Uma visita a Jack London no centenário de sua morte

Por Paula Taitelbaum*

O escritor Jack London morreu em 22 de novembro de 1916. Há exatos cem anos. E para mim, que em maio deste ano, visitei seu rancho e pude ver de perto o exato lugar onde ele morreu e o túmulo em que está enterrado, esta efeméride adquiriu um significado ao mesmo tempo especial e estranho. Parece que só agora, hoje, eu me dei conta de que eu estive mesmo lá, no lugar em que London escreveu, amou, recebeu seus amigos, sonhou com uma fazenda auto-sustentável, ergueu uma casa gigantesca — a Wolf House — e viu, com o coração aos frangalhos, essa mesma casa ser consumida pelo fogo antes mesmo dele morar nela.

Um século depois de ter partido, Jack ainda está muito vivo neste lugar, que foi comprado por ele e sua companheira Charmian em 1905. Ambos parecem que ainda passeiam por lá (acho que com certeza fazem isso), pois além do que sobrou da Wolf House, a outra casa, menor, em que o casal viveu por muitos anos, ainda permanece igualzinha a quando era habitada por eles. Há também uma outra construção, erguida por Charmian após a morte de Jack que virou o museu e a lojinha. Nesta casa, de pedra, estão muitas das lembranças da viagem que os dois fizeram a bordo do Snark.

O Jack London Ranch é, na verdade, o Jack London State Historic Park, um parque que não recebe muito dinheiro do estado e que por isso precisa da ajuda da comunidade para seguir aberto. A maioria das pessoas que trabalha no local não ganha salário por isso. São fãs ardorosos que doam seu tempo para compartilhar o amor por Jack e sua obra. É por isso que, se você for a São Francisco, tente dar uma esticada até Glen Ellen, que fica a apenas uma hora de carro. E vá conhecer uma das maiores paixões de Jack London, pois ele afirmou que, juntamente com sua esposa, o rancho era a coisa que ele mais prezava no mundo. Aliás, muitos dos livros que escreveu foram com o único propósito de conseguir dinheiro para investir em sua propriedade.

Aqui algumas fotos que fiz, mas que com certeza são só um pequeno pedacinho da emoção que é estar lá, no lugar dos sonhos de Jack London.

IMG_6142

O marco de entrada do parque

IMG_6264

Foi exatamente neste lugar que Jack London morreu

IMG_6257

Aqui era onde ele dormia

IMG_6243

Aqui era onde ele escrevia

IMG_6242

Outra escrivaninha e outra máquina de Jack London

IMG_6235

London adorava receber os amigos na sua propriedade

IMG_6221

Jack London tinha sonho: ter uma fazenda auto-sustentável. Mas não deu muito certo…

 

IMG_6231

Os baús de viagem de Jack London e sua esposa

IMG_6225

Fotos do casal na propriedade

Jack e Charmian

Jack London e sua amada Charmian na varanda da casa em Glen Ellen

IMG_6185

O projeto da Wolf House

IMG_6184

O que sobrou da Wolf House depois do incêndio que a consumiu (e que consumiu também a saúde e boa parte da alegria de Jack)

IMG_6195

Não é permitido entrar nas ruínas da Wolf House, mas é possível fotografar

IMG_6172

Jack London foi enterrado aqui, na terra que tanto amava

IMG_6151

Lembranças da viagem no Snark que foi até a Austrália

IMG_6150

O kit médico do Snark

*Paula Taitelbaum é escritora e coordenadora do Núcleo de Comunicação da L&PM Editores. Conheceu o rancho de Jack London em maio de 2016.

A L&PM publica cinco títulos de Jack London. Veja aqui.

Tags: , , , ,

Envie seu comentário

* Campos obrigatórios