Posts Tagged ‘Viggo Mortensen’

Será Viggo Mortensen o próximo Drácula?

quarta-feira, 27 junho 2012

Estreia em 2013 mais um filme baseado na história do lendário Drácula de Bram Stoker. Em The Last Voyage of the Demeter, o conde embarca no navio Deméter rumo a Londres e, durante a viagem, os tripulantes começam a desaparecer misteriosamente. Ninguém a bordo desconfia, no entanto, que há entre os passageiros um vampiro faminto.

E a pergunta que não quer calar é: quem vai interpretar o personagem principal? Rumores do mundo cinematográfico apontam Viggo Mortensen como forte candidato. Já que a produção do filme desconversou quando foi questionada sobre o assunto, a expectativa continua.

Imagem ideal pra gente ir se acostumando com Viggo no papel de Drácula

Pra quem não lembra, Viggo Mortensen fez o lendário Aragorn de Senhor dos Anéis, viveu Sigmund Freud no filme Um método perigoso e estreia em julho como William Burroughs no filme Na Estrada, de Walter Salles. Consegue imaginá-lo como Drácula?

“Meninos, eu vi” On the Road, o filme

segunda-feira, 18 junho 2012

*Por Paula Taitelbaum

Como diria Gonçalves Dias em I-Juca Pirama: “Meninos, eu vi”. Eu vi um filme verdadeiro, íntegro e profundo. Centrado na capacidade humana de ir em busca da sua essência. Ou de se distanciar dela. “Meninos, eu vi”. Eu vi um filme baseado em um livro, mas não escravizado por ele. Que escreve sua própria história não só com palavras, mas principalmente cores, ritmo, música e… silêncio. “Meninos, eu vi”. Eu vi um filme em que Garrett Hedlund recebe o espírito de Dean Moriarty/Neal Cassady e se entrega a ele como só os grandes atores são capazes de fazer. Como Viggo Mortensen, encarnando Old Bull Lee/William Burroughs, fez em cada sílaba sua. “Meninos, eu vi”. Eu vi o filme que eu não sabia que veria, que uma parte de mim nem esperava gostar, cujo trailer nem havia me empolgado. Mas que quando pegou a estrada não a abandonou jamais, honrando cada quilômetro percorrido por Jack e Neal, rodado com a paixão que só os amantes da obra original poderiam ter. “Meninos, eu vi”. Eu vi um filme sobre a sensação universal de ter vinte anos, que me fez chorar no final, assim que a voz do verdadeiro Jack ecoou no cinema e logo que as palavras dele tingiram a tela – I think of Dean Moriarty… “Meninos, eu vi”. Eu vi um filme que tem alma -  e nem importa se ela é beat. E que, em seus 140 minutos, passou a muitas milhas por hora sem negar carona aos que algum dia já se deixaram levar por On the road.

Garrett Hedlund como Dean Moriarty em um dos cartazes do filme que estreia no Brasil em 13 de julho de 2012

*Paula Taitelbaum e Eduardo Bueno (tradutor de On the Road) assistiram ao filme On the Road/Na estrada em uma sessão fechada, na sexta-feira, 15 de junho. Ambos adoraram. Eduardo também chorou no final.

Mais cartazes do filme “On the road”

sexta-feira, 23 março 2012

A produção do filme On the road está nos deixando cada vez mais ansiosos para conferir o resultado do trabalho de Walter Salles na adaptação do livro mais famoso de Jack Kerouac para o cinema. Depois do trailer oficial divulgado no início de março, esta semana conhecemos alguns posteres alternativos do longa. Por meio da página oficial do filme no Facebook, foram divulgados dois cartazes que dão destaque para os personagens Carlo Marx, inspirado em Allen Ginsberg e vivido pelo ator Tom Sturridge, e Old Bull Lee, inspirado em William Burroughs e vivido pelo ator Viggo Mortensen.

O personagem Carlo Marx inspirado em Allen Ginsberg

Viggo Mortensen vive Old Bull Lee no filme "On the road"

E aí, o que acharam?

O que Freud e Burroughs têm em comum

quarta-feira, 1 fevereiro 2012

O ator Viggo Mortensen participou de um webchat promovido pela revista Empire e falou sobre seus trabalhos mais recentes: a participação no filme On the road, de Walter Salles, e o papel de Sigmund Freud no filme A dangerous method, de David Cronenberg, que estreia no dia 10 de fevereiro.

Viggo Mortensen participou do webchat da revista Empire

No filme de Walter Salles, Viggo faz o papel de Bull Lee, personagem inspirado no escritor William Burroughs, o grande ícone da literatura beat ao lado de Jack Kerouac e Allen Ginsberg. “Eu fiquei surpreso quando Walter Salles me ofereceu o papel de Bull Lee, o personagem baseado em William Burroughs. Até que eu me dei conta de que os dois personagens [Freud e Burroughs] tinham certas características em comum, em especial o fato de que ambos atuaram como mentores na vida de jovens intelectuais. Eu tinha recém terminado de filmar Freud e tinha gostado daquela experiência e pensei: por que diabos não?”

Se você está – como nós – aguardando ansiosamente por estes dois filmes e curte o trabalho de Viggo Mortensen, vale ler a entrevista completa publicada no site da revista Empire.

Filme sobre Freud e Jung tem pré-estreia no “The New York Film Festival”

quarta-feira, 5 outubro 2011

Começou há pouco menos de uma semana, na Big Apple, o The New York Film Festival que vai até o dia 16 de outubro. E é lá que, hoje, às 18 horas (19 horas no Brasil), será exibido o novo filme de David Cronemberg: A Dangerous Method. A obra do diretor canadense narra a relação entre Carl Jung (vivido por Michael Fassbender) e Sigmund Freud (na pele de Viggo Mortensen). Com estreia oficial prevista para este ano, A Dangerous Method conta como a relação entre Jung e Freud é alterada quando entra em cena uma nova paciente, Sabina Spielrein, interpretada por Keira Knightley.

E por falar em Freud e Jung, a Coleção L&PM POCKET está preparando novos livros com eles. No início do ano que vem, chega A interpretação dos Sonhos, de Freud. Pra completar, a Série Encyclopaedia terá um volume dedicado a Jung.

O pai da psicanálise já tem seu espaço na L&PM. Já Jung está chegando por aqui.