Posts Tagged ‘BBC’

O elenco da nova adaptação de “Testemunha de Acusação”, de Agatha Christie

quinta-feira, 8 dezembro 2016

elenco testemunha

Estes são os atores principais da nova adaptação de “Testemunha de Acusação”, de Agatha Christie. A produção é da BBC e, na história criada pela Rainha do crime, o jovem Leonard está sendo julgado pela brutal morte de uma ricaça que deixou para ele toda a sua fortuna. O acusado diz que é inocente, mas tudo toma um rumo inesperado quando a mulher do próprio acusado aparece para testemunhar contra ele.

Esta semana, foram divulgadas fotos dos atores e uma descrição de cada um dos personagens. Aqui estão eles:

Kim Cattral é Emily French, uma viúva rica, glamourosa e entediada. Habituada a fazer o que quer, ela desliza através das altas rodas londrinas, entregando-se à champanhe, boates barulhentas, conversas sem sentido e, claro, seu passatempo preferido: homens mais jovens. É a vítima assassinada da história.

Emily

Toby Jones é John Mayhew, um advogado cansado e castigado pela falta de dinheiro e pela culpa. Sua vida é vazia e sem sentido. O caso de Leonard muda tudo para Mayhew e sua conexão com o jovem faz com que ele lute com todas as forças para provar a inocência do acusado.

Toby

Andrea Riseborough é Romaine Heilger, esposa austríaca de Leonard, sobrevivente da Primeira Guerra Mundial que, após emergir das profundezas do banho de sangue europeu, parece não ter medo de nada. Solitária, ela está destinada a ser o centro das atenções, mais cedo ou mais tarde.

Andrea

Billy Howle é Leonard Vole, acusado do brutal assassinato de Emily French. Jovem, desesperado e desiludido, tudo parece conspirar contra ele. Salvá-lo da condenação parece estar nas mãos de uma só pessoa.

Billy

Monica Dolan é Janet McIntyre, a dedicada e possessiva empregada de Emily French, que sempre foi capaz de antecipar-se às necessidades práticas e emocionais de sua patroa, sugerindo uma relação passional que ultrapassa a relação de patrão-empregado. O universo cuidadosamente controlado de Janet é desafiado com a chegada de Leonard Vole…

Monica

Hayley Carmichael é Alice, companheira emocionalmente reprimida de Mayhew que tem o mesmo vigor das refeições sem graça que prepara para ele jantar. Assombrada pela memória de seu filho que morreu na guerra, seus poucos e preciosos momentos de felicidade são vividos no quarto do rapaz que ficou intacto desde sua partida.

Hayley

Hudson é o gato de Emily French. E essa é a única informação que temos sobre ele. :-)

Hudson

Publicado originalmente em 1925, Testemunha de Acusação tornou-se um dos contos mais conhecidos da Rainha do Crime por ter sido adaptado para o cinema em 1957, pelas mãos do genial diretor Billy Wilder e tendo Tyrone Power como Leonard Vole e Marlene Dietrich como sua esposa.

A adaptação para a BBC foi feita pela roteirista Sarah Phelps, a direção é de Julian Jarrold e a produção de Colin Wratten. Só não nos pergunte quando poderemos assistir. Porque isso ainda é um mistério para nós. Por enquanto, você pode ler o livro que, além de Testemunha de Acusação, traz mais dez histórias de mistério.

BBC revela a primeira imagem de “Testemunha de Acusação”

segunda-feira, 7 novembro 2016

Depois de levar ao ar E não sobrou nenhum, o canal BBC está adaptando mais uma história famosa de Agatha Christie: o conto Testemunha de Acusação. E a primeira imagem da série que será exibida em dois episódios acaba de ser revelada:

TWFTP-final-first-look-photo-website-news

Ela mostra a atriz Kim Cattrall (a Samantha de Sex and the City) como Emily French, uma viúva rica e glamourosa que é a vítima do assassinato da história. Em Testemunha de Acusação, Leonard Vole está sendo julgado pela brutal morte de Emily, que deixou para ele toda a sua fortuna sem saber que o cara era casado. O acusado alega inocência, mas o julgamento toma um rumo inesperado quando a mulher de Leonard se apresenta como testemunha de acusação.

