Peter Greenaway planeja mega instalação inspirada em “On the Road”

O cineasta e artista multimídia britânico Peter Greenaway, de 76 anos, é uma viagem. Criador de filmes considerados vanguardistas, ele acaba de anunciar que está trabalhando na obra mais ambiciosa de sua carreira: uma instalação faraônica em forma de uma vasta pista de corrida que presta homenagem ao clássico livro de Jack Kerouac. O objetivo é transpor o espírito de On the road para o século 21, além de levantar questões sobre “o futuro de nossa aventura” e refletir sobre como serão as nossas estradas e como vamos usá-las. “Quero que a instalação faça pensar a respeito da maneira como estamos cobrindo o mundo com quilômetros e quilômetros de rodovias” disse ele ao jornal britânico The Guardian.

Devido ao tamanho e ao elevado custo, a ideia é erguer a obra nos Emirados Árabes para depois levá-la à Europa. Ele prevê colocar carros sem motoristas e outros veículos futuristas que andem por pistas de corrida e que atravessem prédios em tamanho real. “Essas coisas exigem muita organização e muito dinheiro”, disse Greenaway. “Vai ser muito caro. É provavelmente por isso que o nome Dubai surgiu nas mentes de todos os produtores que estão interessados ​​no projeto. Os potenciais financiadores de lá são fascinados pelo projeto”, afirmou ele.

A instalação inspirada no livro de Kerouac está nos estágios iniciais de planejamento, mas o cineasta já apresentou alguns esboços, mostrando carros entrando e saindo de prédios.

Esboço feito por Peter Greenaway

Esboço feito por Peter Greenaway

Esboço feito por Peter Greenaway

Esboço feito por Peter Greenaway

O cineasta ainda não sabe se a instalação será apenas para ser observada de fora — como uma pista de Fórmula 1 — ou se será interativa, com a possibilidade de percorrê-la dentro dos veículos. Ele também não descartou a ideia de que a instalação vire uma obra permanente. Na entrevista, ele  lembrou a Torre Eiffel, em Paris, construída em 1889 para, a princípio, ser uma estrutura provisória.

O que Kerouac acharia disso é o que ficamos aqui pensando.

Tags: , ,

Envie seu comentário

* Campos obrigatórios