Posts Tagged ‘Snoopy’

15 curiosidades para marcar os 15 anos da morte de Charles Schulz

quinta-feira, 12 fevereiro 2015

Charles Schulz, o criador de Peanuts, morreu em 12 de fevereiro de 2000. Deixou muitas histórias para contar. Não apenas de seus personagens como de sua própria vida. Abaixo, 15 coisas que talvez você não saiba sobre ele:

1. O apelido de infância de Charles Schulz era Sparky e foi dado a ele por um tio em referência ao cavalo Spark Plug de uma antiga tirinha cômica chamada Barney Google and Snuffy Smith.

2. Charles Schulz e Charlie Brown têm muito em comum. Os pais de Schulz tinham as mesmas profissões dos pais de Charlie Brown: barbeiro e dona de casa. E assim como seu personagem, Schulz foi notoriamente tímido na infância.

Charles Schulz em clima de Charlie Brown

Charles Schulz em clima de Charlie Brown

3. O nome do primeiro cachorro de Schulz era Spike em referência ao seu próprio apelido. Segundo consta, Spike gostava de comer coisas esquisitas como alfinetes e taxas. Há uma estátua em homenagem a ele no Museu Peanuts em Santa Rosa.

Spike com Charles Schulz e seus pais

Spike com Charles Schulz e seus pais

4. Schulz serviu na Segunda Guerra Mundial, mas nunca disparou uma arma. Ele foi convocado em 1943 e enviado para o conflito na Europa. Contou que, na única oportunidade que teve de disparar sua metralhadora, ele descobriu que tinha esquecido de carregá-la.

O jovem soldado Schulz

O jovem soldado Schulz

5. Depois da Segunda Guerra ele se tornou um leitor assíduo. Indo e vindo de bonde para trabalhar no centro de Minneapolis, onde lecionava na escola de arte comercial, ele lia principalmente Tolstói, Thomas Wolfe e F. Scott Fitzgerald.

6. As primeiras histórias das crianças criadas por Schulz foram publicadas em uma tirinha chamada “Li’l Folks”. Nessa época já havia um cão que lembrava Snoopy.

7. Schulz criou Snoopy para ser silencioso. Foi só depois de dois anos de tirinhas que Snoopy verbalizou os seus pensamentos aos leitores em um balão de pensamento em 1952.

8. As tirinhas de “Li’l Folks” foram vendidas ao jornal St. Paul Pioneer Press que as publicou em seu caderno feminino entre os anos de 1947 e 1950. Schulz recebia 10 dólares por semana.

9. Schulz queria chamar Snoopy de Sniffy, mas ele descobriu que esse nome já existia em outra história em quadrinhos. Por isso, ele optou por Snoopy depois de lembrar que sua falecida mãe, Dena Schulz, disse que, se eles fossem ter uma terceiro cão, ele deveria ser chamado de Snoopy, um termo carinhoso em norueguês.

10. Não foi Schulz que criou o nome “Peanuts”. Em 1950, a United Feature Syndicate comprou a história em quadrinho “Li’l Folks” de Schulz, mas os executivos da empresa acharam que este nome era muito parecido com os de outras tirinhas publicadas na época: “Li’l Abner” e “Little Folks”. Para evitar confusão, eles optaram por “Peanuts”, inspirados em um quadro do programa Howdy Doody que se chamava “Peanuts Gallery”.

11. Schulz odiava o nome “Peanuts” e numa entrevista concedida em 1987 disse: “O nome é totalmente ridículo, não tem sentido, é simplesmente confuso e não tem dignidade…”

12. Schulz era um grande defensor do programa espacial americano. Tanto que, em 1969, a Apollo 10 teve seu módulo de comando batizado de Charlie Brown e o módulo lunar chamado de Snoopy.

Snoopy era mascote dos astronautas da Apollo 10

Snoopy era mascote dos astronautas da Apollo 10

13. Durante toda a sua vida, Schulz tirou férias apenas uma vez, no final de 1997, quando parou de escrever suas tirinhas diárias por cinco semanas para comemorar seu aniversário de 75 anos; nesse período, reprises das historinhas foram publicadas.

14. Schulz era fã de hóquei e, em 1998, organizou o primeiro torneiro para jogadores acima de 75 anos. Em 2001, o Highland Park Ice Arena, em St. Paul, foi rebatizado de Charles M. Schulz Hughland Arena em sua homenagem.

hoquei

Schulz e seu hobby: hóquei

15. Schulz criou a mais longa história já contada por um ser humano. De acordo com Robert Thomson, da Universidade de Syracuse, Schulz criou “provavelmente a história mais longa contada por um ser humano”, pois suas tirinhas possuem uma continuidade cronológica. Ao todo, Schulz produziu 17.897 tirinhas publicadas entre os anos de 1950 e 2000.

