Posts Tagged ‘H.P. Lovecraft’

Encontro em Porto Alegre reunirá fãs de H.P Lovecraft

quinta-feira, 15 fevereiro 2018

Você adora histórias de terror daquelas clássicas, que tiram o sono à noite? Então, se estiver em Porto Alegre no sábado, 24 de fevereiro, não deixe de marcar presença na “2ª Lovecraftcon – Encontro de Fãs de H. P. Lovecraft“, organizado por Loremasters na Livraria Cultura.

Das 15h às 18h, na Cultura do Shopping Bourbon Country, o escritor, professor e editor D vai receber todos os amantes dos mythos de Lovecraft para uma conversa sobre sua influência na Cultura Pop, além de falar da obra em geral do autor.

Lovecraft encontro

Conheça os livros de H. P. Lovecraft publicados na Coleção L&PM Pocket.

O escritor da pele fria e do amor no nome

quinta-feira, 20 agosto 2015

Se o seu nome fosse traduzido ao pé da letra seria algo como “Amor artesanal”. Apesar disso, Howard Phillips Lovecraft – ou simplesmente H. P. Lovecraft – não entrou para a história da literatura com livros românticos. Mas sim com contos de terror.

Lovecraft nasceu em Providence, nos EUA, em 20 de agosto de 1890. E quando ainda era uma criança, foi diagnosticado como poiquilotermia, uma raríssima doença que fazia com que sua pele fosse sempre gelada ao toque. Algo que, se pode dizer, combina bem com um escritor do gênero horror.

Filho único, nunca chegou a ser pai, mas casou-se duas vezes. E não teve uma vida fácil. Principalmente nos últimos anos em que, para sobreviver, fazia revisões e trabalhava como ghostwriter (escritor fantasma). Aos 46 anos, 15 de março de 1937, ele morreu em decorrência de um câncer de intestino. Sem saber que ficaria famoso.

Mais curiosidades a respeito de H. P. Lovecraft:

- Grande parte das histórias criadas por ele foi diretamente inspirada em seus constantes pesadelos, o que contribuiu para uma obra marcada pelo subconsciente e pelo simbolismo.

- Uma de suas maiores influências foi Edgar Allan Poe, por quem Lovecraft nutriu uma profunda afeição.

- As constantes referências, em seus textos, a horrores antigos e a monstros e divindades ancestrais acabaram por gerar algo análogo a uma mitologia, hoje vulgarmente chamada Cthulhu Mythos, contendo vários panteões de seres extradimensionais tão poderosos que eram ou podiam ser considerados deuses, e que reinaram sobre a Terra milhões de anos atrás.

- Lovecraft criou também um dos mais famosos e explorados artefatos das histórias de terror, o Necronomicon, um fictício livro de invocação de demônios escrito pelo, também fictício, Abdul Alhazred.

- Lovecraft se correspondia com vários escritores estreantes de horror, ficção e aventura. O mais ávido deles era Robert E. Howard, criador de Conan, o Bárbaro. Quando Howard suicidou-se, Lovecraft ficou profundamente abalado.

lovecraft_gato

De Lovecraft, a Coleção L&PM Pocket publica A  tumba e outras histórias, O caso de Charles Dexter Ward Nas montanhas da loucuraO horror em Red Hook (Coleção 64 páginas).

Halloween fantasiado de literatura

sexta-feira, 24 outubro 2014

As festas de Halloween já fazem parte do roteiro festivo dos brasileiros de todas as idades. Por isso, se você precisa de uma fantasia, mas anda cansado das bruxas, diabos, vampiros e múmias de sempre, aqui vão algumas sugestões saídas das páginas de nossos livros:

NOIVAS DO DRÁCULA – Que tal juntar mais duas amigas para formar o trio das noivas do Drácula? Elas são lindas, sexys e muito más. Abaixo, o figurino usado no filme “Drácula, de Bram Stoker”, de Coppola. Não esqueçam de usar brincos grandes, tiaras no cabelo, braceletes, vestidos esvoaçantes (dá pra improvisar usando um lençol e fitas douradas), unhas compridas, pele esbranquiçada de pancake, batom vermelho e, claro, dentes de vampiro.

Noivas_dracula_coppola

IGOR – A fantasia de assistente do Dr. Frankenstein é fácil de compor: uma legging preta colante, botas pretas, um pano preto em volta da cabeça que deixe uma tira arrastando no chão e, o mais importante, uma corcunda que pode ser obtida com uma pequena almofada amarrada nas costas. Depois é só andar com os pés pra dentro e arrastar uma das pernas. Só não peça para fazer sucesso com as meninas…

Igor_frankenstein

FANTASMA DA ÓPERAEssa é clássica. Cabelo lambido pra trás, Black tie e luvas pretas de couro (torça para que tenha ar condicionado na festa). A máscara não pode faltar, por isso, se você não encontrar na loja da esquina, pode tentar fazer em casa. Lá no Youtube tem gente que ensina. ;-)

Fantasma da Opera 2

Você ainda pode se vestir de Gato Preto ou Corvo (inspirando-se nas histórias de Edgar Allan Poe), Retrato de Dorian Gray em decomposição, metade Médico e metade Monstro, Cão dos Baskerville ou quem sabe lápide de cemitério para lembrar as histórias de H. P. Lovecraft.

 

“Pulp magazines” em 3D

quinta-feira, 22 setembro 2011

Quando foram criadas, em 1896, as “pulp magazines” eram inspiradas nos folhetins de contos e romances baratos vendidos em bancas de revista, desde o papel “fajuto” até a total ausência de ilustrações. Mas com o tempo os papéis se inverteram: os publishers perceberam que as revistas com capas ilustradas vendiam mais e começaram a produzir primeiro as capas para que a história fosse construída depois, a partir da ilustração.

Já no início do século 20, praticamente todas as pulp magazines eram ilustradas e diversos autores que conhecemos hoje começaram a lançar seus escritos por meio destas publicações. O conto “Aprisionado com os faraós” de H.P. Lovecraft foi publicado originalmente na edição de maio de 1924 da revista Weird Tales e aparece na coletânea A tumba e outras histórias.

Eis que no século 21 o artista Thomas Allen foi um pouco além e deu vida às capas ilustradas das pulp magazines. E não estamos falando aqui das maravilhas da computação gráfica e da animação. Ao contrário do que se imagina, o upgrade foi totalmente analógico: ele recortou as imagens, destacando-as da capa e dando a elas o aspecto tridimensional. E ao fotografar as novas figuras em planos diferentes, ele conseguiu recompor as cenas de forma muito mais real e até misturou capas para formar novas cenas:

via Zupi e blog da Letras&Cia