A mansão que inspirou “O grande Gatsby”

Uma casa de 25 quartos construída em 1902 em Long Island, nos Estados Unidos, teria servido de inspiração para F. Scott Fitzgerald escrever O grande Gatsby, considerado um dos maiores romances da literatura mundial. A suntuosa propriedade de 50 mil m² abrigou grandes festas nos anos 20 e 30 com a presença de personalidades famosas como o duque de Windsor, Dorothy Parker, Groucho Marx, o presidente Winston Churchil e mesmo os Fitzgeralds, que viviam em uma mansão ali perto.

A mansão que teria inspirado Fitzgerald a escrever "O grande Gatsby"

A mansão de Long Island antes da demolição

Avaliada em 30 milhões de dólares, a mansão estava à venda até o início deste ano. Mas devido ao mau estado de conservação (imagine quanto custaria uma reforma!) e ao alto custo de manutenção, que beirava os 4.500 dólares por dia (!),  não houve proposta de compra. Com o tempo, o terreno passou a valer mais do que a casa e a propriedade foi negociada com uma construtora que decidiu derrubar a mansão e construir outras cinco casas de luxo, que estarão à venda em breve pela bagatela de 10 milhões de dólares cada.

Demolição realizada em abril deste ano

Demolição realizada em abril deste ano

O custo diário de manutenção beirava os 4.500 dólares!

Se tiver um tempinho e quiser saber mais sobre o caso, vale assistir à matéria a seguir sobre o assunto:

O grande Gatsby um perfeito retrato dos loucos anos 20, nos quais o choque da “nova” modernidade se refletia numa juventude impactada pela guerra e pela revolução industrial. O romance relata a história do enigmático Jay Gatsby, proprietário de uma luxuosa mansão na zona mais rica das praias de Long Island, onde ele promove suntuosas festas, frequentadas por escritores, produtores de cinema, stars, esportistas, gângsteres e garotas bonitas em busca de ascensão social. O romance faz parte da Coleção L&PM Pocket, com tradução de  William Lagos.

Tags: ,

  1. [...] Talvez uma mistura de verdades… Talvez Daisy não tenha sido uma única moça, mas algumas que ele apenas reuniu numa só por conveniência da história, e porque no fundo eram mesmo uma coisa só… O estereótipo da moça dos anos 20… Digo o mesmo para outros personagens. A casa de Gatsby existiu! [...]

Envie seu comentário

* Campos obrigatórios