Posts Tagged ‘roubo’

Na Holanda, ladrões fazem a festa no aniversário de Vincent Van Gogh

segunda-feira, 30 março 2020

No exato dia do aniversário de Van Gogh, quando se comemora 167 anos de seu nascimento, ladrões aproveitaram que o museu holandês Singer Laren estava fechado devido à pandemia de coronavírus e fizeram a festa: surrupiaram a obra do pintor holandês intitulada Parsonage Garden at Neunen in Spring e avaliada em torno de 5 milhões de libras.

VAN GOGH ROUBADO

Se foi proposital o roubo acontecer na madrugada do aniversário de Van Gogh não se sabe, mas parece que essa foi a única pintura levada do museu. O alarme chegou a soar às 3h15, mas os ladrões fugiram quando os policiais chegaram.

Durante uma conferência de imprensa transmitida pelo Youtube, o diretor do museu, Jan Rudolph de Lorm, disse estar “incrivelmente chateado” com a perda da pintura, que foi emprestada pelo Museu Groninger, localizado no norte da Holanda e que só possuía este Van Gogh em seu acervo.

A pintura faz parte de uma série de obras de Van Gogh pintadas entre 1883 e 1884.

A L&PM Editores publica vários livros sobre Van Gogh, veja aqui.

Encontrei o Leonardo!

sexta-feira, 1 outubro 2010

Por Paula Taitelbaum*

Enquanto leio o primoroso Roubaram a Mona Lisa! de R. A. Scotti (você não leu? Tá esperando o quê?) descubro, além de um livro muitíssimo bem escrito – sobre o verídico roubo do quadro mais famoso do mundo em 1911 – que alguns personagens das belas artes mundiais possuem um lado que eu desconhecia. Primeiro, deparei com um Picasso que envolvia-se com freqüência em furtos de obras de arte: “No final da audiência, Picasso, que havia comprado as peças roubadas, foi liberado depois de assumir o ato e ser alertado para que não saísse de Paris”. Depois, fiquei sabendo que Leonardo da Vinci arrasava os corações de Florença com um rosto que tinha uma beleza “fora do comum”. Para mim, a imagem que surgia ao ouvir falar do mestre da Vinci era a de um velho homem de nariz adunco, muitas rugas e vasta cabeleira – e não a figura do titã de cabelos louros e encaracolados que lhe caiam sobre os ombros despertando suspiros nas donzelas. Confesso que duvidei. E por isso fui ao Google procurar algo que pudesse atestar a beleza do pai da Mona Lisa. O que encontrei foi o vídeo produzido pelo TED – Ideas worth spreading. É uma micro palestra do artista Siegfried Woldhek sobre o verdadeiro rosto de Leonardo da Vinci. Muito bom!

Este texto foi originalmente publicado em março de 2010, mas como considero esse livro e esse vídeo imperdíveis, decidi postá-lo novamente.

Paula é jornalista, escritora e coordenadora do Núcleo de Comunicação L&PM

Homem é condenado por ocultar original de Shakespeare

segunda-feira, 2 agosto 2010

Vamos evitar clichês e não começaremos este texto com “a justiça tarda mas não falha” – mesmo porque às vezes ela falha. Mas não foi esse o caso do julgamento de Raymond Scott, aquele sujeito estranho preso em 2008  sob a acusação de roubar um original de Shakespeare da Universidade de Durham. Contamos a história toda nesse post, do dia 23 de junho.
Pois bem, agora, no início de agosto, Scott foi finalmente inocentado do roubo. Ainda assim, foi condenado a oito anos de prisão por ocultar um objeto roubado e tirá-lo do território britânico. Segundo o promotor, ele ainda teria rasgado a encadernação, a capa e as páginas do manuscrito. Para o juiz, Scott  praticou “vandalismo cultural de um tesouro da Inglaterra”.

Com informações da Folha de São Paulo

Acusado de roubar obra de Shakespeare vai a julgamento

quarta-feira, 23 junho 2010

Em 1998, o First Folio (Primeiro Fólio), publicado em 1623 e considerado uma das obras mais importantes da literatura inglesa, foi roubado da Universidade de Durham. Só reapareceu 10 anos depois, quando um playboy chamado Raymond Scott se apresentou na Folger Shakespeare Library de Washington tentando vendê-lo. Ele alegava, e ainda alega, que o livro foi presente de um amigo cubano. O fato é que os funcionários da Biblioteca não acreditaram muito nessa história, ligaram para a polícia e a perícia confirmou que se tratava da obra roubada.

Edição publicada em 1623 reapareceu em público / Reprodução The Independent

Scott foi preso em janeiro de 2009, mas pagou a fiança e foi solto pouco depois. Agora, em junho de 2010, o julgamento teve início. Começou na semana passada e deve se estender até julho. No último sábado, 19, o First Folio foi levado ao tribunal e mostrado em público pela primeira vez desde 1998. Já Scott, o acusado, quer mesmo é aparecer. Chegou ao tribunal de limusine, usando um chapéu panamá e fazendo o V de vitória para os fotógrafos…

Veja todas as obras de Shakespeare publicadas pela L&PM.