Arquivo de junho, 2015

Cenas do filme “Carol”, baseado no livro de Patricia Highsmith

sexta-feira, 26 junho 2015

Vale a pena assistir a estes dois “Movie Clips” do filme Carol, dirigido por Todd Haynes, e baseado no livro de Patricia Highsmith que tem como foco central a história de amor entre duas mulheres de classes sociais bem diferentes. Cate Blanchett e Rooney Mara são as protagonistas e Rooney inclusive já recebeu um prêmio pelo filme: melhor atriz no Festival de Cannes deste ano.

Rooney Mara é Therese Belivet, aspirante a cenógrafa que trabalha como vendedora na seção de bonecas de uma loja de departamentos e Cate Blanchet é Carol, uma bela e elegante mulher recém separada e mãe de uma filha que, na época do Natal, em meio à loja lotada, chama atenção de Therese. A vendedora fica hipnotizada por ela: “Alta e clara, com um longo corpo elegante dentro de um casaco de pele folgado (…), seus olhos eram cinzentos, claros e, no entanto, dominadores, como luz ou fogo” – assim começa o livro.

O filme tem estreia mundial prevista para dezembro.

A L&PM publica Carol na Coleção L&PM Pocket e, ainda este ano, vai lançar uma nova edição em formato maior.

Campanha para divulgar pockets L&PM, premiada no Festival de Cannes

quarta-feira, 24 junho 2015

Uma ação que teve como objetivo divulgar os pockets L&PM e estimular a leitura durante o Dia Mundial do Livro, acaba de ser premiada no maior festival internacional da propaganda. A ideia batizada de “Ticket Books”, e criada para a L&PM Editores pela agência Africa, recebeu três troféus, os chamados “Leões”, no Cannes Lions Festival, a premiação do mercado publicitário mais cobiçada do mundo.

A campanha de “Ticket Books” tem a assinatura da Africa Rio e contou com o apoio da ViaQuatro de metrô. No dia 23 de abril de 2015, foram distribuidos, gratuitamente, aos passageiros da Linha 4-Amarela de São Paulo, 1.500 livros na Estação Faria Lima das 10h às 12h. Destes livros, 300 traziam uma surpresa: funcionavam como bilhetes do metrô.

Os prêmios recebidos em Cannes com a ação “Ticket Books” foram:

- Leão de Prata categoria Promo

- Leão de Prata categoria Outdoor

- Leão de Bronze categoria Design

Os Ticket Books foram feitos com 10 diferentes títulos: A Arte da guerra, Sun Tzu; Assassinato no Beco, Agatha Christie; Hamlet, William Shakespeare; Cem sonetos de amor, Pablo Neruda; Cebolinha em apuros!, Mauricio de Sousa; Garfield –”Foi mal”, Jim Davis; O grande Gatsby, F. Scott Fitzgerald; Quintana de bolso, Mario Quintana; Sherlock Holmes: O cão dos Baskerville, Sir Arthur Conan Doyle e Peanuts: “Amizade. É pra isso que servem os amigos”, Charles M. Schulz. Assinadas pelos criativos Otto Pajunk, Ricardo Matos e Ana Novis, da Africa Rio, as premiadas capas foram criadas especialmente para o projeto e inspiradas em mapas do metrô de diversas partes do mundo.

As belas capas levaram um Leão de Bronze.

As belas capas levaram um Leão de Bronze.

Assista o vídeo que foi enviado para Cannes e que mostra o sucesso do Ticket Books:

Exposição em Londres vai mostrar imagens e textos inéditos de Agatha Christie

terça-feira, 23 junho 2015

“The Agatha Christie: Unfinished Portrait” é o nome da exposição fotográfica que vai oferecer uma nova visão sobre a vida da Rainha do Crime. A mostra acontecerá de 26 de agosto a 6 de setembro na Bankside Gallery de Londres e faz parte das comemorações dos 125 anos de nascimento de Agatha Christie (a escritora britânica nasceu em 15 de setembro de 1890).

Agatha_Christie_for_website

As imagens que estarão expostas são de coleções particulares e cada uma delas será acompanhada por uma citação da própria Christie, retiradas de uma correspondência pessoal inédita e que captura de forma belíssima seus pensamentos e sentimentos da primeira infância, dos casamentos, de suas aventuras em terras estrangeiras e de seus anos como autora mundialmente famosa. Uma linha do tempo também acompanhará as fotos, marcando os fatos importantes da vida da escritora. A chamada “joia da coroa” da exposição é um retrato de Agatha Christie feito pelo pintor expressionista Oskar Kokoschka, pintado em 1969 quando ela tinha 80 anos. Depois de Londres, “The Agatha Christie: Unfinished Portrait” vai para Torquay e fará parte do Festival Internacional Agatha Christie.

