Posts Tagged ‘Fernando Lucchese’

Oh Happy Day!

sexta-feira, 8 novembro 2013

8 de novembro, diz a Wikipedia, é o “Dia Feliz” em vários países. Não conseguimos descobrir o exato motivo dessa data tão alegre, mas o que isso importa? Se hoje é o Dia Feliz, vamos festejar!

Em 1932, a madre superiora da Escola Americana de irmãs de Notre Dame decidiu que todas as noviças deveriam escrever um ensaio autobiográfico descrevendo aspectos da sua vida. Recentemente esses textos foram revisados por psicólogos, que os classificaram de acordo com o número de sentimentos positivos que eles revelavam. Então isso foi comparado com a longevidade das irmãs. Surpreendentemente, a quantidade de sentimentos e emoções positivas de cada texto se correlacionou com a longevidade da autora. Mais sentimentos positivos, maior longevidade. Estudos semelhantes foram realizados na última década e os resultados foram semelhantes. Uma visão positiva e mais feliz da vida indica a possibilidade de viver por mais tempo. Os estudos de mapeamento cerebral para a satisfação e a felicidade também correlacionam esses fatores com longevidade.

(Trecho de Não sou feliz, livro que o Dr. Fernando Lucchese autografa hoje, 8 de novembro, às 16h na Feira do Livro de Porto Alegre)

freirinha_alegre

 

Juremir Machado da Silva entrevista Dr. Fernando Lucchese

quarta-feira, 9 outubro 2013

Foi bastante feliz a entrevista que Juremir Machado fez com o Dr. Fernando Lucchese. O papo sobre o mais recente livro do Dr. Lucchese, Não sou feliz, foi ao ar no programa “Livro Aberto” exibido em 7 de outubro na UniTV. Assista aqui à primeira parte:

Juremir Machado da Silva lançou recentemente o livro Jango – A vida e a morte no exílio.

O guia da felicidade do Dr. Lucchese

terça-feira, 13 agosto 2013

O Caderno Vida do Jornal Zero Hora, de 10 de agosto, dedicou uma página inteira ao livro Não sou feliz, do Dr. Fernando Lucchese. Na matéria, Lucchese conta em entrevista que as pessoas são programadas para ser felizes, mas que o ser humano é o pior inimigo de si mesmo. Clique sobre a imagem e leia na íntegra:

Lucchese_ZH-10agosto

Clique na imagem para ampliá-la

Dr. Lucchese desafia a felicidade

segunda-feira, 29 julho 2013

O escritor J. A. Pinheiro Machado escreveu sobre o novo livro do Dr. Lucchese, Não sou feliz, em sua coluna no jornal Zero Hora da última sexta-feira, dia 26 de julho. Clique na imagem e leia na íntegra.

lucc

(clique para ampliar)

“Desembarcando o Alzheimer” entre os mais vendidos na Livraria da Folha

segunda-feira, 19 novembro 2012

Desembarcando o Alzheimer é um livro que não pode faltar na cabeceira daqueles que convivem ou cuidam de pessoas que sofrem com esta doença. Em quinto lugar entre os mais vendidos da Livraria da Folha na categoria Saúde, este guia foi escrito a quatro mãos pelos Doutores Ana Hartmann e Fernando Lucchese. O livro traz tudo que é preciso saber sobre a doença, sobre o paciente e sobre como familiares e cuidadores podem melhorar a vida dos doentes. No final, ainda oferece respostas às perguntas frequentes. Veja abaixo algumas dessas dúvidas que Desembarcando o Alzheimer ajuda a esclarecer:

Cozinhar com panelas de alumínio causa Alzheimer?
Na realidade, nos anos 60 e 70 surgiu a hipóteses de que alumínio poderia causar Alzheimer, estivesse ele em panelas, bebidas, antiácidos ou antiperspirantes. Estudos posteriores demonstraram não haver ligação entre o alumínio e o Alzheimer.

Há tratamentos disponíveis para estancar a progressão da Doença de Alzheimer?
Até o momento, não há tratamento para cura, retardamento ou parada da Doença de Alzheimer. O que se tem são medicamentos que temporariamente retardam o aparecimento dos sintomas por cerca de 6 a 12 meses, em média, mas somente para alguns pacientes.

Quanto tempo dura a doença?
As séries históricas têm demonstrado que a doença tem duração de dois a 20 anos. Trata-se, no entanto, de uma doença fatal, pois é incurável. As variações individuais se devem à idade por ocasião do diagnóstico, à presença ou ausência de outras enfermidades concomitantes, à severidade da própria doença, que é variável de paciente para paciente, e aos cuidados que o paciente recebe.

