Neto de Agatha Christie critica Wikipedia por contar o final da história

A regra básica para resenhar um suspense é não contar o final da história – ou, no caso de Agatha Christie, não revelar a identidade do assassino. Pois a regra passou batida pelos editores da Wikipedia, que há um bom tempo mantém a informação disponível (e sem aviso de spoilers) em sua página dedicada à peça  A ratoeira (The mousetrap).

Agora os fãs da escritora ganharam um reforço de peso na batalha pela mudança da sinopse: o neto de Agatha, Matthew Prichard, que  possui os direitos da peça. “É uma pena que uma publicação, se é que podemos chamá-la assim, estraga de alguma maneira o prazer das pessoas que vão assistir à peça.  Não é questão de dinheiro ou qualquer coisa assim. É só uma pena”, disse ele ao Telegraph.

Tags: , ,

  1. [...] This post was mentioned on Twitter by Cafeína , Cláudia Simas, Lanna Morais, Yellowberry, Guilherme Huyer and others. Guilherme Huyer said: RT @LePM_Editores: #blog Neto de Agatha Christie critica Wikipedia por contar o final da história http://bit.ly/dqZkQn [...]

  2. [...] desaparecimento da autora em 1926, [2] cartazes de filmes adaptados; [3] Agatha Christie surfista; [4] neto critica Wikipedia por contar final de [...]

  3. [...] desaparecimento da autora em 1926, [2] cartazes de filmes adaptados; [3] Agatha Christie surfista; [4] neto critica Wikipedia por contar final de [...]

Envie seu comentário

* Campos obrigatórios