Posts Tagged ‘Meu tio matou um cara’

Angeli e o cinema brasileiro

quinta-feira, 3 novembro 2011

O cartunista Angeli, que criou alguns dos personagens de HQ mais famosos do Brasil como Rê Bordosa e Wood & Stock, prestou uma bela homenagem ao cinema brasileiro durante a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. A convite da Petrobrás, que apoia o evento, Angeli criou 15 peças inéditas, entre charges e tirinhas, inspiradas em filmes como “Meu Tio Matou um Cara“, “Carlota Joaquina”, “Tropa de Elite”, “Meu Nome não é Johnny”, “Cidade de Deus”, “As Melhores Coisas do Mundo” e “Tainá”.

A mostra de Angeli correu na paralela dos longas-metragens patrocinados pela Petrobras que estiveram na 35ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que começou no dia 21 de outubro e termina hoje, 3 de novembro. Ou seja: se você correr ainda dá tempo de ver as obras de Angeli que ficaram expostas em quatro espaços da Mostra: Espaço Unibanco Augusta, Arteplex Frei Caneca, Shopping Bourbon e no Conjunto Nacional.

No início desta semana, Fernanda Scherer, gerente de marketing da L&PM Editores, no Conjunto Nacional, visitando a exposição e fez algumas fotos que agora compartilhamos com vocês:

“Adorei esse desafio pela novidade de lidar com personagens que não são meus e de um universo tão rico como o cinema, que sempre me inspirou bastante”, disse Angeli sobre este trabalho. Um dos mais respeitados chargistas brasileiros, desde os anos 80, Angeli vem desenvolvendo uma galeria de personagens que se tornaram famosos (Além de Rê Bordosa, Wood & Stock, ainda tem os Skrotinhos, Los Três Amigos e Bob Cuspe). Em 1983, ele foi um dos fundadores da revista Chiclete com Banana, sucesso com inquestionável influência no mercado editorial.

Angeli teve suas tiras publicadas na Alemanha, França, Itália, Portugal, Espanha e Argentina e já recebeu diversas homenagens, entre elas, foi nomeado comendador da República pelo Ministério da Cultura Brasileiro na Ordem do Mérito Cultural.