Posts Tagged ‘Casa Amarela’

Que tal dormir no quarto de Van Gogh?

sexta-feira, 12 fevereiro 2016

No quadro “Quarto em Arles”, Van Gogh pintou seu quarto na Casa Amarela, em Arles, no Sul da França.

Van Gogh pintou três versões do seu quarto em Arles, esta é uma delas

Van Gogh pintou três versões do seu quarto em Arles, esta é uma delas

Pois agora, dentro da exposição “Os Quartos de Van Gogh”, o Instituto de Arte de Chicago oferece a possibilidade de que as pessoas durmam em uma réplica deste aposento. O ambiente foi recriado em tamanho real e a única mudança foi a de, em vez de uma cama de solteiro, como a que Van Gogh pintou (e provavelmente dormiu), foi colocada uma cama de casal.

O quarto foi montado em um apartamento em North River, em Chicago, e pode ser alugado por apenas US$ 10 (cerca de R$ 41) através do site Airbnb. A questão é que entramos lá para ver quando há vaga e só encontramos disponibilidade para fevereiro de 2019. Mas isso foi há algumas horas atrás.

Quarto casa amarela chicago

O quarto de Chicago é fiel até no assoalho

Em Van Gogh, de David Haziot, livro da Série Biografias L&PM, há um capítulo inteiro dedicado à Casa Amarela, onde o pintor holandês morou neste quarto. Van Gogh também desenhou seu quarto e enviou a cartas ao seu irmão Theo e ao amigo Gauguin.

Desenho do quarto enviado ao pintou Paul Gauguin

Desenho do quarto enviado ao pintou Paul Gauguin

Desenho do quarto enviado para o irmão Theo

Desenho do quarto enviado para o irmão Theo

Afinal, por que e como Van Gogh cortou sua orelha?

sexta-feira, 4 maio 2012

A automutilação de Vincent Van Gogh, cortando a própria orelha, é um dos acontecimentos mais célebres da história da arte e, como tal, sujeito às mais variadas versões. Na verdade, existem duas vertentes historicamente aceitas e que muito se assemelham. A da chefatura de polícia da cidade de Arles, no sul da França, e o depoimento de Paul Gauguin, ambos tidos como “fontes primárias” confiáveis e que descrevem o drama da amputação da orelha. No caso de Paul Gauguin, veremos que, muito mais de que uma testemunha, ele foi praticamente um protagonista.

Autorretrato de Van Gogh com a orelha mutilada

Naquele final de ano de 1888, Gauguin compartilhava com Van Gogh a famosa Casa Amarela em Arles, uma espécie de estúdio moradia que Théo Van Gogh alugara para os dois pintores. 

Van Gogh pintou a Casa Amarela em Arles

No dia 25 de dezembro, Vincent tem um ataque de loucura e faz com que exploda a crise que se armava entre ele e seu amigo Gauguin. Van Gogh corta com uma navalha a própria orelha e entrega à um policial (segundo Gauguin).  

"Vincent Van Gogh Painting Sun Flowers", a pintura de Gauguin em que Van Gogh se viu como um louco e que teria despertado uma de suas mais terríveis crises (leia o texto em anexo do livro "Antes e Depois)

A relação entre ambos estava extremamente tumultuada e terminou exatamente quando Van Gogh cortou sua orelha. O testemunho de Paul Gauguin está imortalizado no seu livro “Antes e Depois” (Coleção L&PM Pocket). É um longo e riquíssimo depoimento, onde Gauguin faz considerações sobre o estado mental àquela altura já bastante deteriorado de Van Gogh. Abaixo, selecionamos exatamente o trecho em que ele o descreve jornalisticamente e reconstitui a noite em que se deu o célebre drama (clique sobre a imagem para folhear as páginas).