Posts Tagged ‘J. M. Barrie’

Expectativa para a chegada do novo Peter Pan

sexta-feira, 19 junho 2015

“Pan”, o filme que conta as origens do personagem Peter Pan, criado pelo escritor e dramaturgo J. M. Barrie, teve sua estreia adiada para 9 de outubro nos EUA (inicialmente ele estrearia aos cinemas em 24 de julho). No Brasil, ainda não tem data definida para chegar.

Mas a expectativa por aqui é grande (pelo menos aqui na L&PM), já que o longa-metragem reimagina a clássica história do menino que não quis crescer. O filme irá abordar a origem do órfão, explicando as circunstâncias que levaram o menino a ser abandonado por sua mãe. Na década de 1940, vivendo em um abrigo para crianças durante a Segunda Guerra Mundial, o garoto, então com 12 anos, é sequestrado pelo perigoso pirata Barba Negra, interpretado por Hugh Jackman, e levado para a fantástica Terra do Nunca.

Além de Jackman, o elenco do filme é formado por Garrett Hedlund no papel de James Hook, o personagem que no futuro será conhecido como Capitão Gancho (mas que nesse filme é amigo de Peter); Rooney Mara como Tiger Lily; Cara Delevingne no papel de uma sereia; e Amanda Seyfried no papel de Mary, a mãe que Peter Pan deseja reencontrar.

A direção é de Joe Wright (Orgulho e Preconceito, Desejo e Reparação e Anna Karenina).

PanGarret_Roney

PanHugh_Levi

Assista ao trailer:

A Coleção L&PM Pocket publica a história original de Peter Pan – Peter e Wendy seguidos de Peter Pan em Kensington Gardens.

O escritor que amava as crianças

sexta-feira, 19 junho 2015

James Matthew Barrie era filho de um fiandeiro, neto de um pedreiro e o nono de dez filhos. Nascido em 9 de maio de 1860, no vilarejo escocês de Kirriemuir, Jamie (assim chamado quando criança) cresceu ouvindo as histórias de piratas que a mãe contava, saídas principalmente dos livros de Robert Louis Stevenson. Adolescente, mudou-se para Edimburgo. Adulto, escolheu Londres como morada. Foi jornalista, escritor independente, autor de teatro, amigo de Conan Doyle. E entrou para a história como o criador de um dos mais célebres personagens da literatura infantojuvenil: Peter Pan, escrito como peça de teatro em 1904 e só publicado em livro em 1911. J.M. Barrie nunca teve filhos, mas adorava crianças e a ideia do menino que vivia na Terra do Nunca foi inspirada nas brincadeiras dos irmãos Peter, George, John (Jack), Peter, Michael and Nicholas (Nico) Llewelyn Davies.

Barrie adorava brincar com as crianças. Na foto, ele e Michael, irmão de Peter

Barrie adorava brincar com as crianças. Na foto, ele e Michael, irmão de Peter

Com um dos irmãos Lewe

O escritor com um dos irmãos Llewelyn Davies

Assista a um vídeo que mostra o criador de Peter Pan em 1932, aos 72 anos, brincando de roda com as crianças:

James Matthew Barrie morreu de pneumonia em 19 junho de 1937. Seu funeral foi acompanhado por milhares de pessoas.

A Coleção L&PM Pocket publica a história original de Peter Pan – Peter e Wendy seguidos de Peter Pan em Kensington Gardens.

Era uma vez muitos filmes baseados em contos de fadas

quarta-feira, 9 janeiro 2013

Hollywood descobriu que os personagens de contos de fadas são um ótimo chamariz para a bilheteria. Mas para isso a trama precisa ganhar ares sombrios e efeitos especiais de última geração. “Branca de Neve e o Caçador” e “A Garota da Capa Vermelha”.

Para 2013 e 2014 estão previstos mais lançamentos, desta vez baseados em João e Maria, João e o Pé de Feijão, O Mágico de Oz, A Bela Adormecida Peter Pan.

