O dia e o livro dos bichos

4 de outubro é o Dia Mundial dos Animais, data escolhida por ser o dia do nascimento de São Francisco de Assis, o protetor de toda a fauna. Ao sabermos da data, lembramos de um livro organizado por Sergio Faraco em 1997: “Livro dos Bichos“. Atualmente esgotado, este que é o número 50 da coleção L&PM Pocket (que agora já passa dos 1.000 títulos!), reune poemas de diversos autores da língua portuguesa sempre centrados em animais das mais diferentes espécies. Selecionamos “Borboleta” para marcar o dia:

BORBOLETA

Casimiro de Abreu

Borboleta dos amores,
como a outra sobre as flores,
por que és volúvel assim?
Por que deixas, caprichosa,
por que deixas tu a rosa
e vais beijar o jasmim?

Pois essa alma é tão sedenta
que um só amor não contenta
e louca quer variar?
Se já tens amores belos,
pra que vais dar teus desvelos
aos goivos da beira-mar?

Não sabes que a flor traída
na débil haste pendida
em breve murcha será?
Que de ciúmes fenece
e nunca mais estremece
aos beijos que a brisa dá?…

Borboleta dos amores,
como a outra sobre as flores,
por que és volúvel assim?
Por que deixas, caprichosa,
por que deixas tu a rosa
e vais beijar o jasmim?

Tags: , , , ,

Envie seu comentário

* Campos obrigatórios