Posts Tagged ‘Atado de Ervas’

Retrospectiva: os destaques L&PM de 2011

quarta-feira, 28 dezembro 2011

2011 está na porta de saída. E como não poderia deixar de ser, a despedida do ano que termina vem com olhares para trás. A retrospectiva, afinal, faz parte do adeus e uma lista de “melhores do ano” acaba sendo tão tradicional quanto preparar o champanhe, a roupa branca e os fogos de artifício para o réveillon. Ao pensarmos no ano que chega ao fim (e em tudo que lançamos ao longo dele), fica bem difícil escolhermos os 10 livros mais marcantes. Porque foram vários e todos eles especiais. Acabamos levando em conta os títulos que tiveram mais destaque nas redes sociais e na mídia. E aqui estão eles no nosso “Top Ten L&PM 2011”.

A entrevista de Millôr Fernandes – Lançado em fevereiro de 2011, o livro apresentou aos leitores a mais longa e reveladora entrevista do grande Millôr, realizada no início dos anos 80 para a Revista Oitenta, então editada pela L&PM. É um intenso e bem-humorado depoimento que revela todas as faces de um dos maiores intelectuais do Brasil.

Biografia de Marilyn Monroe – Em março, Marilyn Monroe chegou à série Biografias L&PM. Um livro que revelou ser como sua personagem: a partir da primeira linha, impossível tirar os olhos dele. A família, os amores, os filmes, os dramas, tudo está aqui em frases que soam como o sussurro de uma diva.

Mulheres – Depois de anos esgotado no Brasil, Mulheres, um dos livros mais cultuados de Charles Bukowski, chegou à Coleção L&PM Pocket em meados de 2011. Também não dá para deixar de citar Cartas na Rua, o primeiro romance escrito por Bukowski e que, lançado em setembro, fez com que todos os romances do velho Buk agora estejam aqui. 

Os Smurfs – Aqui não vale a pena citar apenas um título dos Smurfs, mas dois: “O Smurf Repórter” e “O bebê Smurf” que, lançados em álbuns coloridos e em versão pocket, smurfaram por todas as livrarias e bancas do país. Lançados na mesma época do filme, fizeram tanto sucesso que ganharam até uma fan page especial no Facebook.  

Caixa Russa – Este não é exatamente um livro, mas uma caixa inteira. Mas é impossível não dar destaque para ela, pois além de ter chamado atenção, virou objeto de desejo de muita gente, com seus sete títulos que juntam duas obras de Gogol, duas de Tolstói, duas de Tchékhov e uma de Dostoiévski.

Feliz por nada – Apesar do título do livro de Martha Medeiros, motivos para ficar feliz não faltaram com as crônicas de Feliz por nada. Lançado em julho de 2011, ele logo foi parar na lista de mais vendidos de Veja, Época e O Globo e fecha o ano como um dos maiores sucessos literários do Brasil em 2011.

Atado de Ervas – O primeiro romance escrito por Ana Mariano foi a revelação do ano. Sucesso de público e crítica, ele levou a autora a concorrer ao Prêmio Fato Literário, promovido durante a Feira do Livro de Porto Alegre em 2011. Em suas 400 páginas, o livro monta um grande mosaico da vida no interior do Rio Grande do Sul.

Enciclopédia dos Quadrinhos – Revisada, atualizada e ampliada, a nova edição da Enciclopédia dos Quadrinhos, organizada e escrita por Goida e André Kleinert, foi lançada em outubro para alegria dos fãs de HQs. Ela traz referências inéditas a pesquisadores, fanzineiros e editores da área.

A vida segundo Peanuts – O destaque aqui poderia ser para o volume 4 de Peanuts completo, lançado em março. Ou para o belo O Natal de Charlie Brown. Mas A vida segundo Peanuts, que chegou em novembro, merece estar aqui por sua simplicidade e por ser um “gift book” muito fofo, livro perfeito para virar presente (até porque custa apenas 15 reais!).

Mangás – Aqui o destaque é para uma série. Quando os mangás chegaram à Coleção L&PM Pocket, em novembro, o alvoroço foi grande, pois os fãs do gênero não deixaram de se manifestar positivamente. Primeiro vieram Solanin 1, de Inio Asano, e Aventuras de Menino, de Mitsuru Adachi. Em dezembro, foi lançado Solanin 2.

Ervas contam histórias

segunda-feira, 31 outubro 2011

Por Carlos Urbim*

Comecei a ler Atado de Ervas, não parei mais. Queria desvendar o ramo de histórias e perceber que Ana Mariano é autora de um dos melhores livros desta 57ª Feira do Livro. (…)

Num panorama literário de varões assinalados, que vêm reconstituindo a história do Rio Grande, Ana se aventura pela mesma vertente. E deixa os leitores apaixonados pela forma como junta a vida simples das estâncias gaúchas ao que vai acontecendo no mundo. Tudo registrado, de tanto em tanto, naqueles velhos calendários da Editora Globo. Lá longe há batalhas, no Rio doutor Getúlio assume o poder, vira ditador, depois se mata, seus sucessores hão de ser Jango e Brizola. Aqui na fazenda missioneira é preciso registrar que trouxeram as encomendas, o gado está vacinado, uma ovelha foi carneada, houve outro casamento e mais um funeral.

É delicioso, com aromas de jujos, percorrer a trajetória de famílias a partir dos campos de São Borja, passando por Santa Maria e Porto Alegre, no tempo em que todo mundo viajava de trem. Numa entrevista, a escritora declara que quer apenas apresentar uma narrativa bem urdida por quem está dominando o ofício de contar. Consegue e faz mais do que isso. Traz para a gente o Brasil da primeira metade do século 20 pelo olhar feminino. É um privilégio desatar as ervas de Ana.

Ana Mariano autografou "Atado de Ervas" na Feira do Livro de Porto Alegre

* Carlos Urbim é jornalista e escritor e, em 2009, foi patrono da Feira do Livro de Porto Alegre. Este texto foi originalmente publicado na pg. 32 do Jornal Zero Hora do dia 29 de outubro de 2011.