O primeiro desta nova leva estreia em 25 de janeiro: João e Maria – Caçadores de Bruxas que mostra os irmãos adultos dedicados a caçar e matar bruxas de forma violenta. Em março, chega Oz: Mágico e Poderoso, filme que conta a origem do Mágico de Oz e que tem James Franco (o mesmo que foi Allen Ginsberg em Uivo) no papel principal. É em março também que estreia Jack – O Caçador de Gigantes, baseado em João e o Pé de Feijão.

Em 2014, o destaque é para Malévola que traz Angelina Jolie no papel da rainha má de “A Bela Adormecida” e que conta a história do ponto de vista da vilã. Três dos filhos de Angelina (e de Brad Pitt) também estarão no filme ao lado da mãe: Vivienne, Pax e Zahara. Shiloh, de 6 anos, também foi convidada, mas não teve paciência para as filmagens. 

Em 2014 chegará também “Pan”, um filme que, pasmen, mostra Peter Pan como um serial killer de aparência jovial que é, na verdade, um assassino pedófilo que rapta e mata criancinhas, enquanto o Capitão Gancho (Aaron Eckhart) é o detetive que persegue o bandido e sua sombra. Ainda bem que J.M. Barrie já não está aqui para ver isso…

* * *

Para quem quer ler algumas das histórias originais, como elas foram escritas, a Coleção L&PM Pocket publica A Bela Adormecida e outras histórias e O príncipe sapo e outras histórias (dos Irmãos Grimm), Peter Pan (de J. M. Barrie) e O Mágico de Oz (de Lyman Frank Baum).

O lugar onde nasceu Peter Pan

segunda-feira, 27 junho 2011

“Vocês precisam entender que será difícil acompanhar as nossas aventuras se não se familiarizarem com o Kensington Gardens, se não o conhecerem tão bem quanto David o conhece. O Gardens fica em Londres, onde vive o rei, e as crianças o visitam todos os dias, a não ser que estejam decididamente febris, mas ninguém jamais conseguiu percorrer muito rápido. (…) O Serpentina começa aqui perto. É um lago encantado, e há uma floresta submersa no fundo dele. Se você espiar na beira da água, verá as árvores todas crescendo de lá para cá, e dizem que no período da noite também existem estrelas submersas no lago. Se existem mesmo, Peter Pan as vê quando está velejando pelo lago no Ninho de Tordo. Só uma pequena parte do Serpentina fica no Gardens, pois ele logo passa por baixo de uma ponte e se estende para muito longe, até a ilha na qual nascem todos os pássaros que viveram meninos e meninas. Ninguém que seja humano, exceto Peter Pan (e ele é apenas meio humano), consegue chegar até a ilha, mas você pode escrever o que deseja (menino ou menina, moreno ou loiro) num pedaço de papel e depois dobrar o papel em forma de barco e lançá-lo na água, e ele chega à ilha de Peter depois do anoitecer.” (Trecho do primeiro capítulo de Peter Pan em Kensington Gardens)

Se você morasse na frente do Kensignton Garden, como J. M. Barrie um dia morou, provavelmente também ficaria inspirado a criar alguma história, quem sabe um poema, de repente uma música. Os recantos verdes, o lago Serpentine, a ilha cravada na água, as árvores retorcidas, a ponte e os pássaros e tudo o mais que se estendia além das janelas de Barrie, serviu de estímulo para que o escritor criasse os cenários do mundo de Peter Pan. Eu estive lá na semana passada. Eu vi Peter de perto. Eu senti vontade de mergulhar no lago para procurar suas árvores submersas (mas avisos indicam que você não deve tocar na água, pois as algas verdes podem causar “danos à saúde”). Eu atravessei a rua e fiquei orbitando em volta da casa que um dia foi de Barrie. E mesmo que o novo proprietário tenha posto tapumes para evitar as fotos, nós subimos no muro e clicamos o jardim onde muito provavelmente um dia Sir James tomou o seu chá inglês das cinco. (Paula Taitelbaum, que esteve em Kensignton Garden na quinta-feira passada com Eduardo Bueno e fez as fotos abaixo)

O lago Serpentina percorre o Kensington Gardens

As águas e os recantos formam uma paisagem encantada

A seta indica que Peter Pan está por perto

E aqui está ele bem no meio do parque!

