Posts Tagged ‘João Cândido’

100 anos da Revolta da Chibata: tempo de relembrar João Cândido

terça-feira, 16 novembro 2010

“Vamos fazer agora um juramento. Cada um para o seu Deus, cada um para o seu guia. Custe o que custar, mesmo tendo que matar milhares de pessoas e deixar em ruínas a nossa capital, Marcelino Rodrigues Menezes será o último marinheiro chicoteado em um navio brasileiro.”

O trecho acima é do livro João Cândido, o almirante negro de Alcy Cheuiche. João Cândido,  o líder da Revolta da Chibata, foi anistiado em lei publicada no Diário Oficial da União, em 2009.  No ano em que a a Revolta da Chibata completa 100 anos, Cheuiche faz mais uma homenagem ao grande marinheiro: no dia 22/11, às 17h, o autor bate um papo com o público presente ao lançamento de seu livro, na livraria Travessa 1 (Travessa do Ouvidor, 17 – Centro – Rio de Janeiro).

No nosso site, você lê um trecho do livro. Abaixo veja fotos almirante negro .

João Cândido foi expulso da Marinha e internado no Hospital dos Alienados como louco e indigente - Foto:1910 Arquivo Nacional


João Cândido vendendo peixe a uma freguesa na praça 15, centro do Rio de Janeiro - Foto: 1938/Arquivo Edmar Morel/Biblioteca Nacional

O ex-líder dos marinheiros João Cândido em 1957 - Foto: Arquivo Nacional -1957

Salve o “Almirante negro”!

quinta-feira, 28 outubro 2010

Nas páginas iniciais de João Cândido, o almirante negro, Alcy Cheuiche dedica seu livro a Aldir Blanc, João Bosco, Elis Regina e todos os demais que ajudaram a tirar João Cândido da sua última masmorra, o esquecimento. Marinheiro, negro, filho de escravos, João Cândido foi o líder da “Revolta da Chibata”, um extraordinário acontecimento político e social que teve início no dia 22 de novembro de 1910 no Rio de Janeiro. João Cândido nasceu em 1880 e morreu como pária em 1969 sem conhecer a música feita para ele. Aqui, você assiste a Elis Regina cantando, em 1974, “O mestre-sala dos mares”, música de Aldir Blanc e João Bosco que dá uma pequena pista de quem foi João Cândido. Prepare-se, pois é emocionante.