Posts Tagged ‘Orgulho e Preconceito’

O gigante Mr. Darcy, de Jane Austen

terça-feira, 9 julho 2013

Uma estátua de mais de 3 metros e meio do personagem Mr. Darcy, de Orgulho e preconceito, a obra mais importante e mais conhecida da escritora britânica Jane Austen, foi instalada no lago Serpentine, em Londres. A escultura, feita de fibra de vidro, é uma representação da cena da adaptação para a TV de 1995 da história de Jane Austen em que Colin Firth, no papel de Darcy, volta de um banho no lago com a camisa molhada.

Na verdade, a cena não está no livro. Ela foi criada pelo roteirista Andrew Davies para a versão televisiva, mas é reconhecida como um dos momentos dramáticos mais memoráveis da televisão britânica.

darcy

A instalação marca o lançamento de um novo canal da UK TV, uma das maiores companhias televisivas da Inglaterra, e deve viajar pelo país antes de se estabelecer definitivamente em Lyme Park, no condado de Cheshire, onde o episódio foi gravado.

via Folha

Mais um título de Jane Austen a caminho

quinta-feira, 20 junho 2013

A capa já está pronta e, até agosto, Mansfield Park, de Jane Austen, chegará para fazer companhia a Razão e sentimento, A abadia de Northanger, Persuasão e Orgulho e preconceito, títulos que fazem parte da Coleção L&PM Pocket.

Assim como os outros títulos de Jane Austen na L&PM, Mansfield Park tem desenho de capa da artista alemã Birgit Amadori, famosa por suas criações em estilo vintage.

E para o desenho de Brigit chamar ainda mais atenção, Mansfield Park será lançado em formato convencional: 14 cm X 21 cm.

mansfield_park_capa

Os selos comemorativos do bicentenário de “Orgulho e preconceito”

sexta-feira, 22 fevereiro 2013

Começaram a ser vendidos esta semana, em todo o Reino Unido, os selos comemorativos dos 200 anos de Orgulho e preconceito, de Jane Austen. Já falamos deles aqui no blog, mas agora que o Royal Mail divulgou as imagens ampliadas, podemos ver os detalhes desta homenagem a Jane Austen.

As cartas postadas nas cidades de Chawton, onde a escritora passou seus últimos anos de vida, e Steventon, onde ela nasceu, ganharão, além do selo especial, um carimbo comemorativo com a frase “Do anything rather than marry without affection” (algo como “Faça qualquer coisa, menos se casar sem afeto”).

São 6 estampas, uma para cada romance: Orgulho e preconceito, Razão e sentimento, Persuasão, A abadia de Northanger, Emma e Mansfield Park. Qual deles é o seu preferido? ;)

Os ganhadores da promoção “Orgulho e preconceito – 200 anos”

sexta-feira, 1 fevereiro 2013

Para celebrar o bicentenário da publicação do romance Orgulho e preconceito, de Jane Austen, a L&PM lançou o concurso de fotos “Orgulho e preconceito – 200 anos”, cuja tarefa era produzir uma foto inspirada na história. As fotos participantes foram analisadas pela equipe editorial e de comunicação da L&PM Editores, tendo como critérios: originalidade, criatividade e estética. Foram 96 fotos inscritas e a escolha não foi fácil…

O primeiro lugar vai ganhar um kit com os 4 livros de Jane Austen na Coleção L&PM Pocket + 1 ecobag “Orgulho e preconceito – 200 anos” exclusiva!

A seguir, os vencedores:

1º lugar – Simone Karina

"A senhorita me daria a honra de ler essa carta?"

2º lugar – Bianca Liz

3º lugar – Luiza Kirst

E o juri popular escolheu a foto postada por Monica Silva com 126 likes:

Assim como a mãe acredita no amor, minha filha já está a espera do Sr. Darcy dela….