O bronze da escultura foi doado pelo próprio J.M. Barrie

Atravessando a rua, chegamos na casa de esquina que um dia foi do escritor

A placa deixa claro que ele morou mesmo aqui

Será que tem alguém em casa?

Como ninguém atendeu, Eduardo Bueno resolveu dar uma espiadinha

E conseguiu fazer uma foto do jardim que um dia foi de Barrie

(se quiser ver mais fotos do passeio pela terra de Peter Pan, vá até a nossa galeria no Flickr e divirta-se!)

Kensington Gardens é um parque público de Londres que fica junto ao Hyde Park. O lago Serpentine (Serpentina) foi criado no séc. XVIII a pedido da esposa do rei George II, Carolina de Ansbach. Há alguns anos, ali também foi construido um memorial em homenagem à Princesa Diana.

Os cartões de aniversário de J.M. Barrie

segunda-feira, 9 maio 2011

Filho de um fiandeiro, neto de um pedreiro e o nono de dez filhos. Esse era o currículo de James Matthew Barrie ao nascer, no dia 9 de maio de 1860, no vilarejo escocês de Kirriemuir. Jamie, como passou a ser chamado, cresceu ouvindo as histórias de piratas que a mãe contava, vindas dos livros de Robert Louis Stevenson. Adolescente, mudou-se para Edimburgo. Adulto, escolheu Londres como morada. Foi jornalista, escritor independente, autor de teatro, amigo de Conan Doyle. E entrou para a história como o criador de um dos mais célebres personagens da literatura infantojuvenil: Peter Pan. J.M. Barrie morreu em 1937. Mas hoje, dia em que completa 151 anos, ele continua vivo, morando na Terra do Nunca. E é de lá que ele nos envia os cartões postais que mostram a casa onde nasceu:

 

 

 

A casa em que J.M. Barrie nasceu continua lá, no mesmo endereço para quem quiser visitá-la: Brechin Road, número 9, em Kirriemuir. Já para ir à Terra do Nunca, sugerimos ler Peter e Wendy, disponível em Coleção L&PM Pocket e também em e-book.

Peter Pan em superproduções

terça-feira, 26 abril 2011

Peter Pan, Wendy, Capitão Gancho e Sininho parecem não envelhecer mesmo nunca. Tanto é assim que, entra ano, sai ano, algum novo espetáculo, filme ou minissérie surge para dar nova vida ao texto de J. M. Barrie (Coleção L&PM POCKET). Entre eles está um mega musical que estreou no ano passado em São Paulo, passou por várias capitais do país e agora chega ao sul do Brasil. “Peter Pan – The Broadway Musical” é realmente um show ao estilo da Times Square com direito a imagens em 3D, 10 toneladas de equipamentos, 27 atores, 180 figurinos, 4 cenários giratórios e 15 trocas de palco. Um espetáculo pirotécnico com produção da Black & Red que, desde 2003, vem adaptando clássicos infantojuvenis para quem gosta de ver a Broadway em solo nacional. Dias 29 e 30 de abril e 01 de maio acontecem apresentações no Salão de Atos da UFRGS em Porto Alegre. E nos dias 7 e 8 de maio será a vez de Florianópolis.

Já nos EUA, onde Peter Pan é sucesso de bilheteria garantido, há a opção de assistir “Peter Pan, o musical”, em Chicago, numa temporada que vai de 29 de abril a 19 de junho.

E para quem não se contenta só em assistir e também quer participar, atenção: há uns 15 dias atrás, o produtor da Broadway Tom McCoy anunciou que fará a formação do elenco pelo Youtube para “Peter Pan” estrelado por Cathy Rigby. As audições em vídeo podem ser enviadas até o dia 01 de maio para os papéis (não dançantes) de: Wendy, John, Michael e Smee. Além de estar concorrendo a um papel, aquele que tiver o vídeo mais acessado no Youtube ganhará quatro entradas para ver Peter Pan no Madison Square Garden, um encontro com Cathy Rigby nos bastidores e a oportunidade única na vida de voar com a Cathy pelo palco. Em http://www.peterpancasting.com é possível obter mais informações de como participar. E se você quiser ver alguns que já foram postados, basta colocar no Youtube “Peter Pan Casting Vídeo”.

