Anotações sobre um livro emocionante

O coração das trevas de Joseph Conrad (1857-1924) é um dos grandes livros da literatura universal. E, coisa rara, foi adaptado com maestria para o cinema por Francis Ford Coppola em seu magnífico “Apocalypse Now”.  A coleção POCKET lançou, em meados de 2010, A linha de sombra de Conrad (publicado em 1917, 15 anos depois de sua obra prima “O coração…” e aqui com tradução de Guilherme da Silva Braga).Estou escrevendo este post para enfatizar ao leitor deste blog que A linha de sombra é um livro es-pe-ta-cu-lar. Leia, por favor! E fique impregnado da grande literatura. Leia e tenha a rara e maravilhosa sensação de que leu um grande livro. Não vou contar a história. Só vou dizer que é um livro emocionante. Trata da “linha de sombra”, que é a passagem penosa da juventude para a idade adulta. Fala dos mares do oriente, de calmarias, de navios, pestes e trovões. De homens duros, de loucos. Mas trata basicamente de um tema muito caro a Conrad; a lealdade. A ponto de dedicar seu livro  a homens “dignos de meu imorredouro respeito”. (IPM)

A capa da primeira edição de "A linha de sombra" ao lado da capa da Coleção L&PM Pocket

Tags:

Envie seu comentário

* Campos obrigatórios