200 anos de “Orgulho e Preconceito”

segunda-feira, 28 janeiro 2013

Em 28 de janeiro de janeiro de 1813, chegava às livrarias da Inglaterra aquele que se tornaria o romance mais famoso de Jane Austen: Orgulho e preconceito. Em 2003, a BBC de Londres realizou uma enquete que elegeu este livro como o segundo “Livro mais amado pelos leitores do Reino Unido”. Ivo Barroso, em sua introdução para a edição da Coleção L&PM Pocket, explica um pouco a razão de tanto amor:

Jane Austen conseguiu criar personagens vivos e inesquecíveis com sua arte de pintar em subtons e nas entrelinhas o mundo provincial onde transcorreu sua pobre e curta existência. Somente através de uma observação vívida poderia essa “boa tia” transcender os parcos limites do serão familiar para projetar seus personagens na galeria dos grandes vultos criados pela tinta negra. E a despojada forma de seu estilo os preserva ainda hoje, saborosos e latentes, em meio aos milhares de poderosos vultos que nestes 190 anos vieram enriquecer a literatura mundial. (…) Jane é espirituosa, é sarcástica, é gozadora. Os aspectos cômicos da pequena aristocracia inglesa são por ela expostos ao ridículo por meio das fraquezas vocabulares e das gafes. Em seus livros abundam as futricas e os mal-entendidos. Neles quase não há descrições; estão praticamente ausentes de paisagens, mesmo porque a autora muito pouco viajou. Toda a ação se passa no interior das residências, é induzida através dos diálogos ou das cartas. Mas que maneira espantosa de reproduzir tais diálogos ou de escrever tais cartas! Por eles, mesmo em tradução, Jane Austen nos permite avaliar o grau de educação ou a ignorância do personagem e situá-lo na escala social. (…) Aqui, em Orgulho e preconceito, a lenta caracterização da figura de Fitzwilliam Darcy, evoluindo de uma pessoa antipática e pretensiosa para, num timing perfeito, se mostar magnânimo e providencial na reabilitação de Lydia (irmã mais nova de Elizabeth Bennet, a principal personagem feminina); a guinada transcendente que nos leva a reconsiderar sua atitude reservada e distante dos primeiros momentos, capaz de provocar em nós, como leitores, uma certa aversão por esse nobre afetado, ao sabermos finalmente que ele foi, desde o início, um enamorado precavido e respeitoso, compensando, no fim, a heroína Elizabeth por todo o sofrimento e as dúvidas que teve a seu respeito – todas essas fabulações e artimanhas de Jane Austen, esses enredos e quiproquós que animam os seus relatos, e que foram, depois dela, utilizados milhares de vezes para movimentar as novelas e os folhetins – servem para evidenciar seu talento de escritora, seu espírito de observação, sua penetração psicológica, ou, reafirmamos, ainda que possa parecer paradoxal, sua “modernidade”. Embora tenha sido publicado em 1813 como seu segundo livro, Orgulho e preconceito é, na verdade, a primeira tentativa de Jane para ver um manuscrito seu impresso. Com o título inicial de First Impressions (Primeiras impressões), a novela, composta entre outubro de 1796 e agosto de 1797, não chegou a realizar aquele sonho, tendo sido recusada pelo editor Thomas Cadell. Duramente retrabalhados, os originais, sob a nova denominação de Pride and Prejudice, foram finalmente vendidos ao editor Thomas Egerton, que os publicou em três volumes encadernados, dezesseis anos depois. (Trecho da introdução de Ivo Barroso para a edição de Orgulho e preconceito, Coleção L&PM Pocket)

Para marcar o bicentenário da primeira publicação de “Orgulho e preconceito” a L&PM vai premiar a melhor imagem inspirada na história mais famosa de Jane Austen. Leia o regulamento e descubra como participar lá no tumblr “Orgulho e preconceito – 200 anos”, criado especialmente para a promoção: http://orgulhoepreconceito200anos.tumblr.com/

“Austenland” estreia no Sundance Film Festival, nos Estados Unidos

segunda-feira, 21 janeiro 2013

Estreou no Sundance Film Festival neste fim de semana o longa “Austenland” (dos mesmos produtores da saga “Crepúsculo”), que conta a história de uma fã de Jane Austen que gasta todas as suas economias para ir viver num parque temático britânico que reconstrói o universo dos livros da autora. Desiludida com o amor e com as relações no mundo moderno, ela acredita que lá é o lugar perfeito para encontrar o homem ideal. O resultado, segundo alguns críticos que assistiram à estreia, é uma “comédia romântica bem original e graciosa”.

O filme não tem previsão de estreia no Brasil, mas as interessadas em encontrar o homem perfeito podem procurá-lo nos romances de Jane Austen da Coleção L&PM Pocket: Orgulho e preconceito, Persuasão, A abadia de Northanger e Razão e sentimento.

