Posts Tagged ‘aniversário’

Os labirintos de Borges

quarta-feira, 24 agosto 2011

Hoje, quem entrar no Google vai encontrar um doodle que marca o 112º aniversário de Jorge Luis Borges. O desenho, que representa a mente labiríntica do autor, mostra um homem idoso, de bengala, vestindo um terno e mirando um labirinto de escadas, edifícios e estantes. Segundo o Google, este “cenário de arquitetura fantástica” pode ser considerado a representação de uma das histórias mais famosas de Borges: “A biblioteca de Babel”.

“O universo (que outros chamam de Biblioteca) é composto por um número indefinido, e talvez infinito, de galerias hexagonais, com vastos poços de ventilação, cercado por grades muito baixas” escreveu Borges, que morreu em 1986. “Por aí passa a escada espiral, que se abisma e se eleva ao infinito remoto. No corredor, há um espelho, que fielmente duplica as aparências. Os homens costumam perceber nesse espelho que a Biblioteca não é infinita (se fosse, porque causaria essa ilusória duplicação)? Eu prefiro sonhar que as superfícies polidas representam e prometem o infinito”.

O desenho também pode ser considerado uma homenagem à obra “O jardim dos caminhos que se bifurcam”, no qual ele escreve: “Pensei em um labirinto de labirintos, um labirinto sinuoso que conteria o passado e o futuro que, de alguma forma, envolve as estrelas.”   

Contista, poeta e ensaísta, Borges foi um dos gigantes da literatura do século XX. Nascido em Buenos Aires em 24 de agosto de 1899, ele trabalhou como bibliotecário e começou a carreira de escritor publicando poesias. Sua fama internacional veio somente a partir de 1961, quando recebeu o Prix Formentor, categoria ficção, junto com Samuel Beckett, e foi traduzido para o inglês no ano seguinte com a coleção “Labirintos”. Em 1965, John Updike observou que “a América do Norte reconheceu tardiamente o gênio que era Jorge Luis Borges”, em um ensaio para a revista New Yorker. Mas apesar de ser considerado gênio, Borges nunca ganhou o Prêmio Nobel. “Não me conceder o prêmio Nobel tornou-se uma tradição escandinava “, disse ele uma vez.

“As obras de Borges têm contribuído para o gênero da ficção científica, bem como o do realismo mágico. Feliz aniversário, Jorge Luis Borges”, disse o Google em uma animação do seu doodle e postada no YouTube:

De Jorge Luis Borges, a Coleção L&PM POCKET publica Martín Fierro.

No livro Guia de leitura – Cem autores que você precisa ler, há um texto sobre Borges que você pode ler aqui.

Parabéns Monsieur Balzac

sexta-feira, 20 maio 2011

Por Ivan Pinheiro Machado

Eu já escrevi neste blog sobre “eu e Balzac”. Sobre como me tornei – sem querer – um “especialista amador” no legendário romancista. Volto ao assunto porque hoje é o aniversário de Balzac. Ele nasceu em 20 de maio de 1799, portanto, se vivo fosse, tipo um personagem bíblico, teria 212 anos.

Na sua torturada biografia, Balzac debateu-se várias vezes com o fracasso, tanto como homem de negócios, como na vida amorosa e, principalmente, como homem de letras. Embora tenha atingido grande sucesso de público, foi preterido frequentemente pela “inteligentzia” parisiense. Concorreu várias vezes a uma cadeira na Academia Francesa e foi sistematicamente recusado. Mas a vida sempre foi assim. Muitos daqueles que desfrutaram em sua época o tão sonhado “prestígio literário”, hoje ninguém sabe quem são. Nem se houve falar. Ficaram perdidos nas profundezas do tempo que engole implacavelmente as mediocridades. E, no entanto, dois séculos depois, estamos falando de Balzac. O grande maluco. O autor de mais de 200 romances, novelas e contos, dos quais assinou somente 100 com o seu nome. Justamente as que compõem o maior monumento da literatura ocidental, a “A Comédia Humana”.

Eu redescobri, e fui obrigado a ler Balzac, porque decidimos, aqui na L&PM, editar o mais importante da Comédia Humana e fui encarregado de capitanear este projeto. Balzac foi uma das maiores descobertas literárias da minha vida. Comecei lendo para cumprir uma tarefa. Acabei mergulhando num mundo que me fascinou e me fascina até hoje. Balzac jamais decepciona. É diversão garantida. E a obra que ele escreveu em menos de 20 anos é suficientemente imensa para abastecer uma vida inteira de fabulosos romances. Uma obra que atravessa os tempos com a mágica e o encanto intactos. E isto é o que se chama de clássico. Parabéns, monsieur Honoré de Balzac.

Observação: no blog da L&PM você encontra a “Série Balzac” com textos sobre sua vida e a sua obra. E clique aqui para ver os romances de Balzac publicados pela L&PM Editores em papel e em e-book.

As comemorações no aniversário de 235 anos de Jane Austen

quinta-feira, 16 dezembro 2010

Jane Austen nasceu em 16 de dezembro de 1775. Ou seja: há exatos 235 anos atrás. A data, que não poderia passar em branco, será comemorada em várias partes do mundo. Eis aqui algumas das festas que você não pode perder:

A editora Sourcebooks preparou um presente para o 16 de dezembro. Somente durante o dia de aniversário de Jane Austen, a editora colocará à disposição na internet seis e-books gratuitos da autora inglesa. São edições completas com ilustrações coloridas dos irmãos Brock, originalmente criadas para acompanhar os livros publicados no ano de 1898. Além dos clássicos da escritora como Orgulho e Preconceito e Emma, também estarão disponíveis dez romances inspirados em Jane Austen. O download gratuito poderá ser feito via Amazon, Barnes & Noble e Border Online. Maiores detalhes em “Download Free Jane Austen-inspired eBooks on her Birthday, December 16, 2010“.

