O insight de Freud

No verão de 1895, Freud passava o verão no castelo de Bellevue, no topo da colina Grinzing, próximo à Viena, quando teve o insight que faria com que seu trabalho se tornasse ainda mais significativo. Na noite de 23 para 24 de julho, ele teve o que chamou de “sonho da injeção de Irma”, o sonho que lhe mostrou como associar sonhos e desejos e que daria origem à sua maior obra: A interpretação dos sonhos. Pouco depois disso, ele escreveu uma carta em tom jocoso a seu amigo e colega Wilhelm Fliess dizendo que talvez um dia, naquele local, fosse colocada uma placa onde todos poderiam ler: “o segredo dos sonhos foi revelado ao Dr. Sigmund Freud em 24 de julho de 1895”.

A previsão freudiana estava certa. Em 6 maio de 1977, uma placa foi posta no exato lugar em que Freud teve a sua “revelação” com a exata frase que ele havia escrito a Fliess.

O castelo de Bellevue, em que Freud passou seu inesquecível verão de 1895, já não existe mais e em seu lugar hoje há um restaurante.

A placa que hoje existe no lugar em que Freud teve o seu insight

 A L&PM publica, pela primeira vez no Brasil, A interpretação dos sonhos traduzida direto do alemão.

Tags: , , ,

Envie seu comentário

* Campos obrigatórios