O legado de Mandela

Continua evidente que devemos procurar o legado permanente da luta de Mandela pela liberdade no campo do ético, e não do econômico, do simbólico, e não do material. Ele representou uma grande causa, a luta contra o apartheid. Respondeu à necessidade extrema de redenção de seu país e à forte tradição dos mitos milenaristas apresentando-se na figura de salvador. Nacional e internacionalmente, ele é visto como um gigante ético sobranceando o século XX. Em termos mais práticos, demonstrou ser, ao longo da vida, um estrategista com visão de longo alcance na defesa da liberdade política e vigoroso intelectual ativista que se distinguia por finas instituições morais. Nunca deixou de avaliar, rever e reformular mais claramente suas reivindicações políticas, sempre mantendo-se consciente da necessidade sul-africana do mito libertador que ele mesmo encarnava.

(Trecho de Mandela: o homem, a história e o mito, de Elleke Boehmer, L&PM, 2013 – Tradução de Denise Bottmann)

No dia 5 de dezembro, aos 95 anos, Nelson Mandela finalmente descansou de uma vida inteira de luta. Mas seu nome e seu legado permanecerão vivos por gerações como um exemplo para a humanidade.

Mandela_rindo

Tags: , ,

Envie seu comentário

* Campos obrigatórios