Os livros de Jane Austen que poderão ser baixados gratuitamente no dia de hoje têm ilustrações de C. E. Brock

A Sotheby´s aproveita o dia do aniversário de Jane Austen para leiloar uma raridade: a primeira edição de Emma, de 1815. Originalmente, eram três volumes, mas restam apenas o número 1 e 3. As obras têm um grande valor porque foram presente da própria Jane à romancista Maria Edgeworth, através de seu editor John Murray. Todos os detalhes dessa valiosa publicação você pode ver no site da Sotheby’s. E ainda poderá participar do leilão. Mas prepare o décimo terceiro, pois o valor não é dos mais baixos.

A folha de rosto de "Emma" com a assinatura da romancista Maria Edgeworth, presenteada por Jane Austen

O Google da Nova Zelândia adiantou-se e já colocou no ar a sua homenagem. Uma bela iniciativa para comemorar o aniversário de uma das maiores escritoras de língua inglesa.

O Brasil também comemora o aniversário de Jane Austen. No sábado, dia 18 de dezembro, entre 10h e 12h, no Espaço Manuel Bandeira da Saraiva Megastore do Shopping Recife, acontecerá um bate-papo promovido pela Jane Austen Sociedade do Brasil (JASBRA) com a participação de uma representante do The Jane Austen Society of North America, da Flórida.

Para manter-se sempre atualizado sobre as notícias envolvendo a vida e obra de Jane Austen, não deixe de visitar o site http://janeausten.com.br/

De Jane Austen, a Coleção L&PM POCKET publica  Orgulho e Preconceito com tradução de Celina Portocarrero e prefácio de Ivo Barroso.

Woddy Allen faz 75 anos hoje

quarta-feira, 1 dezembro 2010

Desconfio de quem não gosta dos filmes de Woody Allen. Olho atravessado para os que não entendem suas piadas mal humoradas, seu humor neurótico, sua crítica a essa sociedade hipócrita que nos cerca. Rosno até para quem o acusa de “ter casado com a filha” (muito pior, na minha opinião, é acordar ao lado de Mia Farrow). E não venha me dizer que ele está piorando aos longo dos anos. Não quero saber. Não quero concordar. Seu texto é música para meus ouvidos, é inspiração, é alívio. Gosto de saber que ele é baixinho, errado, feio, problemático. Apesar dele já ter dito que isso é coisa de seus personagens. Na vida real, Woody é uma pessoa como todas as outras. Trabalha muito, gosta de jazz, vai ao supermercado, faz aniversário. E, o melhor de tudo: é sagitariano, como eu. (Paula Taitelbaum) 

Woody Allen nos anos 1950, quando ainda era conhecido como Allen Stewart Königsberg

Veja aqui os livros de Woody Allen publicados pela L&PM.

Marcas preparam produtos especiais para comemorar aniversário de Peanuts

quinta-feira, 26 agosto 2010

E os 60 anos de Charlie Brown e sua turma continuam dando o que falar (e o que comprar). Já noticiamos aqui as camisas especiais confeccionadas pela Lacoste e um Snoopy cravejado de diamantes feito em Hong Kong. Agora mais algumas marcas que integram a ação comemorativa Peanuts 60 Years Special Project divulgaram produtos inspirados no Minduim. E aí vale tudo: tem canecas…

bolsas…

e até bonecos (um pouco estranhos).

Mas o mais desejado (pelo menos entre o pessoal aqui da editora) é mesmo esse All Star com estampa de tirinhas:

E enquanto isso tudo não desembarca no Brasil, dá para comemorar a chegada de Charlie Brown à terceira idade lendo os três volumes de Peanuts Completo já lançados por aqui.

A festa do Laerte

quinta-feira, 10 junho 2010

Hoje é aniversário do Laerte. Nós, educados que somos, não diremos quantos anos ele está completando (mas se alguém ficar muito curioso sugerimos clicar ali no link do nome dele). Então, para comemorar, convidamos você para uma festa da Gatinha e do Gato de Striptiras 1. Divirta-se!

Do cartunista, a L&PM também publicou Fagundes – Um puxa-saco de mão cheia, Piratas do Tietê 1 e 2 e Striptiras 2 e 3.

20 de maio: aniversário de Balzac

quinta-feira, 20 maio 2010

Por Ivan Pinheiro Machado

Hoje, Balzac estaria de aniversário.
Ele nasceu em 20 de maio de 1799 em Tours, uma bela e clássica cidade da província francesa, batizada como a capital do vale do rio Loire, cercada de castelos, distante 240 quilômetros de Paris. Atualmente, o TGV (trem-bala) faz este percurso em 55 minutos. Na época de Balzac, com bons cavalos, se fazia em dois dias. Muito jovem, ele conseguiu licença da família e foi para Paris. Em poucos anos, tornou-se o mais cosmopolita de todos os escritores de seu tempo, sendo o primeiro grande romancista francês a ser lido em toda a Europa. Não é por acaso que Paris é personagem e pano de fundo para este grande monumento literário que é a Comédia Humana e que abriga as quase 100 histórias que ele escreveu nos seus 20 anos de grande vigor criativo. Em no nosso site, você encontra todas as informações sobre Honoré de Balzac e principalmente sobre a Comédia Humana, da qual já publicamos quase duas dezenas de romances e novelas. Balzac morreu em 1850 aos 51 anos. Era célebre, mas não conseguiu realizar o sonho de ser milionário. Ao contrário. Deixou dívidas, muitas dívidas, e uma obra que o eternizou como um dos maiores artistas de todos os tempos.

CLIQUE AQUI PARA LER A PARTE 7 DESTA SÉRIE.