Sal. Pimenta-do-reino. Um punhado de folhinhas de manjericão. Parmesão ou pecorino, finalmente raladinho.

Modo de fazer:

Num caldeirão, derreto a manteiga. Nela, rapidamente, douro a pancetta. Agrego o alho, a cebola, a cenoura, o salsão, o alho-poró, a abobrinha e as vagens. Refogo, ternamente, sem machucar os vegetais. Cubro com água, levemente condimentada. Levo à fervura. Rebaixo o calor. Tampo. Reduzo o líquido a cerca de 1,5 litro. Agrego os feijões e os tomates. E quando percebo que os feijões já estão quase no ponto, incorporo o macarrão. Misturo e remisturo. Levo a massa ao ponto correto. Agrego algumas folhinhas de manjericão. Acerto o ponto dos temperos. Sobre os pratos respectivos, despejo um fiozinho de azeite. Sirvo com parmesão, ou pecorino, a gosto.

Sábado tem sempre uma “Receita do dia” vinda diretamente dos livros da Série Gastronomia L&PM.

Risoto de limão

sábado, 20 agosto 2011

Uma receita deliciosa e um sabor inusitado para servir seus convidados. A iguaria foi extraída do livro 100 receitas de arroz, da chef Aninha Comas. Deleite-se!

RISOTO DE LIMÃO
serve seis pessoas

Ingredientes:

2 xícaras de arroz arbóreo
1/4 de xícara de azeite de oliva
1/2 xícara de cebola ralada ou liquidificada
3 dentes de alho
1 colher (chá) de sal
1/2 xícara de vinho
1 colher (sopa) de raspas de casca de limão
1 galho de hortelã fresca
1 galho de manjericão fresco
4 colheres de suco de limão
1 litro de caldo de galinha
50g de manteiga
50g de queijo parmesão ralado

Modo de fazer:

Numa panela média e bem grossa, coloque o azeite de oliva, aqueça um pouco e junte a cebola e o alho, deixando cozinhar até que fiquem transparentes. Então junte o arroz e frite bem até que ele fique brilhante e semitransparente: de um a dois minutos. Essa parte é muito importante para um bom risoto, pois o calor e a gordura vão soltar os grãos, dando no final a consistência cremosa. Coloque o vinho e o sal, mexendo sempre em fogo alto, por mais dois minutos. Quando o vinho secar, comece a colocar aos poucos o caldo, ainda mexendo, até que o arroz fique bem cremoso, al dente, e bastante úmido. Esse processo deve levar mais ou menos trinta minutos, aí o arroz estará no ponto.
Quando estiver pronto, tire do fogo e junte a manteiga, o queijo parmesão ralado na hora, o suco e as raspas de limão, as folhas de manjericão e de hortelã, misture tudo muito bem e sirva imediatamente. Fica ótimo para acompanhar peixes e carnes brancas em geral.

Sábado tem sempre uma “Receita do dia” vinda diretamente dos livros da Série Gastronomia L&PM.

Churrasco especial para o Dia dos Pais

sábado, 13 agosto 2011

A receita de hoje vem do livro Mais de 100 dicas de churrasco, de Leon Hernandes Dziekaniak. Nos primórdios do churrasco – e ainda hoje nas fazendas -, quando matavam o boi, a primeira carne que se tirava era aquela manta que envolvia a costela. Enquanto continuava a faina de carnear e desossar, os gaúchos assavam o matambre – mata hambre, em espanhol – para matar a fome, como o próprio nome diz. E até hoje a tradição continua. Quando se compra costela no açougue, se vê aquela tira de cor rosada, que devemos separar, sob a pena de ficar dura. Entretanto, enfiada, subindo e descendo pelo espeto e assada rapidamente, volta a cuprir sua função de matar ou de atiçar a fome. Cuide para que não fique seca, corte-a em pequenos pedaços, tenha a farinha por perto e sirva no Dia dos Pais. E para quem quer uma receita mais requintada, aí vai:

MATAMBRE RECHEADO

Ingredientes: uma larga peça de matambre, de cerca de 2kg; 2 dentes de alho, bem esmagados; 2 cebolas médias, bem picadas; 2 maços de cheiro verde, bem picados; 2 ovos cozidos, cortados em pedaços médios; 2 pimentas vermelhas, bem picadas; 2 copos de vinho branco seco; 3 limões galegos sumarentos; 1 linguiça calabresa, não muito forte; 1 pimentão vermelho e outro amarelo, já cozidos e cortados à juliana; 1 colher de cravo da índia, moído; 1/2 xícara de pimenta-do-reino, moída; 1/2 copo de vinagre de maçã; sal fino, a gosto.

Preparação: Estende-se o matambre sobre a mesa. Retira-se o excesso de gorduras e apara-se as pontas, para deixá-lo o mais retangular possível. Espreme-se o suco de um limão sobre ele e deixa-se assim um tempo, enquanto se prepara outros ingredientes. Depois tempera-se com o sal, a pimenta, o cravo, cobre-se como vinho e o vinagre e deixa-se em uma panela, por umas duas horas, para curtir. Na segunda etapa dos trabalhos, estende-se de novo o matambre sobre a mesa, com a parte da gordura para cima. É a hora de colocar os recheios, que são distribuídos uniformemente sobre o matambre. Repare que a linguiça, inteira, deverá ficar esticada no sentido do comprimento. Começamos então a enrolá-lo, lenta e firmemente, até ficar com a forma de um grosso salame, um rocambole de carne. Precisamos ter o cuidado de afiná-lo bem ou, melhor ainda, fechar as duas pontas para que não se percam as miudezas. Amarra-se bem, aumentando a pressão, com um barbante bem forte. A primeira parte está pronta. Agora temos que pedir licença na cozinha, e levamos a peça para a panela de pressão, onde ficará por cerca de 1 hora, coberto por água, no vinagre aromático e no vinho, e mais o resto da vinha d´alho, onde marinou. Findo este tempo, testamos a carne com a ponta da faca para ver o grau de maciez. Se aprovado, podemos servir assim quente, ou mesmo frio, como uma entrada. Porém, como temos uma irresistível vocação de churrasqueiros, espetamos com cuidado em um espeto duplo fino e levamos às brasas até tostar bem a parte de fora e esquentar mais ainda a de dentro. Trazemos quente para a tábua e cortamos em rodelas, que se mostrarão coloridas, para aprovação geral.

Sábado tem sempre uma “Receita do dia” vinda diretamente dos livros da Série Gastronomia L&PM.

Quiche de brócolis

sábado, 6 agosto 2011

No dia seguinte à data que se comemora o Dia Nacional da Saúde, nada melhor do que optar por ingredientes que enriquecem a dieta, alimentam e são ultra saborosos. Falar em vida saudável, é falar em Helena e Ângela Tonetto, as autoras de Alimentação Saudável: dicas e receitas.
A receita de hoje é para se lambuzar e comer sem culpa nenhuma.

QUICHE DE BRÓCOLIS

Ingredientes:

100g de margarina light gelada
120g de farinha de trigo integral
1 gema
1 e 1/2 xícara de creme de leite light
4 gemas passadas na peneira
1/4 de colher (chá) de sal
3 colheres (chá) de mostarda
1 xícara de brócolis picado cozido no vapor

Como preparar:

Misture a farinha de trigo com a margarina e a gema. Leve à geladeira por 30 minutos. Forre 4 formas para quiche e asse em forno médio até dourar. Misture o creme de leite e as gemas, acrescente o brócolis, a mostarda e o sal.  Recheie as quiches, leve ao forno por 20 minutos e sirva.

Sábado tem sempre uma “Receita do dia” vinda diretamente dos livros da Série Gastronomia L&PM.