Publicado originalmente em 1925, Testemunha de Acusação tornou-se um dos contos mais conhecidos da Rainha do Crime por ter sido adaptado para o cinema em 1957, pelas mãos do genial diretor Billy Wilder e tendo Tyrone Power como Leonard Vole e Marlene Dietrich como sua esposa.

A adaptação para a BBC foi feita pela roteirista Sarah Phelps, a direção é de Julian Jarrold e a produção de Colin Wratten. Só não nos pergunte quando poderemos assistir. Porque isso ainda é um mistério para nós. Por enquanto, você pode ler o livro que, além de Testemunha de Acusação, traz mais dez histórias de mistério.

 

 

 

Livro mais famoso de Agatha Christie em nova série da BBC

terça-feira, 14 julho 2015

“E não sobrou nenhum” (que originalmente se chamava “O caso dos dez negrinhos”), de Agatha Christie, é considerado por muitos críticos como o melhor romance policial de todos os tempos. Pois eis que agora ele vai virar uma nova série da BBC. O mistério que intrigou centenas de milhões de leitores do mundo inteiro ganhará uma adaptação televisiva dividida em três partes, escrita pela premiada roteirista Sarah Phelps.

O elenco, considerado ilustre, traz, entre seus nomes, três atores que estiveram em Game of Thrones: Charles Dance (Twin Lannister), Noah Taylor (Locke, o cara que cortou a mão de Jaime Lanniester) e Burn Gorman (O “corvo” malvadão Karl).

Na história, dez pessoas que não se conhecem são convidadas a irem até a mansão da Ilha Soldado. Lá chegando, descobrem que os generosos (e misteriosos) anfitriões não se encontram presentes. Quando uma das pessoas morre, todos percebem que alguém entre eles pode ser um assassino. Os dez estranhos (bem estranhos, aliás) incluem um playboy irresponsável, um conceituado juiz, um mercenário inescrupuloso, uma solteirona carola, um general altamente condecorado, entre outros.

Sobre a série, Mathew Prichard, neto de Agatha Christie, disse: “Estou tão animado (…) Minha avó ficaria encantada ao saber que uma nova geração será capaz de desfrutar de E não sobrou nenhum quando a história for ao ar pela BBC.”

No Reino Unido, a série será lançada ainda em 2015 para coincidir com o 125º aniversário de Agatha Christie, mas a estreia mundial acontece só em 2016.

Os dez atores da nova série da BBC, uma adaptação do mais famoso livro de Agatha Christie

Os dez atores da nova série da BBC, uma adaptação do mais famoso livro de Agatha Christie

O romance foi lançado em 1939 e, em 1943, a própria Agatha Christie adaptou sua história para o formato de peça teatral. E por falar nisso, em setembro, está prevista a chegada justamente desta adaptação em um pocket L&PM que vai se chamar “E não sobrou nenhum e outras peças”.

A Série Agatha Christie L&PM já está chegando aos 90 títulos. Veja aqui!

 

Sherlock Holmes no túnel do tempo

terça-feira, 28 janeiro 2014

Os tempos mudaram. Sherlock Holmes agora não vive sem seu smartphone e manda torpedos para os jornalistas quando quer chamar a atenção. Seu fiel companheiro, Dr. Watson, serviu na Guerra do Afeganistão e trouxe alguns traumas de lá. Seu irmão, Mycroft, é o chefão da inteligência britânica e tudo indica que ninguém tem mais poder sobre a Rainha do que ele. Cachimbo? Nem pensar… Seria antiquado demais para ele.

Tanta modernidade, no entanto, não significa que o maior detetive que a literatura já lançou não siga sendo essencialmente ele mesmo em “Sherlock”, a mais assistida série da BBC dos últimos dez anos. Holmes continua morando na Baker Street 221B, onde cultiva seus vícios e esquisitices. Londres não deixou de ser personagem de suas aventuras. E a personalidade, percepção e ironia fina do personagem não mudaram. Se bem que tenho a impressão de que ele ficou mais alto.

Ontem, vendo o último episódio da terceira temporada, fiquei pensando que não importa a época em que Sherlock Holmes viva, ele sempre será envolvente para nós. Simplesmente porque, em meio à solidão e à depressão que a vida nos impõe, ele sinaliza que é possível ser competente e se destacar na multidão. E quem não quer algo assim para elevar a auto-estima?

