Arquivo de setembro, 2013

Carolyn Cassady morre aos 90 anos

segunda-feira, 23 setembro 2013

Carolyn Cassady, que foi casada com Neal Cassady (companheiro de viagem de Jack Kerouac), morreu na última sexta-feira, 20 de setembro. Ela tinha 90 anos e estava internada em um hospital perto de sua casa, em Bracknell, sudeste da Inglaterra. A causa da morte não foi revelada pela família.

A loira, linda e inteligente esposa de Neal teve três filhos com ele e é uma das personagens de On the road. No Manuscrito original, em que os nomes verdadeiros foram mantidos, Jack Kerouac descreve a primeira vez que a viu, quando foi visitar Neal com Allen Ginsberg:

Chegamos à pensão onde Neal estava dando uns amassos em Carolyn. Era um velho prédio de tijolos à vista circundado por garagens de madeira e velhas árvores fincadas atrás das cercas. Subimos escadas acarpetadas. Allen bateu na porta; então voou para se esconder, não queria que Carolyn visse que era ele quem havia batido. Parei em frente à porta. Neal atendeu nu em pêlo. Vi Carolyn na cama, uma linda coxa lustrosa recoberta por uma lingerie de renda preta, uma loira, olhar com serena perplexidade.

carolyn_perfil

Além de suas coxas, os belos desenhos de Carolyn – que estavam nas paredes – chamaram atenção de Kerouac neste dia. Abaixo, Neal Cassady desenhado por ela em 1951:

Carolyn_desenhoNeal1951

Neal Cassady em desenho feito por Carolyn Cassady em 1951

Incentivados por Neal, Carolyn e Jack Kerouac acabariam tendo um affair.

Durante as filmagens de “Na estrada”, filme de Walter Salles, Carolyn ajudou a equipe a esclarecer algumas dúvidas. “Ela respondeu a todas as nossas questões por e-mail, relembrando de bom grado sua aventura com Jack Kerouac e nos dando, no caminho, uma lição de gramática inglesa” disse a produção do filme na época.

40 anos depois, a morte de Pablo Neruda ainda desperta suspeitas

segunda-feira, 23 setembro 2013

Há que supeite que a morte do poeta chileno Pablo Neruda foi encomendada. Ocorrida há exatos 40 anos, em 23 de setembro de 1973, Neruda faleceu duas semanas depois do golpe militar que derrubou o governo socialista de Salvador Allende e colocou o general Augusto Pinochet no poder.

Ao morrer, o escritor estava internado na Clínica Santa Maria, em Santiago, capital chilena, onde tratava um câncer de próstata. Mas segundo uma denúncia feita pelo motorista e secretário de Neruda, Manuel Araya, seu patrão teria sido envenenado no hospital pelos homens de Pinochet. Foi a partir da acusação feita por Araya, o corpo do poeta foi exumado em março deste ano. Os resultados das investigações sobre as causas da morte – que estão sendo feitas nos Estados Unidos e na Espanha – devem ficar prontos no próximo mês.

A morte de Pablo Neruda ocorreu em 23 de se 1973. Seu funeral reuniu uma multidão no Chile

A morte de Pablo Neruda ocorreu em 23 de se 1973. Seu funeral reuniu uma multidão no Chile

Decameron na Revista Veja desta semana

domingo, 22 setembro 2013

Nos 700 anos de nascimento de Giovanni Boccaccio, a L&PM lançou uma nova tradução de Decameron, feita por Ivone Benedetti. Clique nas imagens e leia as duas páginas da matéria sobre este lançamento que está na Revista Veja desta semana:

decameronon

decameron2

O patrono Luís Augusto Fischer

quinta-feira, 19 setembro 2013

Já faz alguns anos que isso aconteceu: Ivan (Pinheiro Machado) apostou com a gente que, quem acertasse qual era o pocket mais vendido na livraria do aeroporto de Porto Alegre, ganhava o carro dele de presente. Sabíamos que era brincadeira, mas ninguém deixou de dar o seu palpite. Concorreram todos os funcionários da L&PM, inclusive a chefe do departamento comercial. E, pasmen, nem ela acertou. A resposta correta? Dicionário de Porto-Alegrês de Luís Augusto Fischer. Um hilário conjunto de expressões que só quem mora na capital gaúcha é capaz de entender, mas que faz a alegria de quem visita a cidade e quer levar uma recordação para os demais estados.

