A ovelha negra da Turma da Mônica

Ele surgiu em janeiro de 1966 e, segundo consta, foi uma encomenda de Mino Carta – então editor do Jornal da Tarde – a Mauricio de Sousa. A ideia era criar tiras sem texto de um personagem que fosse politicamente incorreto e menos infantil. Assim nasceu Nico Demo, um garoto de nome sugestivo e cabelos em forma de chifres. Segundo o próprio Mauricio, Nico Demo era “aquele amigo que quer ajudar e acaba provocando as maiores confusões com suas tentativas”, um garoto cujas ações são aparentemente bem-intencionadas, mas com resultados desastrosos. No final, fica a dúvida: será que ele não fez mesmo de propósito?

Vestido com terno e gravata borboleta, Nico Demo apresentava um tipo de humor negro pouco usual na época, o lado absurdo e cruel da vida. Seus traços eram diferentes dos outros personagens de Mauricio, levemente serrilhados, provavelmente para deixar ainda mais claro que ele não andava na linha. 

Chocadas com o humor negro de Nico Demo, logo as pessoas começaram a mandar cartas para o Jornal da Tarde. Pressionado para que as maldades de seu personagem fossem suavizadas, Mauricio preferiu parar com as tiras. O criador diria que sua criatura veio antes do tempo, que as pessoas não estavam preparadas para ela.

Cultuado entre os fãs do politicamente incorreto, Nico Demo agora volta à ativa na Série Quadrinhos da Coleção L&PM Pocket. Uma oportunidade única para resgatar sua história e se divertir com suas travessuras.

Nem Charlie Brown escapou das diabruras de Nico Demo (Clique para ampliar)

A intenção sempre parecia boa, mas no final... (Clique para ampliar)

Tags: , , , , ,

Envie seu comentário

* Campos obrigatórios