Posts Tagged ‘Universidade de Oxford’

Uma grande exposição para Alexandre, o grande

quinta-feira, 3 fevereiro 2011

Assim como Alexandre, ela será grande. Na verdade, a maior exposição arqueológica sobre o tema já apresentada fora da Grécia. De 7 de abril a 29 de agosto, no Ashmolean Museum, o museu de arte e arqueologia da Universidade de Oxford, acontecerá a mostra “Heracles to Alexander the Great” que colocará diante do público mais de 500 objetos, muitos deles frutos de escavações recentes feitas em Aegae, a antiga capital da Macedônia. É uma magnífica variedade de relíquias que incluem coroas de ouro finamente esculpidas e objetos encontrados nas tumbas do poderoso rei Filipe II, pai de Alexandre e de Alexandre IV, filho do grande conquistador. Além de esplêndidas jóias, poderão também ser vistos vários bustos que, aos contrário dos rostos idealizados pelo período clássico ateniense, mostram sobrancelhas franzidas, rugas e linhas de rosto marcadas. “A Macedônia de Filipe II é a terra natal do retrato realista” disse o Dr. Ageliki Kottaridi, curador da exposição e diretor das escavações em Aegae. Entre as cabeças esculpidas, está um conjunto de terracota em tamanho natural de impressionante realismo que, de acordo com Kottari, é “absolutamente único”. Na tumba de Filipe II foram encontrados ainda diversos adornos femininos que provavelmente pertenceram à princesa trácia Meda de Odessa, uma de suas esposas. Há uma coroa de ouro que, segundo as palavras do curador é “uma das obras-primas da exposição”. Digamos que já é um ótimo motivo para programar uma viagem à Oxford quando for primavera por lá.   

Quer saber mais sobre o assunto? A L&PM publica Vidas paralelas: Alexandre e César,  o clássico livro em que Plutarco traça um paralelo entre o invencível grego e o poderoso romano, revelando a primeira biografia de Alexandre, aquela que deu origem a todas as outras. Na série Encyclopaedia,  você também encontra Alexandre, o grande.

Por que “Frankenstein” não envelhece?

terça-feira, 1 fevereiro 2011

Há exatos 160 anos, morria Mary Shelley, a mulher que criou “Frankenstein”. Filha de pais escritores (William Godwin e Mary Wollstonecraft) e esposa do poeta Percy Shelley, tudo na vida de Mary orbitava em torno da literatura. O legado intelectual deixado pela família está sendo mantido pelo projeto Shelley’s Ghost: Reshaping the Image of a Literary Family, uma parceria da Bodleian Libraries com a Universidade de Oxford, e conta com a participação de fãs e admiradores por meio de um concurso de vídeos. A chamada é provocativa:

Por que o trabalho de Percy Bysshe Shelley, Mary Shelley, William Godwin e Mary Wollstonecraft ainda nos impressiona hoje? Estamos fazendo este concurso de vídeos para descobrir.

Para participar, basta escolher um dos autores e gravar um depoimento em vídeo de, no máximo, três minutos sobre a importância de sua obra. Mas é bom gostar muito do autor escolhido! Pois o entusiasmo do participante no vídeo é um dos critérios do juri para escolher o melhor. Além disso, é importante mostrar que você captou bem o espírito do texto e não há limite para a criatividade, veja:

O vencedor ganha um exemplar exclusivo do livro Shelley’s Ghost: Reshaping the Image of a Literary Family, que traz um trecho do manuscrito de Frankenstein, fotos de família e outras raridades. Ainda dá tempo de participar! É possível inscrever vídeos até o dia 2 de março. Se quiser se inspirar, leia o célebre Frankenstein da Coleção L&PM Pocket e boa sorte!