Na época de sua primeira edição, o saudoso Moacyr Scliar escreveu o seguinte sobre o livro:

Com o Dicionário de Porto-Alegrês, Luís Augusto Fischer não está apenas colocando a cidade no mapa linguístico do país. Não: Luís Augusto Fischer está revelando uma oculta dimensão de nossa gente, aquela dimensão que se expressa num linguajar característico, consolidado ao longo de gerações. É uma linguagem que nos fala do presente ou nos remete ao passado, que se refere a sexo, a comida, a esporte; é, enfim, uma linguagem muito peculiar, cujo universo Fischer, professor, intelectual e sensível observador da nossa gente, agora desvenda – e o faz com sabedoria e inteligência, com encanto e graça. Obrigado, Fischer. Como diz o teu Dicionário, a tarefa saiu melhor do que a encomenda. Para alegria e deleite de todos nós.

"Se fazer" é um dos verbetes do "Dicionário de Porto-Alegrês"

“Se fazer” é um dos verbetes do “Dicionário de Porto-Alegrês”

Hoje, 19 de setembro, foi anunciado que Fischer é o Patrono da Feira do Livro de Porto Alegre deste ano. Nada mais merecido já que, entre muitas obras, ele já escreveu um livro sobre os 50 anos desta mesma feira, publicado em 2004 aqui pela L&PM.

Fischer_foto

Escuro claro: contos reunidos, Duas águas, Quatro negros, Literatura brasileira: modo de usar são outros títulos dele que foram publicados por aqui. Sem contar a sua maravilhosa introdução para os romances de Machado de Assis que inclui biografia do autor, cronologia e panorama do Rio de Janeiro. Para completar, toda terça-feira, aqui mesmo nessa Porto Alegre, Fischer é um dos anfitriões do tradicional Sarau Elétrico que acontece no Bar Ocidente. (Paula Taitelbaum)

Martha Medeiros com Fátima Bernardes, Giulia Gam e Anderson Rizzi

quarta-feira, 18 setembro 2013
martha

Martha Medeiros participou do programa “Encontro com Fátima Bernardes” na quarta-feira, 18 de setembro

Na manhã de quarta-feira, 18 de setembro, a escritora Martha Medeiros participou do “Encontro com Fátima Bernardes”. No programa, Martha, junto com a atriz Giulia Gam (a Barbara da novela Sangue Bom) e com o ator Anderson Rizzi (o Carlito da novela Amor à Vida) debateu sobre como lidar com o fim de um relacionamento.

Martha Medeiros autografa seu livro A graça da coisa hoje, a partir das 19h, na Livraria da Travessa do Shopping Leblon no Rio de Janeiro.

Exumação de Jango: peritos cubanos entram em cena a pedido da família

quarta-feira, 18 setembro 2013

jango_blog

Jornal Zero Hora – 18/09/2013

No primeiro encontro entre peritos brasileiros e estrangeiros que analisarão os restos mortais de João Goulart (1919-1976), a informação mais aguardada não chegou a ser estabelecida: a data em que o corpo do ex-presidente será exumado. O corpo de Jango será transportado do jazigo da família, em São Borja, para o Instituto Nacional de Criminalística (INC), da Polícia Federal, em Brasília, onde se pretende investigar as causas de sua morte.

Ao fim de uma reunião de cinco horas, realizada ontem, na sede do INC, autoridades, peritos e familiares chegaram ao consenso de que um relatório pericial ainda precisa ser feito e apresentado em outubro.

Segundo o diretor técnico-científico do instituto, Amaury Souza Jr., que vai liderar o processo pericial, o cronograma para a exumação está mantido, mas há diferenças a acomodar quanto aos critérios.

– Isso acontece até com um simples exame de sangue. O instituto de um país pode adotar um padrão diverso ao de outro. E, em um trabalho em equipe, é preciso estabelecer uma certa harmonia dos procedimentos. É um caso difícil. Não sabemos o que vamos encontrar – disse Souza Jr.