Dr. Fernando Lucchese dá dicas para lidar com quem sofre de Alzheimer

sexta-feira, 21 setembro 2012

21 de setembro é o Dia Mundial da Doença de Alzheimer, uma data escolhida para discutir o assunto e as melhores formas de tratar e lidar com os doentes. Segundo dados do IBGE, pode-se estimar que 1,2 milhões de brasileiros sofram com a doença, com cerca de 100 mil novos casos por ano no país. O Dr. Fernando Lucchese, autor de Pílulas para viver melhor, entre outras publicações sobre saúde, está preparando o livro “Desembarcando o Alzheimer” com dicas preciosas como estas que ele adiantou no vídeo que acaba de ser feito pela L&PM WebTV:

Alimentos diet são menos calóricos do que os convencionais?

sábado, 10 dezembro 2011

Nos sábados, este blog publica algumas das dúvidas que são esclarecidas em “Fatos & Mitos sobre sua alimentação“, o novo livro do Dr. Fernando Lucchese. O Dr. Lucchese é autor também do bestseller Pílulas para viver melhor, entre outros livros.

Alimentos diet são menos calóricos do que os convencionais?

Produtos diet são aqueles que restringem completamente algum tipo de nutriente, como açúcar, proteínas, gordura ou sódio. O chocolate dietético, por exemplo, não tem açúcar, mas é mais calórico do que o tradicional devido à maior adição de gordura. Com a retirada de algum nutriente, o alimento pode até apresentar uma diminuição nas calorias, mas isto não quer dizer que seja menos calórico do que o convencional. Deve-se verificar se essa redução é significativa e justifica a substituição do alimento convencional pelo diet. Leia sempre os rótulos, informe-se!

Cafeína pode ajudar a queimar gordura?

sábado, 3 dezembro 2011

Nos sábados, este blog publica algumas das dúvidas que são esclarecidas em “Fatos & Mitos sobre sua alimentação“, o novo livro do Dr. Fernando Lucchese. O Dr. Lucchese é autor também do bestseller Pílulas para viver melhor, entre outros livros.

Cafeína pode ajudar a queimar gordura?

A cafeína aumenta a quantidade de gordura que é liberada pelas células adiposas, permitindo ser mais facilmente utilizada como combustível. Não há nada de errado em tomar uma xícara de café de manhã, porém, para maximizar os efeitos da queima de gordura, o melhor é tomar cerca de uma hora antes de se exercitar. Mas não espere milagres. A quantidade de gordura queimada pela cafeína é muito pequena.

Comer semente de abóbora é melhor do que tomar remédio?

sábado, 19 novembro 2011

Nos sábados, este blog publica algumas das dúvidas que são esclarecidas em “Fatos & Mitos sobre sua alimentação“, o novo livro do Dr. Fernando Lucchese. O Dr. Lucchese é autor também do bestseller Pílulas para viver melhor, entre outros livros.

Semente de abóbora é melhor do que tomar remédio?

A semente de abóbora é tão rica em nutrientes que deveria ser mais usada em sopas, saladas etc. Os nossos cozinheiros ainda não descobriram esse fato. Ela contém grandes quantidades de cálcio, ferro, zinco e magnésio. Do zinco vem a suposição de que tenha propriedades afrodisíacas, além de ser um protetor de próstata. Também constitui uma excelente fonte de proteína e Ômega-3, uma gordura saudável necessária ao organismo. Torrar as sementes levemente melhora seu gosto.

Qualquer azeite de oliva faz bem para a saúde?

sábado, 12 novembro 2011

Nos sábados, este blog publica algumas das dúvidas que são esclarecidas em “Fatos & Mitos sobre sua alimentação“, o novo livro do Dr. Fernando Lucchese. O Dr. Lucchese é autor também do bestseller Pílulas para viver melhor, entre outros livros.

Qualquer azeite de oliva faz bem para a saúde?

Aí está a pegadinha. O azeite de oliva extravirgem, que é o que reúne as qualidades mais saudáveis, apresenta no máximo 1% de acidez. Sua produção é muito pequena em todo o mundo, mas a venda com esse título é absurdamente alta. Por isso, temos de ficar de olho nas melhores marcas e na acidez declarada pelos fabricantes sérios. Quanto menor for a acidez do azeite, melhor ele será.