Posts Tagged ‘Hong Kong’

Snoopy em grande estilo

segunda-feira, 21 julho 2014

Aquela que está sendo chamada de “a maior estátua de Snoopy do mundo” está sendo exibida em uma instalação que faz parte da exposição “Snoopy Art & Life” no Harbor City, Hong Kong. Além desse boneco que vai literalmente surgindo das tirinhas de Peanuts, há uma série de casinhas do Snoopy pintadas por diferentes artistas e outras instalações que incluem caligrafia japonesa sobre este que é um dos cães mais famosos dos quadrinhos.

Um gigantesco Snoopy em Hong Kong

Um gigantesco Snoopy em Hong Kong

Criatividade nas casinhas do Snoopy

Criatividade nas casinhas do Snoopy

Olha que casinha fofa!

Olha que casinha fofa!

A exposição fica que começou em 16 de julho fica até 12 de agosto.

Clique aqui para ver os livros do Snoopy, publicados pela L&PM.

Andy Warhol do outro lado do mundo

segunda-feira, 26 março 2012

Uma das maiores exposições de Andy Warhol com cerca de 260 pinturas, desenhos, esculturas, filmes e vídeos acaba de chegar a Cingapura e vai percorrer outros quatro países asiáticos nos próximos dois anos. A mostra faz parte das homenagens e tributos pelo mundo que marcam os 25 anos da morte do rei do pop. Além das famosas latas de sopa Campbell e dos clássicos retratos de Marilyn Monroe, a exposição também apresenta obras menos conhecidas do período artístico inicial de Warhol, nos anos 1940 e 1950.

Estes primeiros trabalhos, segundo o curador da mostra Andy Warhol: 15 minutos eterno, têm a marca da “magia e da fantasia” e fogem um pouco do estamos acostumados a ver quando o tema é Andy Warhol. Uma das surpresas da exposição é a obra “Folding Screen”, da década de 1950, representando o que parecem ser anjos olhando um para o outro, com asas coloridas em tons brilhantes.

Pode confessar: você jamais diria que esta é uma obra de Andy Warhol, né? Quem tiver a oportunidade não pode deixar de visitar a exposição e se surpreender com as obras que formaram o alicerce da arte de um dos maiores gênios do século 20.

Depois de Cingapura, a previsão é passar por Hong Kong, Xangai, Pequim e Tóquio.

Turma da Mônica ganha prêmio na China

quarta-feira, 18 janeiro 2012

Foi em 2007 que Mônica e seus amigos chegaram ao país de Mao. De lá pra cá, foram muitos quadrinhos e aventuras que coloriram e animaram os pequenos chinesinhos. No ano passado, foi publicado pela editora Sun Ta Publications, de Hong Kong, um livro de 240 páginas em que os personagens de Mauricio de Sousa protagonizam 14 dos mais famosos contos de Andersen, Grimm e Perrault, entre eles, A bela adormecida, Chapeuzinho vermelho, Cinderela, O gato de botas e Rapunzel. Um livro que, terça-feira, 17 de janeiro, recebeu o Prêmio Bing Xin, nome de uma consagrada escritora chinesa falecida em 1999 com quase 100 anos e cuja carreira literária era voltada para crianças. Com essa importante premiação, o livro de Mauricio passa a integrar a lista de obras recomendados para escolas pelo fórum chinês de leitura infanto-juvenil do século 21.

E para os adoradores da Turma da Mônica, uma boa notícia: vem aí mais dez títulos na Coleção L&PM POCKET.

O céu não é o limite para a China

sexta-feira, 30 setembro 2011

Por Paula Taitelbaum*

A China impressiona e ao mesmo tempo assusta. Ano passado conheci Xangai, Wenzhou e Hong Kong. Uma pequena fração deste que é o maior e mais populoso país do mundo. Sou testemunha ocular de que, nas ruas, impera um misto de obediência e eficiência, onde as pessoas andam olhando para o chão, enquanto os prédios alcançam o céu como se buscassem ultrapassar todos os limites. 

A China não tem limites… Prova disto é que ontem, 29 de setembro, alcançou o espaço. Do Centro de Lançamento de Satélites Jiuquan, na província de Gansu, partiu um foguete que contém o laboratório espacial Tiangong-1 (Palácio Celestial-1), o primeiro módulo de uma espécie de miniestação que orbitará a Terra a 350 quilômetros de altitude e inicialmente não será tripulado. O plano é utilizar o Palácio Celestial para testar procedimentos de aproximação e acoplagem, essenciais para o funcionamento de uma estação maior que a China pretende colocar em operação em 2020.

Da tecnologia à ciência, do esporte à área militar, a China não poupa esforços para mostrar que é poderosa. Em 2010, o país se tornou a segunda economia do mundo e, no ano que vem, estima-se que ultrapasse o Japão e se torne o segundo maior consumidor de produtos de luxo do planeta. Um paradoxo, já que todo mundo sabe que lá também é o lugar que mais se pirateia produtos do mundo.

Tenho medo do que a China pode fazer. Tenho medo da China do futuro. Porque ela é capaz de tudo com seu exército de gente que entra no elevador e no ônibus assim que a porta abre, sem deixar que as pessoas que estão lá dentro saiam primeiro. Nos grandes centros, há sempre a sensação de que há chineses demais e espaço de menos. Talvez por isso agora eles resolveram se expandir para o espaço. 

Em breve, a L&PM lançará Os anos de fartura, livro de que mostra a China de 2013 como uma superpotência. É um livro de ficção. Mas talvez nem tão ficção assim…

* Paula Taitelbaum é escritora, coordenadora do Núcleo de Comunicação L&PM e em 2010 esteve na China (leia a Série de posts “Diário de Xangai“)

A L&PM já publica livros sobre a China. Veja aqui alguns deles.

Charlie Brown, quem diria, nas ruas da China!

sexta-feira, 24 setembro 2010

A paixão dos fãs por tirinhas do maestro Charles M. Schulz não se resume a comprar livros, revistas e souvenirs com os personagens criados por ele. As declarações de amor estão espalhadas pelos quatro cantos do mundo em diversas formas e lugares.

Há alguns meses, postamos por aqui o Diário de Xangai onde a nossa colega Paula Taitelbaum compartilhou as suas descobertas pelas ruas chinesas. Foi ela quem clicou esta placa do Café inspirado na turma do Minduim numa avenida em Hong Kong.

O pequeno Charlie dá as boas vindas na entrada do café…

Como já falamos aqui no blog, dia 2 de outubro Charlie Brown completa 60 anos de vida. Além dos três volumes de Peanuts Completo que a L&PM já lançou e das também das tirinhas em pocket, estamos preparando outras surpresas para comemorar a data.