Os relógios derretidos de Salvador Dalí

Quando se fala em Salvador Dalí, a imagem que logo vem à mente é a do quadro A persistência da Memória. Muitos podem até não saber o título da obra, mas logo identificam os relógios derretidos, metáfora para a liquidez do tempo. A obra é um ícone da escola surrealista, que tem Dalí como um de seus principais representantes.

Mas surreal mesmo é a imagem abaixo. Pode esfregar os olhos à vontade, mas é isso mesmo: o “melting clock” retratado por Dalí em seu quadro surrealista virou realidade!

A peça foi projetada para ficar apoiada na borda de um móvel plano e dá a impressão de que vai escorregar e cair a qualquer momento. Se você é um apaixonado pela obra do pintor espanhol, vai dar pulos de alegria ao descobrir que o relógio está à venda na Amazon por um preço bem acessível.

Já quem não vê emoção em ter um relógio escorrendo da borda de sua mesa, vale ler o Libelo contra a arte moderna, da série L&PM Pocket Plus, para conhecer melhor o gênio de Salvador Dalí e, quem sabe, se apaixonar por sua obra também :)

via zupi

Tags:

  1. mariana gty disse:

    essas fotos são bem doidas mesmo ja penssou um relogio derreter? seria bem legal big beijos marina

  2. mariana gty disse:

    adorei as fotos relogios derretendo d+++ eu adoro as fotos de salvador dali

  3. ligia disse:

    Na verdade, eu não sabia bem sobre os relógios de Dali qdo comprei o meu em Buenos Aires. A sensação é essa mesma- cair da mesa; adorei .

  4. Doidao disse:

    naum gostei porrrrrrq naum sei

  5. alessandra disse:

    eu gostei muito dos relogios derretendo gostei mesmo essa e averdadeira obra de um artista de verdade……………..

  6. Adriano disse:

    Fotos de Salvador Dali foi demais…Ele era pintor,não fotógrafo…

    • Paula Taitelbaum disse:

      Olá Adriano! Salvador Dalí, além de pintor, também era desenhista, escultor e fotógrafo. Pesquise mais sobre ele e você vai descobrir. Abraço!

  7. Admiro Salvador Dalí como pintor,desenhista,fotógrafo e escultor!
    Amistoso abraço!

  8. Fernando disse:

    Esse quadro está ou estava na exposição do Dali em Paris. Queria recuperar a historia da inspiração do quadro que ouvi e esqueci os detalhes. Sei que ele gostava das idéias da teoria da relatividade de Einstein. O tempo é relativo. E ele estava em um jantar que não acabava mais, se arrastava. Então no final do jantar serviram um queijo camamber, frances, que derretia, escorria. Destas duas ideias, a relatividade do tempo, que não passava (pois estava chato) e o queijo que derretia, veio a inspiração para o quadro. Mais ou menos essa é a história. Mas queria achar onde contam com mais detalhe,

  9. bruno disse:

    o titulo da obra pode nos ajudar a compreender a arte???

Envie seu comentário

* Campos obrigatórios