O mergulho de Virginia

Para Virginia Woolf, os livros eram o único refúgio, e a literatura, a única salvação. A autora de Mrs. Dalloway viveu e escreveu atormentada por alucinações e por sucessivas crises depressivas. Que tiveram fim numa manhã fria do dia 28 de março de 1941, quando a escritora de 59 anos encheu os bolsos de pedras e mergulhou no rio Ouse.

Convencida de sua incapacidade para escrever, aterrorizada pela perspectiva de enfrentar uma nova crise de demência, essa mulher tão combativa decide conscientemente abandonar a luta. Até o fim, Virginia fica de pé. Longe de ser uma renúncia, seu suicídio é uma escolha. Ao jogar-se no Ouse na manhã do dia 28 de março de 1941, aos 59 anos, Virginia Woolf dá a prova final de sua coragem e de sua vontade. (Trecho de Virginia Woolf, de Alexandra Lemasson, Série Biografias L&PM)

virginia face

Virginia Woolf deixou duas cartas endereçadas às pessoas mais importantes da sua vida: sua irmã Vanessa e seu marido Leonard. No final do filme As Horas, que conta a vida da escritora e traz a atriz Nicole Kidman no papel principal, há um pequeno trecho de uma destas cartas. Veja a seguir:

De Virginia Woolf, a Coleção L&PM Pocket publica Mrs. Dalloway, Profissões para mulheres e outros artigos feministas, Ao farol e Flush.

Tags: , , , ,

Envie seu comentário

* Campos obrigatórios