Arquivo de agosto, 2010

Teste seus conhecimentos artísticos: que escritores pintaram essas obras?

terça-feira, 31 agosto 2010

Parece que já não se fazem mais escritores como antigamente. O belo livro The Writer’s brush – Painting, Drawings, and Sculpture by Writers, de Donald Frieman, traz uma extensa mostra de pinturas, desenhos e esculturas de famosos literatos do mundo inteiro, produzidas ao longo de várias épocas. Selecionamos algumas delas, todas de autores publicados pela L&PM, e aproveitamos para propor um teste: você consegue relacionar corretamente as obras com os escritores da lista que vem logo abaixo? Mas não vale espiar a resposta (que está no pé no post).

 

 

Neto de Agatha Christie critica Wikipedia por contar o final da história

terça-feira, 31 agosto 2010

A regra básica para resenhar um suspense é não contar o final da história – ou, no caso de Agatha Christie, não revelar a identidade do assassino. Pois a regra passou batida pelos editores da Wikipedia, que há um bom tempo mantém a informação disponível (e sem aviso de spoilers) em sua página dedicada à peça  A ratoeira (The mousetrap).

Agora os fãs da escritora ganharam um reforço de peso na batalha pela mudança da sinopse: o neto de Agatha, Matthew Prichard, que  possui os direitos da peça. “É uma pena que uma publicação, se é que podemos chamá-la assim, estraga de alguma maneira o prazer das pessoas que vão assistir à peça.  Não é questão de dinheiro ou qualquer coisa assim. É só uma pena”, disse ele ao Telegraph.

Memorial em homenagem a Kurt Vonnegut será inaugurado nos Estados Unidos

segunda-feira, 30 agosto 2010

Um memorial em Indianapolis, terra natal de Kurt Vonnegut, deve ser inaugurado três anos após sua morte. Metade do espaço será ocupado por uma biblioteca e a outra metade por um museu. Do museu farão parte as primeiras edições dos livros do autor, uma réplica do seu estúdio e algumas cartas de rejeição que recebeu antes de fazer sucesso. A inauguração está prevista ainda para a próxima primavera (outono no hemisfério norte).

Livros e objetos que farão parte do memorial / Foto: Michael Conroy, AP

De Vonnegut, a L&PM publica Matadouro 5, Café-da-manhã dos campeões e Armagedom em retrospecto.

A guerra do Bom Fim, de Scliar, é traduzido para o francês

sexta-feira, 27 agosto 2010

Entre as 22 obras de autores brasileiros que estão sendo traduzidas nesse momento, está A guerra do Bom Fim, de Moacyr Scliar. A obra passará a fazer parte do catálogo da Éditions Folies d’encre, da França.
A guerra…, lançado originalmente em 1972  e publicado em 1981 pela L&PM , em plena ditadura militar, é o primeiro romance de Scliar. Como outros livros de sua geração, testemunha a necessidade dos escritores  contemporâneos de lançar novas luzes sobre o passado e a identidade nacional.

Bom dia com Picasso

sexta-feira, 27 agosto 2010

Em maio, desejamos um bom dia com Van Gogh. Hoje o bom dia é com Picasso, outro dos personagens da série Biografias. E com Liniers, claro. A tirinha do cartunista argentino foi publicada hoje no jornal La Nación.

Marcas preparam produtos especiais para comemorar aniversário de Peanuts

quinta-feira, 26 agosto 2010

E os 60 anos de Charlie Brown e sua turma continuam dando o que falar (e o que comprar). Já noticiamos aqui as camisas especiais confeccionadas pela Lacoste e um Snoopy cravejado de diamantes feito em Hong Kong. Agora mais algumas marcas que integram a ação comemorativa Peanuts 60 Years Special Project divulgaram produtos inspirados no Minduim. E aí vale tudo: tem canecas…

bolsas…

e até bonecos (um pouco estranhos).

Mas o mais desejado (pelo menos entre o pessoal aqui da editora) é mesmo esse All Star com estampa de tirinhas:

E enquanto isso tudo não desembarca no Brasil, dá para comemorar a chegada de Charlie Brown à terceira idade lendo os três volumes de Peanuts Completo já lançados por aqui.

A biblioteca de Marilyn Monroe

quarta-feira, 25 agosto 2010

Uma coleção de diários que está prestes a ser lançada nos Estados Unidos deixa no ar se Marilyn Monroe era mesmo um típico exemplar de “loira burra”. Nos escritos inéditos, a atriz revela admiração por escritores como Samuel Beckett, Walt Whitman e, acreditem, James Joyce. Seu exemplar de Ulysses inclusive chegou a ser vendido por quase 10 mil dólares em um leilão promovido pela Christie’s em 1999.

Da biblioteca de Marilyn também faziam parte obras de Tennessee Williams, Ernest Hemingway, Francis Scott Fitzgerald e John Steinbeck.  Não foram poucas às vezes que a loira posou para os fotógrafos fazendo o gênero “intelectual”.  Agora, se ela admirava mais os escritos ou os escritores em si, isso já é outra história.

Obras de Dalí e Van Gogh são roubadas em intervalo de três dias

quarta-feira, 25 agosto 2010

Crimes no maior estilo Roubaram a Mona Lisa! têm movimentado alguns museus pelo mundo. Na quarta-feira passada (25), uma estátua de bronze de Salvador Dalí foi roubada de uma sala de exposições em Bruges. “La femme aux tiroirs” pesa cerca de 10 quilos e tem valor estimado entre 100 e 120 mil euros.  

Estátua de bronze pesa cerca de dez quilos / Reprodução France 24

No Egito, o prejuízo foi “um pouco” maior. O quadro “Flor de Papoula”, de Van Gogh, avaliado em 55 milhões de dólares, foi furtado no sábado do Museu Mahmoud Khalil, no Cairo. Das 43 câmeras de segurança instaladas no local, apenas sete estavam funcionando. Segundo um especialista em arte, o mesmo quadro já havia sido roubado no final dos anos 70, mas foi recuperado 10 anos depois.  

O mesmo quadro já havia sido roubado nos anos 70 / Reprodução

A L&PM publica Libelo contra a arte moderna, de Salvador Dalí, e Cartas a Théo, de Van Gogh, além de uma biografia do pintor. 

*Com informações da Folha de São Paulo

A cabana de Jack Kerouac no Desolation Peak

terça-feira, 24 agosto 2010

“Hozomeen, Hozomeen, most beautiful mountain I ever seen.” Assim Jack Kerouac definiu o Desolation Peak, onde passou pouco mais de 60 dias como vigia de incêndios. Dessa experiência, nasceu Anjos da desolação, agora publicado pela L&PM. A cabana que Jack morou nesses dois meses ainda está lá, aberta aos visitantes.

Para ler um trecho de Anjos da desolação, clique aqui.

Museu de Nova York adquire inéditas de Billie Holiday

terça-feira, 24 agosto 2010
O Museu de Jazz dos Estados Unidos adquiriu uma coleção de quase mil discos que contém músicas inéditas de Billie Holiday e Ella Fitzgerald, entre outros. A coleção foi gravada por um técnico de áudio chamado William Savory nos anos 1930 e era desejada pelo museu desde então. Mas nem tudo foi motivo de comemoração: os discos estavam em péssimo estado e precisaram ser recuperados por engenheiros de áudio. O trabalho deles você vê nesse ótimo vídeo produzido pelo New York Times: 

A L&PM publica  Billie Holiday, de autoria de Sylvia Fol, na série Biografias.