Selos para comemorar os 200 anos do lançamento de “Orgulho e Preconceito”

quinta-feira, 17 janeiro 2013

Publicado pela primeira vez em 28 de janeiro de 1813, o livro Orgulho e Preconceito, de Jane Austen, está prestes a completar 200 anos. Para comemorar, o Correio Real Britânico (Royal Mail) vai lançar, no dia 21 de fevereiro de 2013, selos para comemorar este bicentenário. Os outros livros da escritora também entraram na festa e vão estampar os selos, criados pela Webb and Webb com ilustrações de Angela Barrett.

A Coleção L&PM Pocket já publica Orgulho e Preconceito, Razão e Sentimento, A abadia de Northanger e Persuasão. Para completar os títulos de Jane Austen, este ano, chegarão Mansfield Park e Emma.

Mansfield Park mais perto de nós

quarta-feira, 21 novembro 2012

O tradutor Rodrigo Breunig acaba de entregar a tradução do livro Mansfield Park, da Jane Austen. Ainda há várias etapas pela frente: revisão, diagramação, capa… Mas no primeiro semestre de 2013, Mansfield Park vai se juntar aos outros títulos de Austen que a Coleção L&PM Pocket já oferece: Orgulho e Preconceito, Persuasão, A Abadia de Northanger e Razão e Sentimento. Leia um pequeno trecho da tradução recém chegada:

À educação de suas filhas Lady Bertram não dava a menor atenção. Ela não tinha tempo para tais cuidados. Ela era uma mulher que passava seus dias sentada, lindamente vestida, num sofá, fazendo alguns longos trabalhos de bordado, de pouca utilidade e nenhuma beleza, pensando mais em seu Pug do que em suas meninas, mas muito indulgente com estas últimas quando não houvesse inconveniência para ela, guiada em tudo que fosse importante por Sir Thomas e, em questões menores, por sua irmã. Possuísse ela mais tempo livre em benefício de suas garotas, provavelmente teria julgado qualquer atitude desnecessária, pois elas estavam sob os cuidados de uma preceptora, com mestres apropriados, e não poderiam precisar de mais nada.

A ilustração que será usada na capa de "Mansfield Park", o próximo título de Jane Austen na Coleção L&PM Pocket. A ilustração é de Birgit Amadori

O maior encontro dos fãs de Jane Austen

quinta-feira, 25 outubro 2012

Tudo começou em 1979, quando cerca de cem pessoas se encontraram no Hotel Gramercy Park em Nova York para a primeira reunião da Sociedade Jane Austen da América do Norte. A partir de então, os fãs da escritora inglesa, autora de Orgulho e Preconceito, passaram a se reunir anualmente. E o grupo foi crescendo.

Atualmente, o encontro dura três dias, acontece no Hotel Marriott, no centro do Brooklyn, e reúne mais de 700 pessoas vestidas “a caráter”.

— Este é um lugar onde as pessoas podem hastear a sua bandeira por Jane Austen — diz Julia Matson, de Minneapolis, criadora de uma linha de chás com temas austenianos (Sr. Darcy: “de começo forte, mas com final suave”), que veio para seu terceiro encontro.

Este ano, a JASNA – sigla pela qual a sociedade é conhecida – reuniu alguns grandes nomes para fazer as palestras principais sobre o tema do encontro: poder, dinheiro e sexo.

Encontro reuniu mais de 700 fãs de Jane Austen em Nova York / Foto: Joshua Bright - NYTNS

De Jane Austen, a Coleção L&PM Pocket publica Orgulho e preconceito, Persuasão, A abadia de Northanger e Razão e sentimento.

Anna Karenina na tela grande

segunda-feira, 17 setembro 2012

Já não resta a menor dúvida de que o diretor Joe Wright possui um apreço especial por adaptar grandes romances para a grande tela do cinema. Depois de dirigir Orgulho e preconceitobaseada na obra de Jane Austen e Desejo e reparação, a partir do livro de Ian McEwan, Wright resolveu investir em Tolstói e filmou Anna Karenina, o grande romance russo. Tendo no papel principal a mesma Keira Knightley que ele dirigiu nos filmes anteriores, Anna Karenina já aparece como grande cotado para o Oscar mesmo antes de ter estreado. No Brasil, o lançamento está previsto para 1º de fevereiro de 2013.

De Leon Tolstói, a Coleção L&PM Pocket publica, entre outros, Guerra e Paz em quatro volumes. Ainda em 2012, do escritor russo, será lançado também Infância, adolescência e juventude.