Testamento de Mandela beneficia partido, família e instituições

www.wireimage.com (web site)

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, morto em dezembro do ano passado, aos 95 anos, deixou uma herança de 4,1 milhões de dólares (cerca de 9,8 milhões de reais) para ser dividida entre os seus familiares, o Congresso Nacional Africano (CNA) e outras instituições, incluindo escolas e universidades. O documento foi lido nesta segunda-feira, dia 3 de fevereiro, em uma entrevista coletiva realizada na fundação que leva o nome de Mandela.

Além disso, cada um de seus filhos e alguns netos receberam 300.000 dólares (731.000 reais) e alguns assistentes mais próximos também foram lembrados no testamento. Para sua secretária pessoal Zelda La Grange, por exemplo, ele deixou cerca de 4.500 dólares. As escolas e instituições de ensino frequentadas por Mandela receberão 8.900 dólares cada uma. Outras instituições de ensino receberão valores equivalentes a serem convertidos em bolsas de estudos.

O partido CNA, onde Mandela iniciou sua carreira política, ficará com uma parte dos royalties da venda de livros e outros produtos com a imagem e o nome do prêmio Nobel da Paz. O dinheiro deverá ser usado para difundir informação sobre os princípios partidários e políticas do CNA, particularmente aquelas direcionadas à reconciliação.

Para saber mais sobre a vida e o legado de Nelson Mandela, leia Mandela: o homem, a história e o mito de Elleke Boehmer.

Tags: ,

Envie seu comentário

* Campos obrigatórios