Posts Tagged ‘Mike Shatzkin’

O chato e o sucesso da “Bienal de papel”

segunda-feira, 16 agosto 2010

Ivan Pinheiro Machado

A Câmara Brasileira do Livro, que está sempre atenta às novas tendências, decidiu incluir no cardápio da Bienal de São Paulo um “Fórum Internacional do Livro Digital”. Na terça-feira passada, dia 10 de agosto, quando chegamos em São Paulo, fomos direto para o auditório do Anhembi ouvir o primeiro palestrante do “fórum”,  um tal Mike Shatzkin, cantado em prosa e verso como o grande especialista no assunto “livro digital” e dono de um blog, diz ele, de grande audiência na internet.

Em poucas palavras: Mike Shatzkin, em sua animada e ensaiada palestra, disse que tudo estava acabado, não haveria mais livros, não haveria mais livrarias, só livros digitais colocados diretos na rede e super segmentados. Ou seja, conclui-se da sua palestra que não haveria mais literatura , só livros técnicos, religiosos , de auto-ajuda. E falava, falava, esbravejava. Mike Shatzkin é consultor e provavelmente é muito bem-vindo pelas empresas de tecnologia que fazem um megalobby contra o livro tradicional, tentando vender seus suportes “kindle”, “iPad”, etc… Depois de 30 minutos de conferência, o auditório, que estava lotado, foi esvaziando aos poucos. É que Mike Shatzkin é um fundamentalista e, como todo o fundamentalista, não trabalha com opiniões divergentes, com o contraditório. Enfim, Mike Shatzkin é um chato.

E para comprovar que existe o contraditório, a própria Bienal encarregou-se de minimizar o catastrofismo do conferencista. O primeiro final de semana foi impressionante.

A L&PM existe há 36 anos e participou de todas as Bienais, tanto em São Paulo como no Rio de Janeiro.  No fim de semana passado  foram batidos todos os recordes de venda em nosso estande, considerando todas as participações da editora em bienais. 

Claro que haverá um grande crescimento do livro digital, provavelmente alcançando consumidores que jamais leriam um livro impresso (e isto é muito bom). Mas, na minha opinião, é um erro opor um ao outro , como faz Mr. Shatzkin. Haverá espaço para os dois durante muitos e muitos anos.