O tricentenário de Rousseau

Filósofo, pedagogo, músico e viajante, Jean-Jacques Rousseau nasceu em 28 de junho de 1712 em Genebra, na Suíça. Litaralmente genial, entre outra coisas, inventou um sistema de notação musical e compôs óperas como As musas galantes e, em 1750, foi premiado pela Academia de Dijon pelo Discurso sobre as ciências e as artes. Apaixonado pelo saber e pelos ideiais de liberdade, Rousseau elaborou uma doutrina segundo a qual o homem é um ser naturalmente bom, cuja bondade foi corrompida pela sociedade. Figura central do iluminismo, influenciou os líderes da Revolução Francesa e, nos últimos anos de vida, amargurado, refletiu sobre a natureza e o homem em Os devaneios do caminhante solitário (Coleção L&PM Pocket).

Desde o ano passado, a cidade de Genebra está em festa pelo tricentenário de Rousseau, seu mais ilustre filho. Hoje, na capital suíça, será apresentado, dentro da programação de  “2012 – Rousseau pour tous”, no Parc de la Grange, o show “The Shadow of Light”, uma ficção histórica que combina teatro, música e “filme instantâneo”. Outro destaque será a estreia mundial, em setembro, da ópera de Philippe Fénelon “JJR (cidadão de Genebra)” com direção de Ian Burton e encenada por Robert Carsen. O programa do evento é o resultado da participação de uma ampla gama de agentes culturais internacionais.

Abaixo, um vídeo em animação feito pela Univesp sobre a vida e obra de Rousseau.

 

Rousseau é um dos mais recentes títulos da Série Encyclopaedia e, de sua autoria, a Coleção L&PM Pocket publica, além de “Os devaneios do caminhante solitário“, “O Contrato Social” e “Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens“.

Tags: , , ,

Envie seu comentário

* Campos obrigatórios