Posts Tagged ‘musica’

Leia Bukowski, cante Bukowski

terça-feira, 13 setembro 2011

Não basta ler Bukowski. Desafiamos os fãs do velho Buk a cantar uma música chamada… “Bukowski”. Em alemão! Basta dar play e acompanhar a letra de Kamil Szlachta que está no CD “Kosten und Wahrheit”. Fizemos uma tradução – mas não nos comprometemos com o resultado, ok?

BUKOWSKI, Kamil Szlachta

Ich bin Bukowski nach seinem letzten Roman,
bin der Säufer, der plötzlich nicht mehr trinken kann.
Ich bin Sysiphos, und sie nahmen mir den Stein.
Wie kann es sein, dass sie mir so sehr fehlt?

Ich bin der Sonnenstrahl, der nie hinterm Berg hervorkommt
und der Albino, der vergeblich versucht sich zu sonnen.
Bin das Kind, das sich schon zum x-ten mal verbrennt.
was jeder kennt, wird mich schon nicht umbringen.

Wer ich auch bin, es macht keinen Sinn,
hab schon jede Verkleidung probiert.
Und jedes mal krieg ich eine aufs Kinn,
wie der Clown der alle amüsiert.
Zieh meinen Hut und mach
Gute Miene
zum bösen Spiel,
diesem bösen Spiel.

Ich bin der, dem man nachsagt, eine Grube zu graben.
Bin Dr. Faustus und hör nicht auf Mephisto zu fragen,
ob ich Gretchen noch einmal in die Arme schließen kann,
ich bin wohl der Mann, der nicht lernen will.

Ich bin fort wenn ich da bin, und ich hab mich verlaufen.
Mit falscher Währung will ich Landkarten kaufen.
Mir ist schwindlig, ich glaub ich sollte besser mal liegen,
ne Wegbeschreibung zu kriegen, nützt jetzt doch auch nichts mehr.

Was ich auch tu, es lässt mir keine Ruh,
dass ich will und doch niemals kann.
Mit weisem Lächeln schau ich mir selber zu
Ich schmiede schon den nächsten Plan
Ich nehm meine Knarre
und verharre nur kurz
bevor ich dann abdrück und geh
bevor ich für immer geh

Und wenn einer glaubt, er müsse sich um mich sorgen,
weil ich jetzt so traurig bin,
dem sag ich, wart nur und finde mich morgen
wie ich auf der nächsten Bühne sing.
Ich bin und bleib euer Barde
und zeig Euch wie die Welt funktioniert.
Wie diese Welt funktioniert.

Eu sou Bukowski após seu último romance,
sou o bêbado que, de repente, não pode beber mais.
Eu sou Sísifo, e eles tiraram minha pedra do caminho.
Como pode ela sentir tanto a minha falta?

Eu sou o raio de sol que nunca sai de trás da montanha
e o albino, que tenta em vão se bronzear.
Sou a criança que se queima pela enésima vez.
e que todo mundo sabe, não vai se matar já.

Quem eu sou, não faz o menor sentido,
já tentei todos os disfarces.
E cada vez que recebo uma de direita no queixo,
é como o palhaço com que todos se divertem.
Puxam o meu chapéu e fazem
Uma cara boa
Para o jogo mau
este jogo mau.

Eu sou aquele que se diz apto para cavar um poço.
Sou Dr. Faustus e não param de me pedir por Mephisto,
se Gretchen eu posso abraçar de novo,
eu sou provavelmente o homem que não quer aprender.

Eu fui embora quando estava lá e eu perdi meu caminho.
Eu quero comprar os mapas errados com moedas falsas.
Estou tonto, acho que devem ser estes tempos melhores,
Nós precisamos achar uma boa direção agora, e nada mais.

O quer que eu faça, ele não me dá paz,
o que eu quero eu nunca posso.
Com um sorriso sábio, eu olho para mim mesmo
Já estou pronto para o próximo plano
Vou levar a minha arma
ficar aqui, apenas brevemente
em seguida, dar a impressão, antes de eu partir
Antes de eu partir para sempre.

E se alguém acha que tem que se preocupar comigo  
porque eu estou tão triste agora,
então eu digo, é só esperar para me encontrar amanhã
Quando eu estiver cantando a próxima fase.
e eu for consistente como um bardo
e mostrar como o mundo funciona.
Como o mundo realmente funciona.

Música com inspiração literária

quinta-feira, 17 março 2011

Quem é fã, acaba se tornando especialista sobre o ídolo. Vive à caça de referências, obras raras e informações e, sempre que possível, não poupa homenagens: dá o nome do ídolo a animais de estimação, objetos, filhos e – por que não? – projetos profissionais. É o caso dos integrantes da banda russa Agatha Christie:

No site oficial da banda, todas as músicas estão disponíveis para streaming em vídeo.

Além da Rainha do Crime, o autor de On the road também ganhou versão musical: a banda inglesa Kerouac lançou no ano passado o EP Cold and Distant, Not Loving.

Para completar o setlist literário, aí vai uma sugestão para quem gosta de rock inglês dos anos 80: Virgínia Wolf (assim mesmo, com apenas um “o”). Veja o clipe oficial da música Waiting for your love, do álbum Push (1987):

A biblioteca virtual de Paul McCartney

quarta-feira, 6 outubro 2010

Finalmente foram confirmados os shows de Paul McCartney no Brasil. Os fanáticos seguidores do ex-Beatle estão ansiosos pela chegada do grande dia.  Serão dois shows: dia 7 de novembro em Porto Alegre e no dia 21 em São Paulo.

Foi divulgando recentemente que a empresa HP, junto com a companhia do ex-Beatle Paul McCartney, vai digitalizar a biblioteca do músico. Coleção de imagens, ilustrações, pinturas, filmes e vídeos, assim como algumas das canções mais populares da história, vão estar disponíveis nesta biblioteca virtual.

Aproveitamos para compartilhar algumas fotos do músico em momentos de leitura. Tentamos encontrar o que ele está lendo agora. Não descobrimos, mas em uma entrevista ao site Clash Music Paul afirma ser “leitor de nivel A” .

Será que os meninos de Liverpoool devoravam livros?

The Beatles em momento de leitura/Flickr.com