Sou de poucos amigos
Grandes partidas
Partes rompidas
Sou de não falar demais
Despedidas no cais
Sou cor lilás
Sou feita de névoas
Nódulos e néctares
Sou de aparecer de repente
De repetir sentimentos
Forçar certos momentos
Sou do tamanho de mim
Molécula carmim
Malévola no fim.

De Paula Taitelbaum, Ménage à trois

Tags: , ,

  1. Rody Cáceres disse:

    Salve, Paulinha! Sou teu fã…

Envie seu comentário

* Campos obrigatórios