Agatha Christie aos 80 anos por Oskar Kokoshka

Agatha Christie aos 80 anos por Oskar Kokoschka

A Série Agatha Christie L&PM já conta com mais de 80 títulos. Veja aqui.

Expectativa para a chegada do novo Peter Pan

sexta-feira, 19 junho 2015

“Pan”, o filme que conta as origens do personagem Peter Pan, criado pelo escritor e dramaturgo J. M. Barrie, teve sua estreia adiada para 9 de outubro nos EUA (inicialmente ele estrearia aos cinemas em 24 de julho). No Brasil, ainda não tem data definida para chegar.

Mas a expectativa por aqui é grande (pelo menos aqui na L&PM), já que o longa-metragem reimagina a clássica história do menino que não quis crescer. O filme irá abordar a origem do órfão, explicando as circunstâncias que levaram o menino a ser abandonado por sua mãe. Na década de 1940, vivendo em um abrigo para crianças durante a Segunda Guerra Mundial, o garoto, então com 12 anos, é sequestrado pelo perigoso pirata Barba Negra, interpretado por Hugh Jackman, e levado para a fantástica Terra do Nunca.

Além de Jackman, o elenco do filme é formado por Garrett Hedlund no papel de James Hook, o personagem que no futuro será conhecido como Capitão Gancho (mas que nesse filme é amigo de Peter); Rooney Mara como Tiger Lily; Cara Delevingne no papel de uma sereia; e Amanda Seyfried no papel de Mary, a mãe que Peter Pan deseja reencontrar.

A direção é de Joe Wright (Orgulho e Preconceito, Desejo e Reparação e Anna Karenina).

PanGarret_Roney

PanHugh_Levi

Assista ao trailer:

A Coleção L&PM Pocket publica a história original de Peter Pan – Peter e Wendy seguidos de Peter Pan em Kensington Gardens.

O escritor que amava as crianças

sexta-feira, 19 junho 2015

James Matthew Barrie era filho de um fiandeiro, neto de um pedreiro e o nono de dez filhos. Nascido em 9 de maio de 1860, no vilarejo escocês de Kirriemuir, Jamie (assim chamado quando criança) cresceu ouvindo as histórias de piratas que a mãe contava, saídas principalmente dos livros de Robert Louis Stevenson. Adolescente, mudou-se para Edimburgo. Adulto, escolheu Londres como morada. Foi jornalista, escritor independente, autor de teatro, amigo de Conan Doyle. E entrou para a história como o criador de um dos mais célebres personagens da literatura infantojuvenil: Peter Pan, escrito como peça de teatro em 1904 e só publicado em livro em 1911. J.M. Barrie nunca teve filhos, mas adorava crianças e a ideia do menino que vivia na Terra do Nunca foi inspirada nas brincadeiras dos irmãos Peter, George, John (Jack), Peter, Michael and Nicholas (Nico) Llewelyn Davies.

Barrie adorava brincar com as crianças. Na foto, ele e Michael, irmão de Peter

Barrie adorava brincar com as crianças. Na foto, ele e Michael, irmão de Peter

Com um dos irmãos Lewe

O escritor com um dos irmãos Llewelyn Davies

Assista a um vídeo que mostra o criador de Peter Pan em 1932, aos 72 anos, brincando de roda com as crianças:

James Matthew Barrie morreu de pneumonia em 19 junho de 1937. Seu funeral foi acompanhado por milhares de pessoas.

A Coleção L&PM Pocket publica a história original de Peter Pan – Peter e Wendy seguidos de Peter Pan em Kensington Gardens.

Kenneth Branagh poderá ser o novo diretor de “Assassinato no Expresso Oriente”

quarta-feira, 17 junho 2015

O jornal britânico The Guardian desta quarta-feira, 17 de junho, divulgou que o diretor e ator britânico Kenneth Branagh está em negociações para dirigir uma nova versão cinematográfica de Assassinato no Expresso Oriente, um dos mais famosos livros de Agatha Christie.

