Tiradentes em versos

Era preciso escolher um herói para o Brasil. E Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, cumpriu bem este papel. Espécie de Cristo Cívico, foi levado à forca em 21 de abril de 1792, dia que depois seria escolhido para ser nosso primeiro “feriado nacional”. Para  Tiradentes e os demais inconfidentes, Cecília Meireles dedicou todo um livro, o Romanceiro da Inconfidência. Para marcar a data, compartilhamos aqui trechos de um dos poemas:

Tudo leva nos seus olhos,
nos seus olhos espantados,
o Alferes que vai passando
para o imenso cadafalso,
onde morrerá sozinho
por todos os condenados.

(…)

Tudo leva na memória:
em campos longos e vagos,
tristes mulheres que ocultam
seus filhos desamparados…
longe, longe, longe,
no mais profundo passado…
- pois agora é quase um morto,
que caminha sem cansaço,
que por seu pé sobe à forca,
diante daquele aparato…

 

Tags: , ,

Envie seu comentário

* Campos obrigatórios