Ontem, peritos cubanos foram incorporados ao grupo técnico-científico, a pedido da família Goulart. As análises de Cuba ficarão sob a responsabilidade do reitor da Escola de Medicina de Havana, Jorge Pérez, presente ao encontro.

Todas as instâncias envolvidas no esclarecimento da morte do ex-presidente – Secretaria de Direitos Humanos, Comissão Nacional da Verdade, Ministério Público, Polícia Federal e Comitê Internacional da Cruz Vermelha – endossam o movimento feito pela família Goulart, anos atrás, no sentido de recorrer à ciência para tentar esclarecer as causas e as circunstâncias da morte de Jango. O gaúcho morreu em 6 de dezembro de 1976, em sua fazenda, na cidade argentina de Mercedes.

No atestado de óbito do ex-presidente, consta apenas que a morte ocorreu por enfermidade. Não houve pedido de autópsia à época. Desde o início dos anos 1980, pairam versões de que Jango morreu vítima de envenenamento, recurso utilizado pela Operação Condor.

– Vamos investigar tudo, com muita seriedade – garantiu ontem a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, na abertura dos trabalhos.

Quer saber mais sobre como surgiram as hipóteses de que Jango foi assassinado? Leia Jango – A vida e a morte no exílio, de Juremir Machado da Silva.

Os 80 anos de Armindo Trevisan

terça-feira, 17 setembro 2013

armindoo

Para celebrar os 80 anos do poeta Armindo Trevisan, o Centro Cultural CEEE Erico Verissimo e a Associação Amigos do Palacinho promovem a sessão gratuita do espetáculo Eu, Pessoa e outros Eus nesta terça, dia 17 de setembro, às 19h, em Porto Alegre. Dividida em três planos, o da realidade, o da ilusão e o da memória, a montagem é resultado de uma pesquisa do ator Jairo Klein sobre a obra do escritor português. Ao término da encenação, o personagem Fernando Pessoa convida outros poetas para um encontro, momento no qual será apresentada parte da obra de Armindo Trevisan. A sessão ocorrerá no Auditório Barbosa Lessa do CCCEV (Andradas, 1223).

As mulheres mexicanas na revolução

terça-feira, 17 setembro 2013

As mulheres mexicanas que fizeram a revolução são lembradas por Eduardo Galeano no livro Os filhos dos dias.

galeano_17set

J.D.Salinger em Porto Alegre

segunda-feira, 16 setembro 2013

Nesta quarta, dia 18 de setembro, a Casa de Ideias realiza uma aula aberta sobre J.D. Salinger em Porto Alegre. O autor das novelas Seymour, uma representação, Carpinteiros, levantem bem alto a cumeeira (Coleção L&PM Pocket) e o clássico O apanhador no campo de centeio é o tema da palestra “A volta de J.D.Salinger” com o professor da USP Eduardo Wolf.

salinger

Festival Jane Austen é uma viagem no tempo

segunda-feira, 16 setembro 2013

jane_austen_festival2013

2013 marca os 200 anos da primeira publicação de Orgulho e Preconceito, considerado pelos fãs de Jane Austen como “o mais amado romance do mundo”. É por isso que, este ano, o tradicional “Jane Austen Festival” parece estar mais festivo do que nunca.

O evento que acontece em Bath, cidade no sudoeste da Inglaterra, começou na sexta-feira, 13 de setembro e estende-se até sábado, 21 de setembro. Durante esta semana, os muitos fãs – vindos de diversos cantos do mundo – circulam pela cidade vestidos como se fossem personagens dos romances de Jane Austen. E participam de shows, aulas de dança e etiqueta, oficinas de jardinagem, workshops de costura e beleza e muito mais.

Há palestras sobre as obras da escritora, peças teatrais baseadas nos livro da escritora inglesa e o famoso desfile pelas ruas de Bath que é, literalmente, de parar o trânsito.

jane_austenfestival_canto

Fãs de Jane Austen, vestidos de época, cantam juntos