Kenneth Branagh - na parede atrás dele está uma obra de Eric Ravilious, cuja mais famosa pintura, "Locomotiva na paisagem", mostra um vagão de trem. Fotografia: Eric Charbonneau / Invision / AP

Kenneth Branagh – na parede atrás dele está uma obra de Eric Ravilious, cuja mais famosa pintura, “Locomotiva na paisagem”, mostra um vagão de trem. Fotografia: Eric Charbonneau / Invision / AP

Se o filme realmente sair, será a quarta vez em que essa história da Rainha do Crime irá parar na tela grande. Tudo se passa na famosa linha de trem Expresso Oriente. Na trama, um misterioso assassinato acontece em um dos vagões e passa a ser investigado por Hercule Poirot durante a viagem. A adaptação mais famosa é a de 1974 que teve direção de Sidney Lumet e contou com um elenco estrelar com Albert Finney como o famoso detetive belga de Agatha Christie.

O mais recente sucesso de Branagh como diretor é “Cinderella” e agora estamos torcendo para que ele seja mesmo o diretor e que o novo remake de Assassinato no Expresso Oriente entre logo em movimento.

A L&PM publica "Assassinato no Expresso Oriente" na Coleção L&PM Pocket

A L&PM publica “Assassinato no Expresso Oriente” na Coleção L&PM Pocket

Bloomsday: o único feriado do mundo que é dedicado a um livro

terça-feira, 16 junho 2015

16 de junho é feriado na Irlanda. Batizado de Bloomsday, o dia é dedicado a Leopold Bloom, personagem criado por James Joyce  que habita as páginas de “Ulisses”, a mais famosa obra do escritor irlandês. Em “Ulisses”, Bloom vive sua Odisseia em apenas um dia: 16 de junho de 1904, enquanto caminha pela capital da Irlanda. Uma data tão emblemática que, desde o final dos anos 1920, os irlandeses a decretaram como feriado nacional e sempre preparam uma grande festa em Dublin.

Aqui no Brasil também tem comemoração no dia de hoje. Separamos aqui alguns eventos que achamos interessantes. Se você souber de mais algum, é só avisar. ;-)

SÃO PAULO

Local: Finnegan’s Pub, Rua Cristiano Viana, 358 – Pinheiros
Nome do evento: “O canto das sereias”
Horário: a partir das 19h
O que: O evento será focado no episódio das Sereias da Odisseia de Homero, evocando sua presença no mundo mítico da Grécia Antiga, na própria literatura e música brasileiras – incluindo correspondentes indígenas e afro-brasileiros do mito, como a Uiara do Macunaíma, de Mário de Andrade – para chegar ao romance de Joyce, com as garçonetes-sereias do bar do Hotel Ormond, em Dublin, encarnadas por duas atrizes numa performance erótico-cômica. Compondo um coro universal, trechos do episódio também serão lidos em diversos idiomas, do hebraico ao português. A música terá forte participação no evento, que contará com apresentação de gaita de foles, de música instrumental irlandesa – por duas bandas com repertório diverso – e de canções voltadas ao tema das sereias, além de uma “jam session” de encerramento, que evocará a já longa tradição do Bloomsday em São Paulo, iniciada em 1988, no Finnegan’s Pub, pelo poeta Haroldo de Campos.

BELO HORIZONTE

O Grupo Oficcina Multimédia da Fundação de Educação Artística, de Belo Horizonte, comemora o Bloomsday desde 1990.
Local: Zona – Galpão do Grupo Oficcina Multimédia – Rua Grão Mogol, 908 – Sion
Horário: 17h às 22h
O que: Projeções de vídeos, Música Shitti, Participação Especial do grupo The Celtas, Leitura de textos de James Joyce, Desfile de Moda “Gays em Chamas”, Venda de bebidas e petiscos, Bazar de roupas, acessórios e objetos.