 

 

Divulgado novo trailer de Peanuts 3D

quarta-feira, 7 janeiro 2015

A estreia é em novembro de 2015. :-)

Conheça a série Peanuts da L&PM.

 

A história dos especiais de Natal

quarta-feira, 24 dezembro 2014

Segundo um documentário do History Channel que conta sobre a origem dos especiais de Natal na televisão norteamericana, tudo começou nos anos 50 quando um canal resolveu transmitir, na noite do dia 24, o filme “A felicidade não se compra” de Frank Capra. O célebre filme, de 1946, narra a história de um homem que, sem dinheiro, resolve se suicidar na véspera de Natal e é impedido por um anjo que, para fazer com que o sujeito mude de ideia, mostra como seria o mundo sem ele. O sucesso foi tanto que, a partir daí, os canais decidiram exibir filmes com temas natalinos todos os dias 24 de dezembro. Nenhum deles, no entanto, era especialmente produzido para a data. Foi só em 1962 que alguém teve a luminosa ideia de criar o primeiro especial de Natal. Nasceu assim a adaptação de Mr. Magoo para “Um conto de Natal” de Dickens.

Em 1965, a agência de publicidade da Coca-Cola, junto com o canal CBS, propôs a Charles Schulz que ele escrevesse um especial natalino com Peanuts. Aceito o desafio, mas com orçamento apertado, Bill Melendez dirigiu o primeiro Charlie Brown de Natal e propôs a inédita opção de usar crianças para dublar os personagens. O desenho animado (quadro a quadro!) levou seis meses para ser feito e só foi finalizado uma semana antes de ir ao ar. Schulz tinha exigido que, em alguma cena, a Bíblia fosse citada, mas quando viram Linus recitando a história do nascimento de Cristo segundo o Evangelho de Lucas, três executivos da CBS quase não deixaram o especial ser exibido. Mas Schulz insistiu, a Bíblia ficou e o resultado foi uma nevasca de americanos emocionados – cujos filhos e netos até hoje acompanham Charlie Brown e sua turma quando chega o Natal.

A história desse primeiro especial é bem parecida com a do livro O Natal de Charlie Brown, publicado pela L&PM.

Snoopy sempre na moda

quarta-feira, 10 dezembro 2014

O cãozinho mais simpático dos quadrinhos adora uma passarela. Já contamos aqui no blog sobre a exposição “Snoopy & Belle In Fashion” que está rodando o mundo – e que tem previsão de chegar ao Brasil em janeiro de 2016.

E agora ficamos sabendo de mais produtos com Snoopy que estão fazendo muita gente suspirar de desejo mundo afora. Na loja Colette, de Paris, por exemplo, é possível encontrar bolsas, camisetas, vestidos, tênis Vans e até um Rolex com Snoopy que sai por quase U$ 30.000 (!!!).

Como diria Charlie Brown em Peanuts Completo 1:

CharlieBrown

Modelitos que levam a assinatura assinatura de Tommaso Aquilano e Roberto Rimondi, da marca Fay:

snoopy roupas

Os vestidos em estilo “jogadora de tênis” foram lançados na primavera de 2014

A desejada marca “Vans”, de tênis para adolescentes, também tem estampa de Snoopy:

Além do cano baixo, também tem cano alto

Além do cano baixo, também tem cano alto

Assista ao vídeo promocional do inacessível Rolex Snoopy em edição limitada, numerado e customizado pela Bamford:

E vale sempre lembrar: em 2015 se comemora os 65 anos da criação de Peanuts e será lançado o filme em 3D do Snoopy. ;-)

Divulgado o trailer oficial do filme de Snoopy & Charlie Brown que estreia em 2015

terça-feira, 18 novembro 2014

Foi divulgado no Youtube nesta terça-feira, 18 de novembro, o primeiro trailer oficial de “Peanuts – The Movie”, o filme em 3D com Snoopy, Charlie Brown e toda a turma criada por Charles M. Schulz que vai estrear em 2015.

Aqui no Brasil, o filme já está sendo dublado. ;-)

A L&PM tem uma série inteirinha dedicada a Peanuts. Clique aqui para ver.

Snoopy é fashion!

segunda-feira, 15 setembro 2014

Snoopy e sua irmã Belle estão posando de top models durante a semana de moda de Nova York deste ano. Desde o dia 9 de setembro, na programação da NY Fashion Week, está aberta a exposição “Snoopy and Belle in Fashion presented by MetLife”, no New Museum. A exposição apresenta a dupla de cãezinhos beagles em modelitos assinados por grandes nomes do mundo fashion como Bibhu Mohapatra, Calvin Klein Collection, DKNY, Diane Von Furstenberg e Dries Van Noten.

E essa não é a primeira vez que Snoopy e sua irmã dão uma de Gisele Bündchen. Há exatamente 30 anos atrás, em 1984, foi criada a exposição “Snoopy in Fashion”, onde eles vestiam peças criadas por nome como Jean Paul Gaultier, Gianni Versace e Karls Lagerferd.

“Snoopy and Belle in Fashion presented by MetLife”, é uma prévia dos eventos que virão para celebrar os 65 anos de criação do Snoopy por Charles Schulz que acontece em 2015.

Depois de Nova York, a exposição vai para Tókio, Paris, Moscou e Milão.  Clique aqui para ver o catálogo que marca os 30 anos de Snoopy e Belle na moda.

Snoopy e Belle por

Snoopy e Belle por Oscar de La Renta e Gianni Versace (clique para ampliar)

Jeannie Schulz, esposa de Charles Schulz, esteve na abertura da exposição vestindo Peanuts!

Jeannie Schulz, esposa de Charles Schulz, esteve na abertura da exposição e estava vestida de Snoopy!

Bibhu Mohapatra, um dos estilistas que participam da exposição

Bibhu Mohapatra, um dos estilistas que participam da exposição

Snoopy em grande estilo

segunda-feira, 21 julho 2014

Aquela que está sendo chamada de “a maior estátua de Snoopy do mundo” está sendo exibida em uma instalação que faz parte da exposição “Snoopy Art & Life” no Harbor City, Hong Kong. Além desse boneco que vai literalmente surgindo das tirinhas de Peanuts, há uma série de casinhas do Snoopy pintadas por diferentes artistas e outras instalações que incluem caligrafia japonesa sobre este que é um dos cães mais famosos dos quadrinhos.

Um gigantesco Snoopy em Hong Kong

Um gigantesco Snoopy em Hong Kong

Criatividade nas casinhas do Snoopy

Criatividade nas casinhas do Snoopy

Olha que casinha fofa!

Olha que casinha fofa!

A exposição fica que começou em 16 de julho fica até 12 de agosto.

Clique aqui para ver os livros do Snoopy, publicados pela L&PM.

Havaianas lança a nova Coleção Snoopy

quarta-feira, 30 abril 2014

Tem para todas as idades. Do bebê ao adulto. Em modelos masculinos e femininos.

havaianas_snoopy6

A nova coleção Havaianas tirou alguns dos personagens de Peanuts das páginas para colocá-los nos pés. O evento de lançamento aconteceu nesta terça-feira, 29 de abril, no Mercado Municipal de São Paulo quando a Alpargatas apresentou toda a coleção Havaianas 2014/2015.

havaianas_snoopy5

As linhas foram expostas em barracas de feiras com grande destaque para os chinelos licenciados, entre os quais estavam Snoopy, Charlie Brown e Woodstock.

havaianas_snoopy2

É ou não é uma fofura?

 

As reedições da semana

quarta-feira, 4 dezembro 2013

Se você procurou algum destes títulos nos últimos tempos e não encontrou, agora é provável que eles já estejam disponíveis nas lojas e bancas de todo o país. Estas são as reedições que acabaram de chegar da gráfica nesta quarta, dia 4 de dezembro:

reed2

Peanuts do dia: Woodstock

sexta-feira, 29 novembro 2013

 woodstock

Primeira aparição: 4 de abril de 1967
Este vibrante e às vezes avoado pequeno pássaro amarelo é ajudante de Snoopy, seja como o fiel mecânico do Às voador da I Guerra Mundial, como o afoito secretário do seu chefe Beagle, ou seu amigo bebedor de cerveja. Gorjeando em uma linguagem que só Snoopy entende, Woodstock e seus amigos penados nunca se afastam da casinha de cachorro de Snoopy.

Você sabia: Woodstock apareceu pela primeira vez em uma tira de 1967, mas só ganhou nome em 1970, após o festival de música mais famoso do mundo.

Interesses:
Minhocas: Uma vez que essa é a sua comida favorita, Woodstock se apaixona por uma minhoca que está frequentando a escola.
Helicópteros: Woodstock é piloto de helicóptero de Snoopy.
Tropa de Escoteiros Beagle: Woodstock é o segundo no comando, depois de Snoopy, na liderança das caminhadas com a tropa de escoteiros Beagle.

Clique aqui para conhecer todos os livros de Peanuts publicados pela L&PM Editores.