Canções para Wendy

quarta-feira, 26 janeiro 2011

Wendy… Impossível pronunciar este nome sem pensar em Peter Pan. E a ligação não é à toa: antes de J. M. Barrie criar a história do menino que jamais cresceria, Wendy era raramente usado para batizar as menininhas recém nascidas. Originário do nome galês Gwendydd (pronunciando-se Gwen-deeth), o nome escolhido por Barrie tornou-se tão popular que, ainda hoje, é fácil encontrar “Wendys” nas listas telefônicas do mundo, principalmente na Inglaterra. Músicas em homenagem à Wendy também não faltam. Talvez você nunca tenha percebido, mas na canção On With the Show dos Rolling Stones, lá está ela no meio da letra: “Your hostess here is Wendy, you’ll find her very friendly, too”. David Bowie também a homenageou na música All the Young Dudes em um verso que diz: “Wendy’s stealing clothes from unlocked cars”. Bruce Springsteen menciona a amiga de Peter em Born to run: “Wendy, let me in, I wanna be your friend”. E Prince refere-se à garotinha Wendy no refrão de Kiss: “Yes, on I think I wanna dance / Gotta, gotta / Little girl Wendy´s parade / Gotta, gotta, gotta”. E não é só nas letras que ela está presente. Muitas são as músicas que já trazem Wendy no título. Só para citar algumas: Wendy do The Beach Boys, Wendy Time do The Cure, Wake Up Wendy de Elton John (o cantor também faz menção à Wendy na canção Goodbye Marlon Brando) e Tomorrow Wendy, música de Andy Prieboy que ganhou fama ao ser entoada pelo Concrete Blonde. Mesmo melancólica, e tendo como refrão “Tomorrow Wendy is going to die” (Amanhã Wendy está indo morrer), vale a pena ouvir a bela canção. No clipe abaixo, Andy Prieboy canta com Johnette Napolitano.

Peter e Wendy seguido de Peter Pan em Kensington Gardens acaba de ser lançado pela Coleção L&PM POCKET.

A verdadeira história do menino que nunca cresce

quinta-feira, 13 janeiro 2011

“Todas as crianças crescem, exceto uma.” Assim Sir James Matthew Barrie começa uma das histórias infanto-juvenis mais belas e conhecidas do mundo ocidental. A ideia de um menino que nunca crescia, que vivia na Terra do Nunca e era perseguido por piratas liderados por “Gancho” foi inspirada nos irmãos Peter, George e Jack Llewelyn Davies, seus vizinhos. Em 27 de dezembro de 1904, a peça Peter Pan estreou em Londres e foi imediatamente um sucesso. Em 1906, Barrie publicou Peter Pan em Kensington Gardens (este texto é, originalmente, o trecho de um romance que ele começara a escrever em 1902 com o nome de The Little White Bird) e, em 1911, transformou sua peça em um romance chamado Peter e Wendy. Em 2004, o filme “Em busca da Terra do Nunca” contou a história de Barrie e sua relação com a família Llewelyn Davies, tendo Johnny Depp no papel principal. Mas tão emocionante quanto assistir ao filme (se você ainda não assistiu, corra para a locadora e prepare-se para chorar com ele) é ver as imagens que o site http://www.jmbarrie.co.uk/ disponibiliza. São 1026 fotos que mostram os garotos Llewelyn nas brincadeiras que inspiraram Barrie. E é de lá, também, que veio este vídeo, na verdade um slide show, montado sobre algumas dessas cenas. Lindo!

A Coleção L&PM POCKET acaba de publicar PETER PAN – Peter e Wendy seguido de Peter Pan em Kensington Gardens com nova tradução.