Posts Tagged ‘Os Lusíadas’

Camões, o poeta do amor

quarta-feira, 10 junho 2015

Luís Vaz de Camões cantou o amor como poucos. Seus versos, escritos há quase 500 anos atrás, ainda hoje tocam os corações dos leitores. Camões foi apaixonado pela Infanta D. Maria, filha de D. Manuel I; prestou serviço militar na África (onde perdeu um olho), virou um soldado pobre e foi vítima de um naufrágio na Costa da China quando salvou os originais dos Lusíadas de serem engolidos pelo mar. Depois deste incidente, aliás, recolheu-se em Malaca, centro da administração e do poderio português no Extremo Oriente. Sem dinheiro, retornou à Lisboa em 1570 com a ajuda de amigos que pagaram sua passagem. De volta à Lisboa, ele iniciou a luta pela publicação de Os Lusíadas que finalmente ganhou impressão em 1572. Morreu em 10 de junho de 1580. O túmulo, no qual estão guardadas as cinzas do poeta, encontra-se no Mosteiro dos Jerônimos, em Belém.

Um dos mais populares sonetos de amor de Camões ganhou popularidade na voz de Renato Russo, ao ser colocado dentro da música “Monte Castelo”, do Legião Urbana.

O soneto de Camões:

Amor é fogo que arde sem se ver,
É ferida que dói, e não se sente;
É um contentamento descontente,
É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
É um andar solitário entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É um cuidar que ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

(De 200 Sonetos - Camões – Coleção L&PM Pocket)

A música de Renato Russo:

Homenagens a Camões no Dia de Portugal

segunda-feira, 10 junho 2013

camoes O dia 10 de junho é feriado nacional em Portugal para marcar o dia da morte de seu maior poeta e um dos mais importantes da língua portuguesa no mundo: Luis Vaz de Camões, autor do célebre Os Lusíadas. Celebrado como o “Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas”, o dia 10 de junho prevê diversas cerimônias militares, exposições, concertos, cortejos e desfiles, além de uma cerimônia de condecorações feita pelo Presidente da República. Todos os anos, uma cidade é eleita para ser sede das comemorações oficiais e este ano a escolhida é Elvas, no distrito português de Portalegre.

O Dia de Portugal é tão solene que até o doodle do Google de hoje (http://www.google.pt) presta sua homenagem:

diadeportugal

Mas é em Lisboa que acontece  a maior de todas as homenagens ao Dia de Camões: o ator António Fonseca recita “Os Lusíadas” completo durante cerca de 13 horas no no Jardim de Inverno do Teatro Municipal São Luiz. “‘Os Lusíadas’ é uma obra muito difícil de ler, mas muito fácil de ouvir”, explica o ator, acrescentando que “mesmo que o público não apanhe todas as referências, as histórias de vida são sempre imediatas”. É a terceira vez que António Fonseca realiza tamanha façanha.  “Não existe muita diferença entre isto e uma sinfonia. Recitei alguns cantos numa aldeia perto de Guimarães e o público ficou encantado, desatando uma série de nós e viajando num caldo que é muito nosso”. De Lisboa à Índia, a viagem de hoje, narrada por Camões e recitada por Antonio, começa às 10h30 e segue até 23h30, com direito a uma pequena pausa para o almoço e uma ajudinha na reta final: o último canto é recitado com o auxílio de outros atores, seus colegas, pois é “de longe, o canto mais complicado”. Quem nos dera estar lá pra conferir!

antonio_fonseca

Flyer do evento (clique para ampliar)

A L&PM publica Os Lusíadas com organização, apresentação, notas (são mais de 2.400 notas explicativas!) e cronologia de Jane Tutikian.

Relacione trechos e livros no “Jogo da literatura”

terça-feira, 23 novembro 2010

Você é um bom leitor? Bom mesmo? Então prove isso no “Jogo da Literatura”, um game que a Revista Nova Escola apresenta em seu site e onde você pode avaliar seu conhecimento sobre 25 clássicos da literatura nacional e internacional, entre eles Os Lusíadas, Hamlet e Édipo Rei,  todos da Coleção L&PM POCKET. O desafio é relacionar dez trechos a seus respectivos livros. Vá lá, clique aqui e faça o teste.