Sir Arthur Conan Doyle foi um dos primeiros a mostrar que a ciência poderia ajudar o mundo a se defender de seus malfeitores. Mas também fez questão de colocar a percepção de um homem imperfeito como a grande heroína da história. E isso segue presente na série da BBC. Só não tenho certeza sobre o que Conan Doyle pensaria a respeito de Mary Watson. No episódio de ontem (e se você pretende assistir não leia o que vem a partir daqui), a amada esposa do Dr. Watson revela-se uma assassina profissional que traz incontáveis cadáveres nas costas e que, mesmo assim, acaba perdoada pelo marido – e esperando um filho seu. Hmmm… Não sei não…

Vale lembrar ainda que “Sherlock”, da BBC, não é a única série moderna que explora os vícios e virtudes do detetive de Conan Doyle. “Elementary”, exibida no canal Universal, também se passa nos dias atuais e, para modernizar ainda mais, resolveu transformar Watson em mulher(ão) na pele de Lucy Liu. Mas essa eu não assisti ainda. Até porque resolvi desligar a TV e ler as histórias originais. Só a L&PM tem mais de uma dúzia de livros de Sherlock. Oba! (Paula Taitelbaum)

Sherlock_bbc

Sherlock da BBC

Elementary da CBS

Elementary da CBS

 

E agora, Albert?

sexta-feira, 23 setembro 2011

Eles são em número de cinco, cinco profetas de papel dos tempos modernos. Vão irromper no mundo científico e durante décadas, até os dias de hoje, alimentar os debates, as fantasias, as venerações e os ódios. Permitirão explorar mundos, suscitar outras descobertas. Abrirão para uma nova concepção do universo. Estes cinco artigos irão pregar, cada um num mundo diferente, uma palavra revolucionária. Encontrarão apóstolos às centenas, detratores aos milhares. Os mais importantes sobreviverão ao século. Alguns conhecerão as chamas do inferno.

Este trecho está no livro Albert Einstein da Série Biografias e se refere ao conjunto de 5 trabalhos do jovem físico alemão publicados na revista Annalen der Physik, que constituem um exemplo único na história da criatividade científica. No espaço de 6 meses, um rapaz de apenas 25 anos enunciou uma nova definição da luz, explicitou a existência dos átomos, explicou o movimento das moléculas e inventou o conceito espaço-tempo. A partir daquele ano de 1905, a física não seria mais a mesma e o conjunto da obra de Einstein inaugurava a Física Moderna.

No entanto, quase cem anos depois, parece que mais uma revolução está para acontecer. Esta semana, um grupo de pesquisadores do Conselho Europeu para Pesquisa Nuclear anunciou a descoberta de uma partícula que viaja mais rápido do que a luz, colocando em xeque a Teoria da Relatividade Restrita de Einstein. Se você pensou “meu mundo caiu!”, é isso mesmo – ou quase.

Foram feitas mais de 15 mil medições da velocidade de neutrinos disparados num acelerador de partículas em direção a outro ponto a 730km de distância. Segundo o responsável pela pesquisa, em entrevista ao site da BBC, “de forma estatísticamente significativa”, os neutrinos pareciam chegar 60 nanosegundos (ou 60 bilionésimos de segundo) antes da luz.

Parece pouco? Olhando o número isoladamente, pode até parecer desprezível. Mas na prática, isso significa que a fórmula mais famosa do mundo, que diz que E=m.c² (em que a massa é mutável – até o tempo, segundo Einstein, pode ser dilatado! – e c seria uma “constante cósmica” correspondente à velocidade da luz) pode estar com os dias contados e um dos pilares da Física Moderna ameaça vir a baixo.

Mas calma! Ainda não é hora de jogar todos os livos de física na lata do lixo. A comunidade científica recebeu a novidade com certo ceticismo e até mesmo os pesquisadores que realizaram as experiências parecem não querer acreditar que Einstein estava errado. “Meu sonho é que outro experimento independente chegue à mesma conclusão. Eu ficaria aliviado. Por enquanto, não estamos afirmando nada, apenas queremos a ajuda da comunidade científica para entender esses resultados malucos. As consequências podem ser muito sérias”, disse um dos cientistas envolvidos na pesquisa.