“Matadouro 5″ é banido de escola nos EUA

O livro Matadouro 5, de Kurt Vonnegut, foi banido do currículo da Republic High School, no estado americano do Missouri, “por conter uma linguagem tão profana, que faria um marinheiro corar de vergonha”. A obra-prima do escritor norte-americano foi publicada em 1969, em plena Guerra do Vietnã, e conta de forma irônica e até engraçada a história de um soldado que lutou na Segunda Guerra Mundial e testemunhou o bombardeio da cidade alemã de Dresden. O tom do livro é de sátira e isso não agradou a diretoria da Republic.

Eles não esperavam, no entanto, a reação da “Kurt Vonnegut Memorial Library“, que saiu em defesa da memória do escritor e, como resposta à proibição, disponibilizou gratuitamente 150 cópias de Matadouro 5 para os alunos da Republic. Basta mandar um e-mail solicitando a obra e a biblioteca providencia o envio. “Não queremos obrigar as pessoas a gostar do livro, mas sim garantir que qualquer um possa lê-lo e decidir isso por si mesmo”, escreveu a diretora da biblioteca, Julia Whitehead, em nota no site da instituição.

Além do livro de Kurt Vonnegut, a Republic High School baniu do currículo o romance “Twenty Boy Summer”, de Sarah Ockler, por conter cenas de sexo.

A pergunta que não quer calar é: em que mundo e em que tempo vivem os diretores da Republic High School ao acharem que a proibição de determinados livros vai impedir que suas crianças tenham contato com histórias e informações sobre assuntos como guerra e sexo?

Tags: , ,

  1. Rody Cáceres disse:

    Também me faço a mesma pergunta? Êita mundinho fajuto…

  2. Rafael F. disse:

    Mesmo mundo onde se proíbe que a teoria da evolução seja ensinada pra crianças… os defensores da “liberdade” e da “democracia”.

  3. Melissa Barbosa disse:

    Uma pena essa decisão, esse é um dos livros mais lindos que já li na vida. A linguagem utilizada escancara como a guerra é absurda. Certamente, uma obra-prima!

Envie seu comentário

* Campos obrigatórios