Os haicais de Kerouac estão mais perto de nós

Prepare-se para ler os haicais de Jack Kerouac em português a partir de 2013. Quinta-feira, 27 de setembro, Claudio Willer anunciou em seu blog que entregou à L&PM Editores parte da tradução do livro que traz os pequenos poemas de Kerouac. “Não resisti a postar o final do Livro de haicais de Kerouac (acabo de enviar ao editor o copião da tradução, sem revisão). Achei comovente. Ele escreveu até o fim, até seus últimos dias, até morrer. Acima de tudo, foi um poeta.”

Encolhido, arreganhando os dentes
para a nevasca,
Meu gato me encara

Encolhida na
nevasca, a antiga
Miséria do gato

Surpreendente briga de gatos
na sala em uma
Rancorosa noite de setembro

Chuva-na-Cara
olha desde a colina:
Custer lá embaixo

Touro Sentado ajusta
sua cinta: o cheiro
de peixe defumado

A mosca, tão
solitária como eu
Nesta casa vazia

O outro homem, tão
solitário como eu
Neste universo vazio

Willer, que também é o tradutor de Uivo, de Allen Ginsberg, é um verdadeiro expert em literatura beat. Autor do livro Geração beat, ele realiza uma palestra sobre hoje, 02 de outubro, às 18:30 na Livraria Sebinho em Brasília.

Tags: , , , , , ,

  1. Rody Cáceres disse:

    Willer. um dia eu ainda vou sentar contigo, beber alguma coisa e bater um longo papo sobre os Beats.

    Ideia: Willer, quem sabe um curso sobre literatura Beat aqui na FURG, em Rio Grande?

    Abraços!

  2. Atila disse:

    Demais!!

    Por que será que os loners, quando o assunto é pets, se identificam mais com felinos?

    Meu “On the Road”, edição da capa animal publicada há uns seis anos pela L&PM, está bem guardado: fora do alcance dos meus felinos…

Envie seu comentário

* Campos obrigatórios