BRASÍLIA

Local: Livraria e Café Sebinho – SCLN 406, Bl. C, Lj. 44 – Asa Norte
Horário: Almoço, jantar e atividades a partir das 19h30min
O que: diversas atividades culturais e gastronômicas. Almoço e jantar com cardápio especialmente dedicado a culinária Irlandesa (Entrada: Salada verde. Prato Principal: Irish Stew – Cozido de carne vermelha Irlandês Tradicional na cerveja Guinnes –, servido com batata recheada de provolone e panqueca de baroa com alho poró. Bebida: Cerveja escura irlandesa Guinnes. Sobremesa: Trifle) /  19h30: Abertura com o jornalista Antônio Carlos Queiroz; Apresentação do Bloomsday; Vida e Obra de James Joyce; Recepção da Obra de Joyce no Brasil / 20h: Leituras de Trechos do Livro com direção da Profª  Eva Leones /  20h30min: Show com a Banda Tanaman Dùl

SANTA MARIA – RS

Local e Horário: na Cesma, a partir das 14h, e no Ponto de Cinema, a partir das 18h
O que: A programação deste ano terá dois momentos. A partir das 14h, haverá leitura e bate-papo sobre a obra no Café da Cesma. Mas o destaque da programação é a exposição Livros de Artista Bloomsday 2015 com vernissagem às 18h também na Cesma. Sob a orientação da professora Helga Corrêa, 12 artistas plásticos do Grupo de Pesquisa Arte Impressa usaram trechos do livro Ulisses como inspiração para suas obras. Depois das 18h, as atividades continuam no Ponto de Cinema, onde haverá um sarau com leituras de Ulisses regadas a música irlandesa.

James_Joyce_Bloomsday

De James Joyce, a L&PM Editores publica Os dublinenses Retrato do artista quando jovemE a previsão é a de que, ainda este ano, seja lançado Ulisses na série Clássicos em mangá.

Os livros que fizeram muitas pessoas viajar (de metrô)

quinta-feira, 11 junho 2015

O vídeo abaixo mostra o sucesso que foi a ação chamada “Ticket Books” que aconteceu no Dia Mundial do Livro, 23 de abril. Na ocasião, a L&PM, em parceria com a concessionária ViaQuatro de metrô, distribuiu, gratuitamente, aos passageiros da Linha 4-Amarela de São Paulo, 1.500 livros na Estação Faria Lima das 10h às 12h. Destes, 300 traziam uma surpresa: funcionavam como bilhetes do metrô. A ação, com assinatura da agência Africa, foi super bem recebida. Chega a ser emocionante assistir:

Peanuts Funko Pop!

quarta-feira, 10 junho 2015

Cada vez mais, tem gente aderindo à Funko Mania. São pessoas de todas as idades que colecionam bonecos importados da marca Funko que tem como principal produto os bonecos da linha POP!

Funko POP! são esses toys cabeçudos que muitas vezes a gente encontra nas feiras geeks (geek são os obcecados por games, HQs e/ou séries).

Pois depois dos bonecos Funko POP! de personagens de Game of Thrones, The Walking Dead, Star Wars, Marvel, chegou a vez de… Peanuts! A Funko anunciou esta semana que eles estão a caminho com Charlie Brown, Snoopy, Woodstock, Linus, Lucy e Sally! Óin…

CharlieBrownPOP

Snoopy_Woodstock_POP

Linus_POP

Lucy_POP

Sally_POP

Camões, o poeta do amor

quarta-feira, 10 junho 2015

Luís Vaz de Camões cantou o amor como poucos. Seus versos, escritos há quase 500 anos atrás, ainda hoje tocam os corações dos leitores. Camões foi apaixonado pela Infanta D. Maria, filha de D. Manuel I; prestou serviço militar na África (onde perdeu um olho), virou um soldado pobre e foi vítima de um naufrágio na Costa da China quando salvou os originais dos Lusíadas de serem engolidos pelo mar. Depois deste incidente, aliás, recolheu-se em Malaca, centro da administração e do poderio português no Extremo Oriente. Sem dinheiro, retornou à Lisboa em 1570 com a ajuda de amigos que pagaram sua passagem. De volta à Lisboa, ele iniciou a luta pela publicação de Os Lusíadas que finalmente ganhou impressão em 1572. Morreu em 10 de junho de 1580. O túmulo, no qual estão guardadas as cinzas do poeta, encontra-se no Mosteiro dos Jerônimos, em Belém.

Um dos mais populares sonetos de amor de Camões ganhou popularidade na voz de Renato Russo, ao ser colocado dentro da música “Monte Castelo”, do Legião Urbana.

O soneto de Camões:

Amor é fogo que arde sem se ver,
É ferida que dói, e não se sente;
É um contentamento descontente,
É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
É um andar solitário entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É um cuidar que ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

(De 200 Sonetos - Camões – Coleção L&PM Pocket)

A música de Renato Russo: